Língua Portuguesa

Epopeia, o que é? Origem, características e principais exemplos

Epopeia, ou poema épico, foi um dos primeiros gêneros literários da humanidade e serviram para relatar e romantizar conquistas culturais.

Continue lendo após a publicidade

Também conhecida como poema épico, a epopeia é uma narrativa textual escrita em versos. Segundo a etimologia, o termo grego “épos” significa aquilo que é expresso pela fala, enquanto “poien” expressa fazer, fabricar. Sendo assim, pode-se definir a epopeia como a estruturação formal de um discurso, uma história.

Caracterizada pela aclamação de feitos heroicos, a epopeia nada mais é do que a história versada de fatos grandiosos centrados na figura de um herói ou povo. Então, esse gênero textual é responsável por contemplar narrativas históricas, lendárias ou míticas de determinada cultura.

Originário da Antiguidade, o poema épico conta com características e aspectos singulares. Além disso, dentre os exemplos mais conhecidos de epopeia, pode-se citar a Ilíada e a Odisseia, de Homero, bem como Os Lusíadas, de Luís Vaz de Camões.

Origem da epopeia

Embora criada muito antes, a epopeia só alcançou o status de gênero literário na Grécia Antiga, através dos poemas de Homero

Assim como mencionado acima, a epopeia teve sua gênese na Antiguidade. Todavia, no século XVIII, o gênero épico perdeu espaço para o romance e sua narrativa em prosa. De qualquer forma, apesar de seu declínio, a epopeia transcendeu gerações. Só para ilustrar, a mesma surgiu entre os sumérios, por volta de 2000 a.C.

Continue lendo após a publicidade

Curiosamente, o poema denominado Epopeia de Gilgamesh é considerado a obra literária mais antiga da humanidade. Entretanto, a narrativa épica só foi estabelecida como gênero literário na Grécia Antiga, decorrente das atemporais composições do poeta Homero.

Entre os gregos, a epopeia era chamada “poesia elevada”, por conta de sua narrativa em torno de grandes feitos. Após a invasão romana, que incorporou a cultura grega na civilização latina, o gênero épico viajou pelos séculos e chegou a ser dividido em duas fases: epopeia primária e epopeia secundária.

Características da epopeia

Epopeia, o que é? Origem, características e eexemplos
O poema épico conta com temática, estrutura e elementos fixos

Visto que esse gênero é marcado por aventuras e heroísmo, a epopeia é majoritariamente caracterizada por um herói como protagonista. Contudo, esse personagem não é valorizado por sua performance individual, e sim por representar todo o povo ao qual pertence. Logo, o poema épico possui teor nacionalista.

Além do herói virtuoso, da romantização de acontecimentos históricos e da exaltação de ações nobres, a epopeia conta com temas, elementos e estrutura característicos e muito bem delimitados. Por exemplo, o poema épico sempre será protagonizado por um habilidoso herói e contará com a presença do sobrenatural ou mítico.

Continue lendo após a publicidade

Ademais, aquele que narra a epopeia o faz em terceira pessoa, ou seja, é um narrador onisciente. Estruturado em estrofes e versos que resultam em cantos ou livros, o poema épico conta com uma linguagem objetiva. Abaixo é possível conferir maiores detalhes quanto a sua estrutura e elementos.

Estrutura

Dividida em cinco partes, a epopeia conta com uma estrutura fixa marcada por:

  • Proposição (ou exórdio): introdução na qual o poeta apresenta o herói e o tema;
  • Invocação: parte do poema em que o herói solicita auxílio e inspiração dos deuses e musas;
  • Dedicatória: segmento dedicado a alguém, mas há quem diga que seu uso é facultativo;
  • Narração: narração dos feitos heroicos vividos pelo protagonista;
  • Epílogo: conclusão da obra.

Elementos

Além da estrutura fixa, a epopeia conta com alguns elementos narrativos essenciais, sendo eles:

  • Narrador: eu lírico que narra a história, mas nunca tira o foco da apresentação dos fatos;
  • Enredo: manifestação da ação e da sucessão de acontecimentos de maneira progressiva;
  • Personagens: figuras moralmente elevadas e divididas em principais e secundárias;
  • Tempo: período em que decorrem os fatos;
  • Espaço: local ou locais onde os episódios são ambientados.

Exemplos famosos de epopeia

Dentre os exemplos de epopeia mais famosos é possível encontrar Os Lusíadas, que narra as aventuras portuguesas durante as grandes navegações

Embora tenham entrado em decadência no século XVIII, os poemas épicos são bastante estudados e analisados até hoje. Inclusive, dentre os exemplos mais famosos de epopeia estão a Ilíada e a Odisseia, narrativas nas quais Homero descreve, respectivamente, a Guerra de Troia e o retorno do guerreiro Ulisses para casa.

Continue lendo após a publicidade

Além de Homero, outro importante poeta épico é Virgílio que em Eneida conta a origem da civilização romana. Já na fase da epopeia secundária existe Luís Vaz de Camões e seu poema Os Lusíadas, no qual são relatadas as conquistas portuguesas durante o período das grandes navegações.

Por fim, no Brasil do século XVIII, Frei José da Santa Rita Durão e Basílio da Gama são nomes de destaque por suas respectivas epopeias, Caramuru e O Uruguai. Aliás, vale pontuar que ambos escritores pertencem ao Arcadismo brasileiro.

E então, o que achou dessa matéria? Se gostou, confira também: O que é literatura? Origem, função e gêneros literários.

Fontes: Toda Matéria, Brasil Escola, Mundo Educação, Português.

Continue lendo após a publicidade

Imagens: Revista CULT, Cristina Gottardi, Minimore, em minúscula.

Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments