Biologia

Hipertônico e hipotônico: O que são, diferenças, osmose e exemplos

Solução hipertônico ou hipotônico é a solução em que a concentração de soluto "a" é maior que a concentração "b" de uma outra solução.

Continue lendo após a publicidade

Hipertônico e hipotônico são fenômenos de difusão, estudados na química e na física. O processo está relacionado ao transporte de fluídos, por meio de fluídos gasosos. É, basicamente, a dinâmica de passagem do não concentrado para o concentrado.

O processo de osmose é similar ao fenômeno de hoje, mas ocorre na água. Ambos estão ligados a duas soluções para que ocorra as reações e haja a análise de movimento.

Conceito hipertônico

Hipertônico e hipotônico

A princípio, o hipertônico possui maior concentração de soluto ao se comparar com o outro meio. Basicamente, significa que há mais soluto no local onde a célula será colocado do que dentro da própria célula. É fácil perceber ao analisar a palar Hipertônico, que vem de Hyper, e quer dizer muito.

Continue lendo após a publicidade

Nesta grande quantidade é encontrado, sobretudo, sais e produtos. A concentrações de soluto parte sempre do menor para o maior. Por exemplo, se dentro da célula há mais água que de fora, consequentemente o processo acontecerá de fora para dentro.

Conceito hipotônico

O Hipotônico, por sua vez, é o inverso do Hipertônico. Nele, portanto, a quantidade de soluto é menor, ou seja, sua concentração em relação ao solvente é em pequena quantidade. Vamos aplicar um exemplo: se uma célula entra em contato com um líquido de pouco sais e produtos, o processo será de fora para dentro.

A osmoloridade, portanto, é a definição desse movimento que se dá do exterior para o interior. O processo hipotônico acontece, porque dentro da célula há mais concentração de solução que no seu exterior.

exemplos práticos

Hipertônico e hipotônico

Continue lendo após a publicidade

O sal doméstico é um bom exemplo para explicar. Se o jogamos em cima de algumas folhas de alface, você vai perceber que logo o vegetal irá começar a murchar. Por isso que se indica que se coma a salada na hora e não guarde para depois, se a mesma já estiver com tempero.

Mas, por que isso acontece? Resposta: as folhas possuem água, e essa água se movimenta em direção ao sal para poder dissolve-lo. Ou seja, está claro que o sal possui maior soluto, sendo ele hipertônico e a água, por se dirigir em direção a ele, é hipotônica, portanto, tem menor quantidade de sais e produtos.

Osmose reversa

Há ainda o processo inverso do hipotônico e hipertônico. A osmose reserva, portanto, parte da solução mais concentrada para a menos concentrada. Esse método pode ser usada para retirada do sal da água. Um bom exemplo prático é a batata.

Quando, sem querer, acabamos salgando a carne, ou algum outro alimento, é indicado que coloquemos uma batata dentro. A verdura suga o sal da comida e ajuda a equilibrar os sabores. Por último, outra forma é quando colocamos a carne seca para escaldar em água quente.

Continue lendo após a publicidade

Enfim, essas são dicas básicas do nosso estudo de hoje que podem, também, se aplicar no dia a dia.

Por fim, leia sobre respiração celular, aeróbica, anaeróbica, fermentação, etapas.

Fonte: Estudo práticoResumo escolar, Infoescola. Aprender sobre eletrônicos, Brasil Escola.

Imagem de destaque: Brasil escola

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments