Principal » História » História do trabalho – Como surgiu e principais regimes trabalhistas

História do trabalho – Como surgiu e principais regimes trabalhistas

O trabalho faz parte da vida humana desde os primórdios. Durante o tempo, a história do trabalho foi evoluindo e passando por diversas fases.

A história do trabalho - como surgiu e os principais regimes de trabalho

O trabalho é definido como uma atividade ou ação humana que necessita do uso de capacidades físicas e mentais e tem o intuito de suprir e satisfazer as necessidades. Sua origem é marcada pelo surgimento do ser humano, que criou a história do trabalho ao longo do tempo.

Os primórdios da história do trabalho surgiram na idade da pedra, pois os homens precisavam descobrir maneiras para se alimentar. Posteriormente, a força do serviço foi utilizada para sobrevivência básica, bem como para lazer e cultura.

Entretanto, ao longo do tempo, a ideia e a forma como se trabalhava foram modificadas, pois, com a evolução da sociedade, a história do trabalho teve que evoluir também.

Dessa forma, existem vários regimes trabalhistas, sendo eles: primitivo, escravo, feudal, capitalista e comunista.

Regimes de trabalho

Ao longo dos anos, foram observados alguns regimes de trabalhos, como:

Primitivo

A história do trabalho - como surgiu e os principais regimes de trabalho
Trabalho na idade da pedra

O primeiro regime da história do trabalho é o primitivo. Nessa estrutura, a intenção era suprir as necessidades básicas. Além disso, ela surgiu na idade da pedra e sua alimentação e sobrevivência dependiam de trabalhos diários, considerados como trabalho.

Neste sistema, a divisão trabalhista era igualitária, onde todas as ações eram para o bem estar de todos. Entretanto, com o passar do tempo, o homem mudou sua forma de vida e começou a plantar e guardar alimentos e riquezas. Com isso, o regime primitivo foi ficando ultrapassado e novos modelos de trabalho foram surgindo.

Escravo

A história do trabalho - como surgiu e os principais regimes de trabalho
Trabalho escravo

Seguindo a história do trabalho, o regime trabalhista escravo iniciou quando o trabalho passou a não ser mais igualitário e criou-se divisões e escaladas de poder, ou seja, alguns mandavam mais do que outros.

Nesse interim, com o surgimento das hierarquias, foram definidos os senhores dos escravos e os escravos, os quais faziam todas as atividades sem nenhuma remuneração e, na grande maioria dos casos, até de formas desumanas.

Posteriormente, com a queda do Império Romano, o regime de trabalho escavo foi ficando cada vez menos viável e perdeu sua legitimidade no ocidente europeu. Logo, uma nova visão de serviço foi criada.

Feudal

Feudalismo
Feudalismo

O trabalho feudal foi mais um dos regimes marcantes na história do trabalho. Em suma, essa fase é conhecida como feudalismo e tem como característica a divisão da sociedade em clero, nobreza e servos. Além disso, nesse modelo de sociedade, o senhor feudal, que são os donos das terras, detinham todo o poder.

Tal regime surgiu após os avanços dos bárbaros na Europa e com a queda do império romano. Com a igreja medieval, a ruralizarão começou a ganhar força, fazendo com que cada um tivesse um trabalho bem definido nesta ordem social.

Sendo assim, o clero cuidava da espiritualidade, os nobres proviam proteção e eram os mais importantes. Por último, os servos eram encarregados de servir os senhores feudais, sendo uma das possibilidades de se livrar do serviço braçal.

Com o passar do tempo, muitos senhores feudais começaram a comercializar coisas, dando assim os primeiros passos para uma sociedade capitalista, que está presente no nosso sistema econômico e estilo de vida até os dias atuais.

História do trabalho Capitalista

Capitalismo
Dinheiro importa muito na sociedade capitalista

Uma das mais marcantes partes da história do trabalho se deu na fase capitalista, afinal é o período predominante desde o fim da idade media e o aparecimento das cruzadas no oriente. Além disso, o regime capitalista  se perpetua até os dias atuais.

O capitalismo tem como característica várias formas de trabalho, ou seja, existem várias classes sociais na cidade.

Em outras palavras, o trabalho no capitalismo é feito de maneira que quem possui meios de produção dá emprego para quem não tem. Dessa forma, há patrões e funcionários e pessoas que ganham mais e pessoas que ganham menos.

Outra características são os serviços são remunerados, onde as pessoas doam o seu tempo para produzir/trabalhar com algo e, com isso, recebem salários em troca. Além disso, a comercialização de produtos é o que movimenta este sistema econômico.

Todavia, é importante ressaltar que é um regime que já passou por várias mudanças, que foi tendo alterações e se aperfeiçoando com o tempo. Além do mais, a Revolução Industrial foi super necessária na história do trabalho.

Nesse interim, o capitalismo já passou por três fases, sendo a última delas o capitalismo financeiro. Ele é o mais recente e trata-se de multinacionais e bancos, de forma que a globalização no mundo é o principal combustível deste sistema.

História do trabalho Socialista

Socialismo
O capitalismo e o socialismo são opostos e fazem criticas um ao outro.

O último regime marcante na história do trabalho é o trabalho socialista ou comunista. Em contrapartida do capitalismo, no socialismo os lucros e produtos oriundos do trabalho são divididos por todos de forma igualitária.

Seu principal apoiador foi o Karl Marx, que, durante seus estudos, fez diversas críticas ou mundo capitalista, alegando a desigualdade, já que quem mais produzia eram os que menos usufruíam dos produtos e dos requintes proporcionados aos mais ricos.

Além de Marx, outros nomes significativos apoiaram a sociedade comunista/socialista, sendo eles Lenin e Stalin. Entretanto, como uma das  características do socialismo é o controle total do Estado, ou seja o trabalho serve ao Estado, os mesmos implantaram regimes totalmente autoritários.

Em suma, o sistema socialista prega que ninguém é dono de nada, sendo tudo de todos. Dessa forma, o seu intuito é a acabar com a divisão das classes e ter controle total dos meios de produção.

Trabalho no século XXI

A história do trabalho - como surgiu e os principais regimes de trabalho
Mundo Carreira

Atualmente no Brasil, o sistema econômico é capitalista e a mão de obra é remunerada e protegida por lei. Todavia, há lugares ao redor do mundo que adotam uma postura socialista/comunista.

Com os avanços tecnológicos, a revolução Industrial, o fim da escravidão e a implantação dos modelos de produção, como o taylorismo e o fordismo, é possível observar um novo olhar da definição e significado de trabalho para as pessoas.

O que antes era visto apenas como forma de sobrevivência e obrigação, contribuindo assim também para a indústria cultural na valorização do tempo livre e do lazer, agora pode ser visto como a junção de fazer o que te deixa feliz e, ao mesmo tempo, receber um salário para pagar suas despesas.

Nesse interim, a perspectiva é que cada vez mais pessoas abandonem a ideia de carreira estável em uma empresa, mesmo que não esteja feliz, e procure se modernizar e evoluir o pensamento em conjunto. Cada vez mais é possível abrir novos caminhos, se reinventar e trabalhar em diferentes locais e exercer diversas profissões ou cargos.

Gostou? Então, leia agora sobre a História dos números – Contagem, evolução do homem e matemática

Fontes: Beduka, Vestibular UOL e Profes

Imagens: Nexus EPI, DepositPhotos, Amino, Brasil Escola, Educa Mais Brasil, Cooperadores de verdade, Direito Diário e Mundo Carreira

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.