Principal » Astronomia » A Constelação Cruzeiro do Sul

A Constelação Cruzeiro do Sul

A Constelação Cruzeiro do Sul, formada por cinco estrelas, é a mais conhecida no Hemisfério Sul, além de ser uma das 88 constelações da UAI.

Constelação Cruzeiro do Sul

A Constelação Cruzeiro do Sul é a menor de todas as constelações e tem o formato de uma cruz. Apesar do tamanho, ela é muito importante, sobretudo, para os povos do Hemisfério Sul.

De fato, ela é uma das formações mais conhecidas do céu meridional. Ela se localiza perto do Polo Sul e só é possível vê-la no hemisfério sul ou regiões do hemisfério norte, próximas à linha do Equador.

A Constelação Cruzeiro do Sul funciona como um relógio. Isso porque, as suas estrelas Rubídea e Magalhães (seu braço mais extenso) giram em torno do polo em cerca de 24 horas.

Além disso, esse braço mais extenso serve ainda para identificar o Polo Sul, situado a uma distância de 3,5 vezes a longitude da própria constelação.

Ela foi documentada pela primeira vez pelo astrônomo da esquadra de Cabral, João de Faras em 1500. Contudo, o nome Cruzeiro do Sul, só foi estabelecido em 1617 por meio dos estudos de Augustim Royer.

Enfim, a Constelação Cruzeiro do Sul é uma das 88 constelações reconhecidas pela União Astronômica Internacional (UAI).

Formação da Constelação Cruzeiro do Sul

As constelações são o conjunto de estrelas que representam imagens formadas por linhas imaginárias. Dessa forma, as imagens podem ser de objetos, criaturas mitológicas ou deuses.

Essa é uma denominação que surgiu ainda na Pré-História e foi aprofundada pela União Astronômica Internacional (UAI), que definiu constelação como toda a área do círculo celeste dividia de maneira geográfica.

Constelação Cruzeiro do Sul - Formação, características e localização

Além disso, de acordo com o alfabeto grego, as estrelas que compõem as constelações são classificadas em relação ao brilho.

Ou seja, a estrela mais brilhante é denominada alfa, a segunda mais brilhante recebe o nome de beta e, assim, por diante.

A constelação Cruzeiro do Sul, neste caso, é formada por cinco estrelas conhecidas, principalmente, pela intensidade do brilho. São elas: Estrela de Magalhães, Mimosa, Pálida, Rubídea e Intrometida.

Características das estrelas Cruzeiro do Sul

As estrelas das constelações, como já mencionamos, se classificam de acordo com o brilho. Sendo assim, o Cruzeiro do Sul é formado pelas seguintes estrelas:

1- Estrela de Magalhães

Também reconhecida apenas como Magalhães, é a estrela mais brilhante do Cruzeiro. Ela está localizada no eixo da constelação na direção sul.

2- Mimosa

É a segunda estrela mais brilhante e, por conta disso, também se chama de Beta crucis, e se localiza na parte esquerda apontando para o leste.

3- Rubídea

Terceira estrela mais brilhante, também chamada de Gama do Cruzeiro. Possui cor amarelada e aponta para o norte.

4- Pálida

A estrela Pálida, chamada de Delta crucis, está localizada na parte direita apontando para oeste.

5- Intrometida

Possui cor amarelada e está localizada logo abaixo da Pálida. Foi definida como “intrometida” porque interfere no formato perfeito da cruz.

Constelação Cruzeiro do Sul - Formação, características e localização

Um fato muito curioso é que as estrelas não estão perto uma da outra, além de terem distâncias diferentes em relação a Terra.

E você deve estar se perguntando, então, como conseguimos ver o formato das constelações, certo? É tudo uma ilusão de ótica, ou seja, depende do ponto de vista pelo qual observações às estrelas.

Cruzeiro do Sul e o Brasil

Já reparou que a Bandeira do Brasil é composta por estrelas na parte azul? Pois bem, as estrelas representam os estados brasileiros e o Distrito Federal.

Mas, para além dos símbolos nacionais brasileiros, as estrelas também fazem parte da composição de outros símbolos dos países do hemisfério sul, como é o caso da bandeira do bloco econômico Mercosul.

Constelação Cruzeiro do Sul - Formação, características e localização

Neste caso, é possível ver a representação da constelação Cruzeiro do Sul, além da bandeira, também no passaporte brasileiro e no brasão nacional.

No caso da bandeira, a constelação está posta de maneira invertida. Você pode pensar que é um erro, mas a disposição das estrelas foi feita de maneira intencional.

De acordo com a lei que explica sobre a composição dos símbolos nacionais, a constelação de forma invertida seria para alguém que a está observando de fora da abóbada celeste.

Constelação Cruzeiro do Sul - Formação, características e localização

Dessa forma, os estados que formam o Cruzeiro do Sul na bandeira, são:

  • Estrela nº 14 (Estrela de Magalhães) – São Paulo;
  • A estrela nº 15 (Mimosa) – Rio de Janeiro;
  • Estrela nº 11 (Rubídea) – Bahia;
  • Estrela nº 12 (Pálida) – Minas Gerais;
  • A estrela nº 13 (Intrometida) – Espírito Santo.

Por fim, além da presença nos símbolos nacionais, o Cruzeiro do Sul também faz parte das bandeiras da Austrália e Nova Zelândia.

LEIA MAIS

Fontes: Brasil Escola e Hiper Cultura.

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.