Saúde

Austrália decide impedir crianças não vacinadas de irem à escola

Continue lendo após a publicidade

Um novo plano do governo liderado pelo primeiro-ministro Malcolm Turnbull, o “Não Jab, No Play” , proíbe crianças não vacinadas de participar e frequentar a pré-escolas e creches, a decisão será aplicada em todo país.

Atualmente, as autoridades do estado de Queensland, Nova Gales do Sul e Victoria já exigem que as crianças sejam imunizadas, mas outros estados não aderiram essa legislação. O apoio politico para tornar lei federal é generalizado, para dizer o mínimo, com as principais organizações médicas, o partido do governo, e o partido da oposição a favor da ideia.

Esta nova medida é parte de uma série de iniciativas destinadas a vacinar 5% das crianças australianas que ainda não foram vacinadas.

História antiga

Em 2016, o governo lançou o  “Não Jab, No Pay”, onde os pais que não imunizassem seus filhos, perderiam todos os benefícios concedidos pelo governo. Como resultado desta medida, 200.000 crianças estão agora protegidos de doenças mortais, e a taxa de imunização média da Austrália subiu para 92,2%.

Continue lendo após a publicidade

Além disso, em 2015, o governo anunciou que não haveria mais nenhum tipo de isenções religiosas para vacinas.

Mas para conseguir alcançar a taxa de 100% de vacinação era preciso um ultimo empurrão, e foi por isso que o governo decidiu tomar uma medida tão controversa, ao impedir que crianças sem vacinação frequentem escolas.

A questão é que todos devem ser vacinados, pois a segurança das crianças definitivamente supera o direito dos pais de escolher.

 

Fonte: IFLScience.
Imagem: goodluz/Shutterstock.

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments