Física & Química

Banheiro químico – Onde foi inventado, quando e como ele funciona?

Na hora do aperto fora de casa, são eles que nos salvam. Saiba onde eles surgiram e como funcionam os banheiros químicos.

Por Editor

Continue lendo após a publicidade

Certamente, em algum momento de sua vida, você já teve que usar um banheiro químico. Isso porque, como o mundo não é perfeito, você já deve ter se deparado com uma vontade grande de ir ao banheiro e não está perto de casa.

Que bom seria poder levar todo aquele conforto do seu tapete, seu papel favorito ou daquela tomada que você utiliza pra ouvir uma música e recarregar o celular enquanto usa o trono. Mas, sabemos que não é possível ter nosso banheiro confortável portátil, pra levar onde quisermos.

Por isso, vale ressaltar que, embora não seja o mais confortável (e limpo do mundo), o banheiro químico é uma invenção e tanto. Portanto, vale entender como ele funciona na prática.

Invenção do banheiro químico

O primeiro sanitário portátil surgiu por volta dos anos 1940, na Califórnia – Estados Unidos. O pontapé para a invenção foi para otimizar o tempo em que os trabalhadores gastavam para fazer suas necessidades quando tinham que ir em casa. Um dos chefes dos operários encomendou uma cabana de madeira, com um pequeno tanque, para colocar nos barcos. A ideia logo foi vista como forma de aumentar a produtividade e os banheiros se espalharam pela construção civil.

Continue lendo após a publicidade

Depois desse surgimento, algumas adaptações foram realizadas e os banheiros foram bem aceitos em diversos ambientes. Existem muitas críticas em relação aos odores, qualidade e também ao conforto, mas ainda assim saiba que existe uma preocupação em relação a esses elementos. Quem sabe em um futuro próximo alguém não tenha uma ideia melhor e mais econômica?

Como funciona um banheiro químico?

  1. A cabine é instalada, com capacidade para cerca de 230 litros;
  2. A cabine tem uma base quadrada de 1,2 metro (lados), cerca de 2,3 metros de altura e pesa 80 quilos. Ela é toda desmontável e suas paredes são feitas de fibra de vidro ou polietileno – um plástico reciclável, leve e higiênico;
  3. A durabilidade da cabine é de cerca de dez anos;
  4. Antes de ser usada, a caixa recebe 20 litros de uma solução aquosa com 5% de uma substância que desodoriza e evita a proliferação de bactérias. A proporção é mais ou menos assim: 80 Litros urina e fezes, 1 litro desodorizante, 19 litros água;
  5. Limpeza da cabine: é feita com bomba de sucção aspira;
  6. É altamente recomendável que o material recolhido vá direto para uma estação de tratamento de esgoto;

Na falta de banheiro químico no circuito do carnaval, foliões são obrigados a recorrer aos banheiros pagos. >Novos banheiros no Farol da Barra. Crédito: Marina Silva

fila-para-banheiros-quimicos-no-bangalafumenga-demora-cerca-de-40-minuto

Banheiros-Químicos-2

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments