Principal » Outros assuntos » Conheça as Cores Secundárias

Conheça as Cores Secundárias

As cores secundárias são as cores formadas a partir da união de duas cores primárias, em proporções iguais.

Cores Secundárias – Quais são, Teoria das Cores e Círculo Cromático

As cores secundárias são as cores formadas a partir da união de duas cores primárias, em proporções iguais.

Por exemplo, ao juntar duas proporções iguais de vermelho e amarelo (cores primárias) você tem o laranja (cor secundária).

O que são cores primárias

Antes de te explicar sobre as cores secundárias, é essencial que você compreenda o que são cores primárias. Afinal de contas, é a partir das cores primárias que se formam as cores secundárias.

As cores primárias são: vermelho, azul e amarelo. Como as cores primárias não são resultado de misturas de outras cores, elas são chamadas de cores puras.

O que são cores secundárias

Agora que você já sabe o que são cores primárias, vamos entender o conceito de cores secundárias. Em resumo, as cores secundárias são as cores que resultam da mistura de duas partes equivalentes de duas cores primárias.

Em outras palavras, se você juntar duas partes iguais de cores primárias, você terá uma cor secundária. Por exemplo, se você juntar duas partes iguais de azul e amarelo, o resultado será a cor secundária verde.

Sendo assim, a cada mistura entre duas cores primárias, você consegue uma cor secundária. Logo, as cores secundárias são:

  1. Laranja. É o resultado da combinação da cor amarela com a vermelha.
  2. Verde. É a mistura de azul e amarelo.
  3. Roxo. É o resultado da mistura de vermelho e azul.

Vale destacar que, todas as cores, inclusive as secundárias, possuem características como tom, matiz e intensidade:

1- Matiz

O matiz é a responsável pela distinção e definição da cor. Alguns exemplos de matizes são as cores azul, amarelo e vermelho.

Por exemplo, se você misturar azul e amarelo, você cria o matiz verde. Portanto, a mistura de matizes resulta na criação de um outro matiz.

2- Tom

É a quantidade de luz presente na cor. Se formos colocando preto em uma matiz, ele vai ficando mais escuro.

Essa graduação é conhecida como escala tonal. Por outro lado, se você for adicionando branco a uma matiz, você terá escalas tonais mais claras.

3- Intensidade

Por fim, a intensidade está relacionada com o brilho da cor. Por exemplo, um matiz de intensidade baixa é mais apagado, como as cores pastéis. Já um matiz de intensidade alta é vívida, brilhante, a exemplo do amarelo.

Teoria das cores

A teoria das cores foi desenvolvida por Leonardo da Vinci, que considerava a cor como a propriedade da luz e não dos objetos.

Com base na teoria das cores, surgiu o sistema RYB (do inglês red, yellow e blue). Em síntese, este sistema faz uma referência à relação entre a luz e a natureza das cores.

Sendo que durante muito tempo, os artistas usaram essa técnica para compor a paleta de cores de suas obras. Na verdade, alguns ainda usam, apesar deste método ser considerado cientificamente incorreto.

Acontece que antigamente, os pigmentos naturais das cores ciano e magenta eram muito difíceis de serem atingidos, logo, eram substituídos por azul e vermelho.

CMYK

Atualmente, a forma de reproduzir a mistura das cores que é mais usada, é a que se baseia na luz, um sistema chamado de cores-luz. Dessa forma, esse sistema divide as cores em dois grupos: as aditivas e as subtrativas.

A partir disso o CMYK (Cyan, Magenta, Yellow e Key) se tornou o sistema oficial das cores. Esse sistema é o mais usado hoje em dia, principalmente nas áreas gráficas e visuais.

Nesse sistema, o amarelo, o magenta e o ciano classificam-se como cores secundárias, também chamadas de subtrativas. Desse modo, as cores subtrativas são resultam das seguintes combinações:

  • Vermelho + verde = Amarelo
  • Vermelho + azul = Magenta
  • Verde + azul = Ciano

Classificação tradicional das cores

No sistema tradicional, as cores classificam-se em três grupos definidos de acordo com as combinações. Sendo eles:

1- Cores primárias

Como você já sabe, as cores primárias são consideradas cores puras, já que não são o resultado de misturas de cores. Lembrando que as cores primárias, de acordo com o sistema tradicional, são: vermelho, azul e amarelo.

2- Cores secundárias

São as cores que resultam da mistura de duas partes iguais de cores primárias. Sendo assim, as cores secundárias são: verde (azul e amarelo), laranja (amarelo e vermelho) e roxo ou violeta (vermelho e azul).

3- Cores terciárias

Em síntese, as cores terciárias são o resultado da mistura de uma cor primária com uma cor secundária.

Por exemplo, a mistura de vermelho e roxo resulta em um vermelho arroxeado. Já a mistura de azul e verde resulta na cor azul esverdeada.

A cores secundárias e o círculo cromático

O círculo cromático ou círculo das cores contempla doze cores. Sendo que nele estão presentes as cores primárias, secundárias e terciárias.

Este círculo ajuda a visualizar as cores primárias, secundárias e terciárias que formam o espectro visível. Ele se divide entre cores frias e cores quentes. Nele estão presentes as cores:

  • Vermelho;
  • Azul;
  • Amarelo;
  • Verde;
  • Laranja;
  • Roxo (violeta);
  • Vermelho-arroxeado;
  • Vermelho-alaranjado;
  • Amarelo-esverdeado;
  • Amarelo-alaranjado;
  • Azul-arroxeado;
  • Azul-esverdeado.

Talvez você esteja se perguntando onde entram as cores branco e preto. Na verdade, o branco e o preto são o resultado da presença ou da ausência de luz.

Desse modo, o branco é a luz pura, pois nela existe a reflexão total das setes cores. Por outro lado, o preto é a ausência total de luz, já que as cores não se refletem, são apenas absorvidas.

Cores complementares

As cores complementares, são aquelas posicionadas dentro do círculo cromático de forma oposta uma da outra. Sendo que, a cor complementar de uma cor primária, é uma das cores secundárias e vice-versa.

Já as terciárias contam com cores terciárias como complementares. Por exemplo, a cor complementar do vermelho é o verde. Em contrapartida, a cor complementar do azul é o laranja.

Nesse sentido, as cores complementares servem para reduzir a intensidade das cores ou ainda para criar novas cores. Além disso, as cores complementares têm um maior contraste entre si e absorvem mais seus espectros.

Conhecer as cores complementares é muito útil, por exemplo, para quem gosta de artes plásticas. Isso porque, o uso dessas cores serve para gerar movimento e harmonia ou ainda para criar pontos de destaque nas obras.

Temperatura das cores

A temperatura das cores é a classificação das cores de acordo com as sensações transmitidas pelas cores.

Com base nisso, as cores que dão uma sensação de frio são as cores frias (azul, verde e violeta). Já as cores que transmitem uma sensação de calor são as cores quentes.

Por fim, existem ainda as cores neutras, que não transmitem nenhuma das duas sensações, já que elas tem uma menor reflexão da luz. Alguns exemplos de cores neutras são: tons pastéis, cores acinzentadas e marrons.

Enfim, no texto acima você aprendeu tudo sobre as cores secundárias (via Educa mais Brasil e Significados). Descobrir também como os daltônicos as enxergam

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.