Língua Portuguesa

Classicismo, o que foi? Contexto histórico, características e autores

O Classicismo foi uma manifestação renascentista na literatura. Dentre suas principais características está o resgate dos ideais clássicos.

Continue lendo após a publicidade

Surgido na Itália do século XVI, o Classicismo é um movimento resultante do Renascimento. Enquanto manifestações renascentistas se espalharam por diversos âmbitos sociais, como política, ciência, religião e artes, na literatura o Classicismo foi o representante dessa estética.

Também conhecido como Seiscentismo ou Literatura Renascentista, esse movimento cultural revisita temas da Antiguidade Clássica. Sendo assim, como o próprio nome sugere, Classicismo é um resgate de elementos que marcaram a Grécia e Roma antigas.

Essa ressignificação dos clássicos greco-romanos teve uma grande importância na Europa. Além disso, Portugal desempenhou um papel fundamental na difusão do Classicismo, visto que alguns dos autores mais notáveis dessa estética literária são lusitanos.

Contexto histórico

O Classicismo é um desdobramento do Renascimento e ocorreu entre o fim da Idade Média e o começo da Idade Moderna, sendo marcado por revisitar ideais da Grécia e Roma antigas

Inserido entre o fim da Idade Média e início da Idade Moderna, o Classicismo chegou em um momento de transição de poderes e ideologias. Após um longo período de forte influência sobre governos e seus povos, a Igreja Católica começou a perder espaço.

Continue lendo após a publicidade

Ademais, o contato com povos do oriente resultou em novas descobertas para os europeus. Além de seu desenvolvimento matemático, os povos da Ásia e África partilharam técnicas e tecnologias inéditas de navegação que permitiram o avanço marítimo que impulsionou as grandes navegações.

Todavia, isso só foi possível devido ao Renascimento. O movimento cultural que se expandiu pela Europa nesse período aproveitou o enfraquecimento da Igreja para exercer a incentivar a liberdade de pensamento. Assim, pensadores e cientistas floresceram ideias que originaram imprescindíveis teorias e invenções.

Enquanto Nicolau Copérnico sugeriu o modelo heliocêntrico de universo, Galileu Galilei avançava em estudos da física. Além disso, o conhecimento deu um grande passo rumo à democratização graças à invenção da prensa móvel de Johannes Gutenberg que passou a imprimir livros e torná-los acessíveis.

Dessa forma, o teocentrismo deu lugar ao humanismo e o modelo estético de valorização do homem adotado pela Grécia Antiga foi adotado pelo Renascentismo. Ao passo que diversas transformações e descobertas marcaram esse período, algumas tiveram maior impacto, como:

Continue lendo após a publicidade

Transformações mais marcantes do período Renascentista

  • grandes navegações;
  • Reforma Protestante;
  • a invenção da imprensa por Gutenberg;
  • o fim do sistema feudal e início do capitalismo;
  • o cientificismo de Copérnico e Galileu.

Diante desse contexto, a arte, que atua como um reflexo e registro social, não ficou de fora. Então, as características do Classicismo foram adotadas pelos diversos desdobramentos da mesma, incluindo a literatura.

Características do Classicismo

Classicismo, o que foi? Contexto histórico, características e autores
Esse movimento é marcado por ressignificar as características clássicas, como o humanismo e o hedonismo

Dentre as principais características do Classicismo está o humanismo, que se apoia no antropocentrismo para valorizar o homem. Como resultado disso, nasce o racionalismo, que mais tarde será adotado como uma corrente pela filosofia moderna.

Além disso, com o enfraquecimento do teocentrismo e com o homem como centro do pensamento filosófico, o hedonismo ganhou força. Assim, a busca pela satisfação dos desejos humanos foi ampliada. Ao mesmo tempo, a vida e o tempo passaram a ser vistos sob uma efemeridade que deveria ser aproveitada ao máximo.

Ao passo que ideais clássicos foram revisitados, a filosofia de Platão não ficou de fora. Logo, o neoplatonismo surgiu, buscando explicar o amor sensual e, ao mesmo tempo, platônico. Aliás, a mitologia greco-romana também não ficou de fora.

Continue lendo após a publicidade

Características literárias

Na literatura em específico, os poemas retomaram o equilíbrio formal. Assim, formas fixas, rimas e métricas regulares foram adotadas. O verso decassílabo se tornou um modelo estético e paradoxo, antítese e personificação tornaram-se figuras predominantes.

A subjetividade passou contida e os sentimentos do autor postos em segundo plano. Além disso, houve uma separação das artes e os gêneros textuais foram impedidos de se misturar. Formas textuais da Antiguidade Clássica como dramaturgia, tragédia e comédia, bem como a poesia lírica e épica, se tornaram um padrão estético.

Curiosamente, essas características ficam notáveis no trabalho de Luís Vaz de Camões, um dos maiores nomes do Classicismo.

Principais autores do Classicismo

Luís de Camões é um dos grandes nomes do Classicismo português

Em Portugal o Classicismo foi difundido de uma forma impactante. Como resultado disso, o movimento ganhou adeptos como Francisco de Sá de Miranda e o próprio Luís Vaz de Camões que, além de adotarem essa estética literária, contribuíram para a consolidação de muitas de suas características.

Continue lendo após a publicidade

Enquanto o Classicismo português tinha um caráter nacionalista e se voltava para dois temas principais: amor e bravura; nos demais países o movimento também ganhava espaço. Na Espanha, por exemplo, essa estética literária resultou em Dom Quixote de Miguel de Cervantes, uma obra tão clássica quanto Os Lusíadas de Camões.

Por fim, os escritores italianos não ficam de fora, ainda mais levando em consideração que a Itália é o berço do Renascimento. Pois bem, Dante Alighieri com A Divina Comédia e Giovanni Boccaccio com Decamerão são dois nomes que marcaram a história do Classicismo.

E então, o que achou da matéria? Se gostou, confira também: Impressionismo – Definição, principais características, pinturas e artistas.

Fontes: InfoEscola, Toda Matéria, Brasil Escola.

Continue lendo após a publicidade

Imagens: Todo Estudo, Literatura aqui e agora!, Arteref, Notícia ao Minuto.

Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments