Conhecimento científico e senso comum: entenda a diferença

O conhecimento científico tem como base os métodos científicos e teorias que passam por experimentos em seu processo de comprovação.

conhecimento científico é o conhecimento gerado por meio das atividades científicas. Isso engloba a experimentação e coleta de dados. Sendo que o intuito é apontar a solução para um problema proposto.

Enfim, nesse texto você vai conferir:

  • O que é conhecimento científico

  • O saber científico e a pandemia da Covid-19

  • Senso comum

  • Exemplos de senso comum

  • Diferenças entre conhecimento científico e senso comum

O que é conhecimento científico

Conhecimento científico é a informação que analisa os fatos cientificamente comprovados.

Sendo assim, a sua base está na filosofia da ciência, em que todas as teorias passam por um processo de comprovação através de uma série de pesquisas e experimentos. Portanto, o conhecimento científico é:

“O conhecimento produzido a partir de atividades científicas, envolvendo experimentação e coleta de dados, sendo seu objetivo demonstrar, por argumentação, uma solução para um problema proposto, em relação a uma determinada questão”.

Além disso, ele é “derivado da aplicação de métodos mais formais que visam aumentar o rigor em relação a diferentes posições sobre validade e confiabilidade”.

Enfim, as características principais desse tipo de conhecimento são:

1- Conhecimento científico: Sistematização

A sistematização é essencial para que haja uma organização de um conjunto de ideias que formam uma teoria.

2- Verificabilidade

A verificabilidade é um princípio. De acordo com ele, toda teoria deve ser analisada e comprovada com base na ciência.

3- Conhecimento científico: Falível

Por fim, temos o falível. Em síntese, uma teoria pode ser destituída ou substituída a partir de outras novas comprovações científicas.

O saber científico e a pandemia da Covid-19

A pandemia da Covid-19 jogou uma luz no campo da ciência. Afinal de contas, a ciência ganhou mais importância no apoio às autoridades na definição de como conter o avanço do vírus.

De acordo com o Índice do Estado da Ciência 2020, a confiança na ciência aumentou para 89% em comparação aos dados dos anos anteriores. Isso levando em conta dados de cerca de 6 meses após o início da pandemia.

Desde que o vírus foi descoberto, os pesquisadores estão fazendo estudos tendo a ciência como base para entender as ações e consequências do vírus no corpo humano.

Sendo assim, as aprovações das vacinas contra a Covid-19 foram feitas apenas depois da validação pelas fases de testes. Isso porque são essas fases de testes que comprovaram a segurança e eficácia da substância.

Senso comum

O senso comum é um tipo de conhecimento que tem como base a sabedoria e crendices populares. Dessa forma, ele reflete o modo de pensar da maioria das pessoas. Ou seja, é o oposto do conhecimento científico.

Sendo que ele é adquirido por meio de repetições das experiências e das culturas transmitidas de uma geração para outra. De acordo com o filósofo italiano Antonio Gramsci, senso comum é:

“Um complexo de materialismo, dogmatismo e incoerência. O materialismo é o produto imediato da sensação bruta, percepção apenas das aparências dos fatos;

é dogmático enquanto é ávido de certezas peremptórias, tendo a lógica formal como sua expressão;

é Incoerente enquanto se assenta em uma mente infantil, constante através da história (incoerência sub-histórica) e na mentalidade de determinada civilização (incoerência histórica).”

Logo, as suas características do senso comum são:

1- Não passa por testes

O senso comum não é testado como ocorre com o conhecimento científico. Afinal de contas, ele é criado com base na crença do povo e não tem bases científicas.

2- É popular

O senso comum reflete as crenças da maior parte das pessoas.

3- Não existem garantias

Por fim, como o senso comum não é testado, não existem garantias da sua validade ou invalidade.

Exemplos de senso comum

Alguns bons exemplos de senso comum são:

1- Frio e gripe

Quem nunca ouviu que se pegar frio vai ficar gripado? Essa crença é muito defendida pelos mais velhos.

Sendo assim, é provável que você já tenha ouvido seus avós falarem para você não pegar frio, senão você ficaria gripado. Esse é um senso comum pois a gripe é uma doença causada por um vírus.

Isso significa que você pega gripe ao ter contato com o vírus da gripe e não ao pegar frio. Contudo, o vírus pode se aproveitar da fragilidade pulmonar causada pelo frio.

2- Fases da lua

Já te disseram para você cortar o cabelo na fase da lua crescente para que ele cresça mais rápido? Pois é, muitas pessoas acreditam que as fases da lua influenciam no crescimento do cabelo.

3- Plantas

Muitas plantas são usadas para tratar doenças, sem ter nenhuma base científica.

O que acontece é que as pessoas, por vezes, observam as propriedades de uma planta e notam que ela pode ser útil na cura de certas doenças. Isso então passa de uma geração para a outra sem questionamentos.

Diferenças entre conhecimento científico e senso comum

O conhecimento científico tem os experimentos e pesquisas como base para buscar a verdade sobre vários assuntos. Por outro lado, o senso comum tem como base a herança cultural que passa de uma geração para a outra.

Os dois tipos de conhecimentos representam formas diferentes pelas quais o ser humano se relaciona com a verdade. No conhecimento científico, busca-se a verdade por meio de testes.

Já no senso comum, a verdade passa de uma geração para a outra sem questionamentos. Apesar disso, o senso comum pode fornecer hipóteses que irão impulsionar a ciência.

Isso porque, de acordo com o filósofo brasileiro e professor de filosofia da Faculdade de Educação da Unicamp, Silvio Gallo, “o senso comum pode ser um bom ponto de partida para se chegar a conhecimentos mais seguros”.

Enfim, você gostou de aprender o que é conhecimento científico? Pois saiba que aqui no site nós temos vários textos que você pode gostar.

Por exemplo, você pode aprender quais são as etapas do método científico. Além disso, você pode conferir o que é ciência e quais são os critérios para estudos científicos.

Por fim, não deixe de conferir quais foram os principais cientistas que fizeram história na ciência.

Fontes: Dotlib e Via.

Bibliografia

  • Kiane, Rayse. Conhecimento científico, você sabe o que é? Site Via. Acesso no dia: 11 de maio de 2022.
  • Conhecimento científico e senso comum: entenda a diferença. Site dotlib. Acesso no dia: 11 de maio de 2022.
  • LEITE, F.; DE SOUZA, S. Gestão do conhecimento científico: proposta de um modelo conceitual com base em processos de comunicação científica. Ciência da Informação, v. 36, n. 1, 2007.
  • OLIVEIRA, J. et al. GCC: A knowledge management environment for research centers and universities. In: Asia-Pacific Web Conference. Springer, Berlin, Heidelberg, 2006. p. 652-667.
  • TAKEUCHI, H.; NONAKA, I. Gestão do conhecimento. Bookman Editora, 2008.

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.