História

Colonização mercantilista: a ocupação efetiva das terras brasileiras

A colonização mercantilista foi uma prática econômica adotada por nações europeias, entre os séculos XV e XVIII, no período da expansão marítima.

Continue lendo após a publicidade

A colonização mercantilista foi uma prática econômica adotada por nações europeias, entre os séculos XV e XVIII, no período da expansão marítima. Toda a economia visava apenas manter a balança comercial favorável e assim desenvolver a economia de países como Portugal, Espanha e Inglaterra.

O objetivo principal das nações que adotaram a colonização mercantilista era crescer as reservas de metais preciosos. Vale lembrar que, pelo acúmulo desses metais, se media a riqueza de um país.

Então os países da colonização mercantilista adotaram as seguintes medidas:

Continue lendo após a publicidade
  • incentivo à produção de manufaturados;
  • metalismo: aumento de reservas de metais preciosos;
  • intervencionismo : intervenção na economia;
  • protecionismo: proteção de produtos nacionais;
  • aplicação do pacto colonial: relação de comércio entre a metrópole e suas colônias

O Brasil como colônia de exploração

Durante as grandes navegações, Portugal conquistou expansão comercial, principalmente depois de descobrir as terras brasileiras. Num primeiro momento, os portugueses buscavam apenas as riquezas da nova terra e sem projetos de colonização.

A colônia de exploração tinha a finalidade apenas de tornar positiva a balança comercial portuguesa. Por isso se aplicava o monopólio e o protecionismo na importação de mercadorias brasileiras.

Os portugueses possuíam pouco interesse pelo Brasil no início da colônia de exploração, considerando como único bem de valor comercial o pau-brasil, usado na tintura de roupas.

Continue lendo após a publicidade

A colonização mercantilista adotada por Portugal

Ocorre que, a partir de 1530, as florestas de pau-brasil se esgotaram e a exploração deixou de ser lucrativa. Os portugueses então iniciaram a colonização mercantilista, que visava desenvolver a economia e o comércio da metrópole.

É que Portugal notou que só conseguiria manter a posse das terras descobertas se as povoasse. E para isso era necessário criar núcleos permanentes de povoamento. Então podemos afirmar que a colonização brasileira ocorreu entre os anos de 1530 e 1580.

O açúcar como principal matéria prima brasileira

Com a colonização mercantilista, a coroa de Portugal tinha a intenção de manter as povoações que serviriam de base, no futuro, para encontrar riquezas minerais.

Continue lendo após a publicidade

A primeira grande atuação portuguesa no país foi com a produção de açúcar, cultura favorecida pelas condições climáticas do Brasil. E foram bem sucedidos nessa empreitada, pois o açúcar se tornou uma das especiarias mais valorizadas do mercado europeu.

Sendo assim, podemos concluir que, depois de 1530, Portugal iniciou uma ocupação efetiva das terras brasileiras, com o suporte da expedição colonizadora de Martim Afonso de Souza e com a divisão do Brasil em Capitanias Hereditárias.

O que é mercantilismo?

A política econômica do capitalismo comercial, ou mercantilismo, se caracterizou por ser um conjunto de ideias e práticas econômicas adotadas pelo Estado Absolutista, pelo estímulo à expansão marítima e colonial e pelo estabelecimento de monopólios como políticas mercantilistas.

Continue lendo após a publicidade

Havia também estímulo à exportação, em detrimento das importações, sob forte intervenção estatal na economia e exclusividade de comércio entre metrópole e colônia.

A política mercantilista alcançou grande desenvolvimento em Portugal, Espanha, França, Holanda e Inglaterra.

Você achou interessante saber da colonização mercantilista? Então com certeza vai gostar de conhecer o sistema chamado de feudalismo.

Continue lendo após a publicidade

Fonte: Grupo Escolar, Curso Enem Gratuito, Mundo Vestibular, Info Escola,

Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments

[…] um país era rico, conforme a quantidade de metais preciosos que estocava. Mas com o surgimento do Mercantilismo, em sua forma do Colbertismo, começou-se a esboçar uma Balança […]

[…] os séculos XV e XVIII, vigorou na Europa o Mercantilismo, que eram práticas comerciais constantes. Naquele tempo, se trocava, vendia ou comprava […]

[…] abertura e tolerância em diferentes níveis. Dessa forma, surgiu como uma forma de se livrar do mercantilismo e da intervenção do Estado na vida […]

[…] Gostou dessa matéria? Venha ver essa também: Colonização mercantilista: a ocupação efetiva das terras brasileiras […]

[…] a vinda dos padres jesuítas, os índios guarani foram os que mais sentiram os abalos da colonização. Dessa forma, os padres conseguiram fundar o que chamaram de Missões Guarani. Assim, o território […]

[…] a América do Sul foi colonizada por portugueses e espanhóis que vieram atraídos pelos recursos naturais que a região oferecia. Assim, o sul do […]

[…] o processo de colonização do Brasil, a Coroa Portuguesa dividiu o país no que ficou conhecido como Capitanias Hereditárias. […]

[…] Após a dominação dos portugueses e espanhóis sobre a maioria dos povos europeus, um intenso processo de globalização teve início. A esse processo deu-se o nome de Expansão Marítima Europeia, tendo como principal característica a obtenção de riquezas, exploração de terras e a expansão territorial. […]

[…] Austrália possui uma história semelhante à do Brasil em termos de colonização. Isso porque, antes mesmo da chegada do capitão inglês James Cook, as terras australianas já […]

[…] engenhos necessitavam constantemente de pessoas trabalhando. Desde a colonização, quem realizava o trabalho forçado eram os índios. Porém, a população indígena sofreu com a […]

[…] nos detalhes e uma elegância considerada exagerada. No Brasil, a Arte Barroca surgiu quando os colonizadores portugueses e espanhóis chegaram aos país. Assim, a arte desenvolvida naquela época era carregada de grandes […]

[…] Portanto, a Festa Junina é uma celebração que veio junto da chegada dos portugueses durante a colonização. A festa, que já era comum na Europa, conquistou os brasileiros que criaram caraterísticas […]