Biologia

Genes Alelos: Biologia e genética

São os alelos que definem características como cor do olho, cabelo e pele. Herança genética herdada pelo pai e pela mãe são determinantes no processo.

Continue lendo após a publicidade

Os alelos são formas alternativas de um mesmo gene. Gerados por mutação, eles também ocupam o mesmo espaço – lugar que chamamos de locus – em cromossomos homólogos. Esses cromossomos são aqueles possuem genes para a mesma característica. Em organismo diploides, como os humanos, os cromossomos provêm dos progenitores, sendo um grupo oriundo de cada.

Analisando os genes de um indivíduo, podemos perceber, por exemplo, que nos cromossomos homólogos provenientes da mãe pode haver um gene para determinada característica. Já no grupo proveniente do pai pode ser encontrado um gene a. Apesar de A e a serem o mesmo gene, eles se apresentam de forma modificada, determinando algumas alterações para a mesma característica. Portanto, A e a são os alelos.

É fundamental ressaltar que eles são sempre apresentados por letras. Isso porque a letra minúscula indica um alelo recessivo, ou seja, quando a característica contida naquele gene se expressa apenas aos pares (aa). Já o alelo dominante é representado por letra maiúscula e expressa-se em dose simples (AA ou Aa).

Vale lembrar que a maioria das descobertas da genética se deve à Gregor Mendel, considerado o pai de genética. Mendel, fazendo experiências com as ervilhas, descobriu as características dominantes e recessivas dos genes. Porém,  ele concluiu também, que as características recessivas não desaparecem ao longo das gerações.

Continue lendo após a publicidade

Diferença entre gene e alelo

Alelos, o que são, como se classificam e para que servem?

Os genes são as diferentes partes do DNA (ácido desoxiribonucleico) que decidem os traços genéticos que uma pessoa vai ter. São eles que fornecem a orientação para produzir uma proteína específica, responsável pelas características. Por tal razão, os genes estão nos cromossomos, que são cadeias de DNA enroladas em torno das proteínas.

Enquanto isso, o alelo é uma variação específica do gene, que vai determinar como essa característica irá se expressar no indivíduo. Por exemplo, o gene responsável por determinar a cor dos olhos possui muitos alelos, como alelo para cor dos olhos azuis, castanhos ou verdes.

Outra diferença fundamental é que os genes que nós herdamos são os mesmo para todos os seres humanos, ao passo que os alelos são herdados da mãe e do pai, ocorrendo sempre em pares.

Continue lendo após a publicidade

É importante lembrar que o ser humano possui 46 cromossomos divididos em 23 pares. Contudo, 23 pares são originados da mãe e 23 pares do pai. No entanto, dentre esses cromossomos, 44 são autossômicos. Ou seja, encontrados nas células somáticas. Por outro lado,  dois  são cromossomos sexuais. Assim, o cromossomo x é feminino e o y é masculino. na mulher a representação dos cromossomos é XX e nos homens é XY.

Tipos de combinação de alelos

Alelos dominantes e recessivos podem se combinar, gerando indivíduos homozigotos e heterozigotos. Sendo assim, os termos estão relacionados com a presença, respectivamente, de alelos iguais ou diferentes em cromossomos homólogos. Saiba as características de cada um:

Homozigoto

Homozigoto, ou puro, pode ser definido como aquele indivíduo que apresenta uma característica determinada por alelos iguais. Com base no exemplo do gene A, um indivíduo homozigoto pode ser AA ou aa. Nesses casos, é possível perceber que o indivíduo apresenta apenas um tipo de gameta, ou seja, caso um homem seja de AA, seus espermatozoides carregarão o alelo A.

Heterozigoto

Logo, o indivíduo heterozigoto, ou híbrido, possui uma determinada característica condicionada por dois alelos diferentes. Assim sendo, para o gente A, um indivíduo heterozigoto pode ser representado por Aa. Nesse caso, ocorre a formação de dois gameta, ou seja, se o indivíduo em questão for um homem Aa, ele poderá produzir espermatozoides que carregarão o alelo A ou o alelo a.

Continue lendo após a publicidade
Alelos, o que são, como se classificam e para que servem?
Alelos podem iguais ou diferentes em cromossomos homólogos

Exceções

Alelos, o que são, como se classificam e para que servem?
Alelos misturam suas característica na dominância incompleta

Apesar das características citadas compreenderem a maioria dos casos, existem exceções no modo como um heterozigoto se expressa fenotipicamente. A dominância incompleta, que ocorre quando os alelos misturam suas característica no fenótipo, é um bom exemplo. Há, ainda, a codominância, quando os alelos se expressam simultaneamente.

Existem também os alelos múltiplos ou polialelia, que é uma série formada por três ou mais alelos, pertencentes a um mesmo gene. A série ocorre aos pares, mas com diversas possíveis combinações.

De fato, os alelos múltiplos são resultados de mutações sucessivas ocorridas nos genes de um determinado locus. Cada gene mutante que surge estabelece condição para o aparecimento de mais uma nova expressão fenotípica daquele determinado caráter, naquela espécie.

Algumas espécies e seus  genes:

Continue lendo após a publicidade
  • Drosophila melamogaster ( mosca): 13.700 genes
  • Homo sapiens (ser humano): 20 a 25.000 genes
  • Mycoplasma genitaliun (bactéria): 500 genes

Gosta de Biologia? Leia também sobre Citologia, saiba o que é e como é a estrutura no interior das células

Fontes: Brasil Escola, Diferença, Toda Matéria e InfoEscola.

Fontes de Imagens: Gestão Educacional, Por Dentro do Mundo das Células, Estudo Prático e

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments