História

Batalha de Berlim: quem participou, história e curiosidades

A Batalha de Berlim foi o último episódio da Segunda Guerra. Adolf Hitler perdeu poder e diversos países se envolveram no conflito.

Continue lendo após a publicidade

O último episódio da Segunda Guerra Mundial na Europa foi a Batalha de Berlim, realizada em 1945. O confronto se deu início após Adolf Hitler ganhar forças através de ataques alemães. Sendo assim, chanceler da Alemanha desde 1934 e também líder do Partido Nazista.

Foi em setembro de 1939 que Hitler realizou o ataque à Polônia. Certamente, esse foi o começo do conflito. Além da União Soviética, França, Itália e Inglaterra também declararam guerra contra os alemães naquele ano.

Mas foi em 1941, que a Alemanha tentou invadir a Rússia. O motivo seria conseguir mantimentos para continuar com a movimentação da economia do País durante as batalhas. No entanto, os soviéticos conseguiram barrar a entrada dos nazistas. Com isso, Hitler perdeu forças.

Apesar da vitória, essa foi a batalha em que mais resultou na morte de soviéticos durante toda a Segunda Guerra Mundial. Em 1943, a União Soviética perdeu durante um confronto em Kursk. Sendo assim, a Alemanha era cercada.

Continue lendo após a publicidade

No ano de 1945, os soviéticos chegaram a Berlim. Segundo o pesquisador Max Hastings, a ação contra a Alemanha precisou de mais de 2 milhões de soldados e cerca de 8 mil aviões. Ainda de acordo com o historiador, houve mais mortes de alemães no ano de 1945 do que em 1942 e 1943 juntos.

A Chegada da União Soviética em Berlim

DW

A defesa alemã contou com homens de todas as idades. De jovens à idosos. Milhares de pessoas tentaram fugir da cidade durante a Batalha de Berlim.

Dentre eles, líderes alemães. Durante a conquista dos soviéticos houve vários roubos, agressões e estupros. Segundo o historiador, Antony Beevor, aproximadamente 130 mil mulheres foram estupradas durante e após a batalha, sem contar, que algumas delas foram violentadas mais de uma vez. Dentre elas, cerca de 10 mil vítimas morreram durante essas agressões.

Continue lendo após a publicidade

Enquanto isso, Hitler estava escondido em um abrigo subterrâneo com sua mulher, Eva Braun, e alguns aliados. Contudo, quando soldados da União Soviética chegaram ao parlamento, que ficava a cerca de 300 metros do esconderijo do líder Nazista. Adolf se matou com o uso de uma arma. A esposa dele também cometeu suicídio após tomar ácido cianídrico.

Há alguns detalhes sobre a Batalha de Berlim que são interessantes como:

Países que fizeram parte da União Soviética na Batalha de Berlim

Image PNG

A União Soviética também era conhecida como União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). Fundada pelos russos. E aconteceu entre 1922 e 1991.

A URSS surgiu em decorrência da Revolução Russa, portanto,  em 1917.  A União Soviética era formada pela Rússia, Letónia, Geórgia, Ucrânia, Moldávia, Belarus, Uzbequistão, Lituânia, Quirguistão, Armênia, Cazaquistão, Azerbaijão, Tadjiquistão e Turcomenistão.

Continue lendo após a publicidade

Os 15 países adotaram a bandeira vermelha com martelo, foice e a estrela amarela. O vermelho representava o socialismo. As ferramentas significavam a classe trabalhadora rural e urbana. Já a estrela, era o Partido Comunista.

Estados Unidos também participou da Batalha de Berlim

Batalha de Berlim: quem participou, história e curiosidades
MonoVisions

Os norte-americanos também tiveram uma participação durante a Batalha de Berlim. Entretanto, eles não estavam presentes.

A União Soviética recebeu tanques de guerra oferecidos pelos estadunidenses. Uma parte do exército chegou a perder 209 dessas máquinas durante a batalha, ou seja, o auxílio desses tanques foi um dos pontos essenciais para a vitória.

Até a marinha ajudou na Batalha de Berlim

Russia Beyond

A Marinha da União Soviética também colaborou durante a Batalha de Berlim. Todavia, o mar Báltico estava longe da Cidade.

Continue lendo após a publicidade

Sendo assim, cerca de 16 mil soldados e arsenais de armas foram transportados em automóveis marítimos pelo Rio Spree. Isso aconteceu entre 23 e 25 de abril de 1945.

Hitler cometeu erro estratégico

Batalha de Berlim: quem participou, história e curiosidades
Aventuras na História

Enquanto a União Soviética cercava a Alemanha e começava a atacar Berlim, Hitler decidiu não recuar e manteve seus soldados em Kursk, onde tinha vencido sua última batalha.

Além disso, também havia soldados nazistas na Hungria. No entanto, Adolf se recusou a tirar seu exército do país para ajudar na Batalha de Berlim. Resultado disso, foi a derrota total.

Historiadores consideram esse um dos maiores erros estratégicos de Adolf Hitler. Porque se ele tivesse retirado suas tropas de Kursk ou da Hungria e enviado de volta para Berlim teria reforçado seu exército. E assim, a guerra teria perdurado por mais algum tempo.

Continue lendo após a publicidade

Vingança na Batalha de Berlim

Batalha de Berlim: quem participou, história e curiosidades
Rare Historical Photos

O líder soviético Josef Stalin quem planejou o ataque em Berlim. Sendo assim, a Cidade era o alvo perfeito para ele como vingança, já que ele queria corresponder às agressões provocadas pelos alemães. Além disso, Berlim era onde fabricavam as bombas atômicas. E assim, seriam dois coelhos com uma cajadada.

Só no primeiro dia de execução do plano de Stalin foram lançadas mais de 1 milhão de bombas. Em seguida, durante a Batalha de Berlim, vários cidadãos alemães cometeram suicídio com medo de serem torturados. Isso porque vários soldados soviéticos foram motivados pela vingança de Stalin a estuprar, saquear e entre outras agressões.

Fontes: Brasil Escola, Russia Beyond, História do Mundo, Sua Pesquisa

Imagens: Rare Historical Photos, Russia Beyond, MonoVisions, DW, History of War, Image PNG

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments