Geografia

Veja como está a cidade fantasma de Chernobil atualmente

Você já ouviu falar na cidade fantasma de Chernobil? Sim, aquela mesmo: palco o maior acidente radioativo da história da humanidade

Por Editor

Continue lendo após a publicidade

A “cidade fantasma” de Chernobil, ou Chernobyl, é muito famosa por ter sido palco do principal acidente nuclear do mundo. A catástrofe, que aconteceu dia 26 de abril de 1986, é resultado de um problema técnico que acabou liberando uma nuvem radioativa que contaminou pessoas, animais e áreas verdes de uma vasta extensão de terras.

Contudo, seria possível verificar como a cidade de Chernobyl está hoje em dia? Sim, é possível, e quem possibilita essa visão ampla das áreas afetadas da cidade fantasma é um aparelho bastante popular hoje em dia: o drone!

Resumidamente, a cidade fantasma de Chernobil está localizada na região de Pripyat, na Ucrânia. O local, aliás, é considerado um prato cheio para cientistas e especialistas que buscam compreender a relação entre a natureza e as partículas nucleares.

O acidente na cidade fantasma de Chernobil afetou apenas a Ucrânia?

Não, infelizmente o acidente de Chernobil não ficou restrito ao território da Ucrânia. É claro que a nuvem radioativa afetou prioritariamente as cidades mais próximas da área de explosão, mas não exclusivamente. No mapa a seguir, você consegue ter uma noção um pouco maior de outros países que também sofreram consequências:

Continue lendo após a publicidade
europe_600w
Além da Ucrânia, outros países também sofreram consequências radioativas.

Chernobil: de cidade fantasma à cidade cinematográfica

Todo o universo especulativo em relação ao acidente nuclear acaba atraindo o olhar de diversos artistas, fotógrafos e produtores de documentários ao redor do mundo para Chernobil. Inclusive, ensaístas e documentaristas já retrataram a área de diversas formas – em diferentes ângulos.

Contudo, um dos últimos trabalhos mais expressivos gravados na cidade é fruto do trabalho de Danny Cooke. De forma geral, ele que decidiu utilizar um drone para voar e documentar os restos de Chernobyl.

O resultado dessa produção está sinterizado com uma super trilha sonora no clipe a seguir. Caso você tenha se interessado pelo trabalho completo do diretor, ele está disponível neste link.

Continue lendo após a publicidade

Confira algumas frases ditas pelo produtor do documentário sobre a cidade fantasma de Chernobil:

Chernobyl é um dos lugares mais interessantes e perigosas em que eu estive. O desastre nuclear, que aconteceu um ano depois que eu nasci, teve afetou a vida de muitas pessoas, incluindo minha família. As nuvens de poeira nucleares varreu o oeste em direção a nós. A polícia italiana deu a volta e jogou fora todos os produtos locais e minha mãe saiu correndo para estocar leite, o máximo de latas possível – com o objetivo de alimentar seus filho recém-nascido”. Danny Cooke

Sobre a produção:

“Durante a minha estadia para captar imagens, conheci muitas pessoas incríveis. Um guia que me ajudou em várias etapas do processo foi Yevgen, também conhecido como um ‘Stalker’. Passamos a semana juntos, explorando tanto Chernobil quanto a cidade vizinha abandonada de Pripyat. Havia algo sereno, mas altamente perturbador sobre este lugar. A impressão que dá é que o tempo parou e que as lembranças do acidente flutuam em torno de nós, o tempo todo”, completa Danny Cook, produtor principal do documentário sobre a cidade fantasma de Chernobil

Já viu o documentário com Drone mas ainda está curioso com a cidade fantasma de Chernobil?

Confira a seleção de imagens que fizemos:

cher2

Continue lendo após a publicidade

Na imagem acima, um ginásio esportivo abandonado. Basicamente, as pinturas nas paredes e a cesta de basquete indicam que o local era utilizado por alunos das escolas infantis de Chernobyl.

cher3

Alguns lugares da cidade acabam recebendo informalmente alguns turistas interessados na história do maior acidente nuclear já registrado.

cher4

Continue lendo após a publicidade

O nível de radioatividade em Chernobil, na época do acidente, era equivalente a 500 bombas atômicas semelhantes as que foram lançadas sobre Hiroshima.

cher5

Sobre a morte das vítimas, aliás, era recorrente trombose coronária, queimadura térmica e intoxicação aguda por radiação

cher6

Continue lendo após a publicidade

Na imagem, um parque de diversões na cidade fantasma de Chernobil, que agora aparece totalmente enferrujado e abandonado.

Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments

[…] ocorre, grandes áreas são atingidas e a contaminação é catastrófica. No ano de 1986, a Usina Nuclear de Chernobyl explodiu e contaminou a Ucrânia, impondo a retirada de milhares de pessoas às […]