Comer menos pode nos ajudar a envelhecer mais devagar, diz pesquisa

Muitas pessoas preocupadas com os efeitos estéticos da velhice, buscam nos cosméticos a prevenção de rugas e manchas. Mas a velhice chega em nível molecular, pode-se evitar as rugas mas seu corpo continua envelhecendo. John Price, professor

Muitas pessoas preocupadas com os efeitos estéticos da velhice, buscam nos cosméticos a prevenção de rugas e manchas. Mas a velhice chega em nível molecular, pode-se evitar as rugas mas seu corpo continua envelhecendo.

John Price, professor de bioquímica da Universidade de Brigham Young, mostrou em sua pesquisa que a redução de calorias na alimentação diária está diretamente ligada a desaceleração do envelhecimento celular.

Isso ocorre por que ao reduzir as calorias da dieta, desaceleramos os ribossomos, os fabricantes de proteínas da célula. Além de reduzir a atividades dos ribossomos, o ritmo lento também dá tempo extra para se repararem e funcionarem melhor.

Isso faz com que os ribossomos produzam proteínas com alta qualidade, fazendo com que todas as células do corpo funcionem bem.

Então o segredo da juventude é cortar as calorias?

Não é bem assim. O experimento foi realizado em camundongos, ainda é preciso experimentos em humanos para podermos afirma isso.

O estudo, publicado no periódico Molecular & Cellular Proteomics, trabalhou com dois grupos de camundongos, um com acesso ilimitado aos alimentos, e o outro com restrição de 35% menos calorias.

Quando você restringe o consumo de calorias, há quase um aumento linear no tempo de vida. Os camundongos com restrição calórica foram mais enérgicos e sofreram menos doenças. Não é só que eles vivem mais, eles se mantêm saudáveis, são mais jovens

Relatou John Price.

 

Fonte: Uol.
Imagem: Reprodução.

 

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.