Outros assuntos

Tudo sobre ideologia: o que é, conceito, definição, função e exemplos

A ideologia estaria ligada ao que oculta e mascara a realidade. São ideias que podem ser políticas, sociais, culturais, religiosas e etc.

Continue lendo após a publicidade

Ideologia é um termo polissêmico, ou seja, possui múltiplas definições. Logo, é difícil conceituá-la. Porém, essa palavra se tornou muito utilizada durante o período de guerras. Como resultado disso, até nos dias de hoje, ainda podemos ouvir esse termo, especialmente, quando o assunto é política ou questões sociais.

Nesse sentido, para o senso comum, ideologia seria uma ideia, ou conjunto delas, no sentido de estabelecer determinados valores e pensamentos. Neste caso, os ideais ideológicos podem ser relacionados à um indivíduo, um grupo, época ou sociedade.

Em contrapartida, também existem as visões clássica e crítica de ideologia. Enquanto a primeira apresenta ideologia como uma ciência capaz de organizar e estudar as ideais que se formam no intelecto humano, a segunda aponta a mesma como uma ilusão classista criada para legitimar um sistema de dominação.

Ademais, a ideologia clássica foi sugerida pelo filósofo Destutt Tracy, ainda no século XVIII. Porém, autores da atualidade acreditam que a ideia ideológica seja utilizada no sentido de dominação por meio do convencimento, como defende a visão crítica, majoritariamente difundida por Karl Marx.

Continue lendo após a publicidade
Ideologia, o que é? Significado, principais tipos e exemplos
O Tempo

Tipos de ideologia

Embora existam diversas perspectivas relacionadas à ideologia, há um consenso quanto sua função. Em suma, as ideologias realizam o trabalho de manutenção e reprodução de determinado arranjo social.

Existem diversos tipos de ideias ideológicas, cada qual com suas características próprias. Durante o século XX, por conta das guerras e conflitos políticos, diferentes ideologias ficaram conhecidas. Logo, as principais ideologias socieconômicas são:

  • fascista – foi disseminada na Alemanha e Itália durante as guerras que mudaram a estruturas dos países. Tinha caráter militar, expansionista e autoritário;
  • comunista – implantada na Rússia e outros países. Visava um sistema que fosse igual para toda a sociedade;
  • democrática – os primeiros relatos surgiram na Grécia Antiga, em Atenas. Tinha como ideia principal a participação das sociedade nas decisões políticas;
  • capitalista – Com surgimento na Europa, o principal objetivo é o acúmulo de riquezas e a geração de lucros;
  • conservadora – definida pelas ideias ligadas à manutenção dos valores morais e sociais da sociedade;
  • anarquista – defende a liberdade e a eliminação do estado e das formas de controle de poder;
  • nacionalista – é aquela que exalta e valoriza a cultura do próprio país;
  • liberal clássica e neoliberal – se caracteriza por uma séria de ideias sendo defensora da liberdade individual, dos valores sociais e acredita que o Estado deva exercer menos poder sobre a sociedade.

Ideologia de gênero

O termo “ideologia de gênero” ficou bastante conhecido após discussões sociais sobre o tema. Porém, o tema não é adequado, já que ideologia se remete à um conjunto de ideias ou princípios sobre o assunto. Assim, o termo não abrangeria toda a complexidade necessária para o entendimento do que é gênero.

Escola Educação

Nesse caso, é importante entender que gênero está relacionado a ideia de como um indivíduo se identifica e se percebe dentro da sociedade. Ou seja, o gênero não tem relação com o dualismo mulher x homem.

Continue lendo após a publicidade

O gênero, de acordo com a história, está muito limitado ao conceito de feminino e masculino. Porém, hoje em dia percebe-se que existem diversos gêneros e que os indivíduos se identificam com o que lhes agrada, com o que lhes fazem se sentir confortáveis com o corpo.

Todavia, o que entendemos como gênero está intrinsecamente ligado ao que aprendemos cultural, social e historicamente. Nesse sentido, o gênero seria uma pré-determinação do corpo biológico, não havendo possibilidade de mudança.

Porém, estudos hoje contrariam essa ideia. Assim, o gênero estaria ligado ao que o indivíduo deseja, ao que se adeque mais às necessidade do corpo e ao que faz a pessoa se sentir como indivíduo dentro da sociedade.

Princípios ideológicos na filosofia

O termo dentro da filosofia foi amplamente discutido entre dois filósofos, Hegel e Karl Marx. Assim, Hegel acreditava que um conceito ideológico tinha o poder de separar a consciência de si própria.

Continue lendo após a publicidade
Filosofia e Diversidade

Dessa forma, Marx se aprofundou no que Hegel defendia e chegou a diferenciar dois tipos de concepções ideológicas. Assim, para ele, seriam as ideias ideológicas que causam a alienação do indivíduo e a que, pela consciência, expressa diferentes representações de ideias. Em síntese:

  • ideologia como causadora da alienação do homem, através da separação da consciência;
  • ideologia como uma superestrutura composta por diversas representações que compõem a consciência.

Desse modo, para o filósofo Karl Marx a ideologia dá a realidade uma aparência falsificada. Ou seja, o termo faz com o que uma ideia ou objeto apresente apenas os pontos positivos ou apenas as qualidades.

Ideologia na Sociologia

Enriquecendo saberes

Para o ramo da Sociologia, a ideologia sera um conjunto de ideias produzidas por um grupo ou por um indivíduo. Assim, as ideias seriam representações de como o individuo ou grupo se desenvolve e qual a função desempenhada na sociedade.

Dessa forma, para a Sociologia, existem diversas classificações para o termo. Nesse sentindo, podemos classificar a ideologia como sendo política, religiosa, econômica ou jurídica. Assim, o termo não é considerado uma ciência por não estabelecer ideias fixas sobre algo, é uma constante sempre em desenvolvimento.

Continue lendo após a publicidade

Em síntese, um indivíduo ou grupo adeptos à determinado seguimento ideológico, normalmente, tenta impor as ideias por meio do convencimento. Por esta razão, existem diversos tipos de pensamentos ideológicos caracterizando a ideologia como sendo dominante (hegemônica) ou dominada (subordinada).

Outros exemplos

Guia do Estudante

O termo ideologia ainda pode ser empregado em conceitos do nosso dia a dia, como o consumismo, a moda, a forma como devemos agir e etc. Assim, são padrões sociais que manifestam em nosso imaginário impondo as ideias e, como citado por Karl Marx, mascarando a realidade. Dessa forma, ainda podemos citar exemplos ideológicos como:

  • preconceito;
  • meritocracia;
  • mercado consumidor;
  • salarial;
  • mundo da moda.

Por fim, fica notável que a ideologia se trata de uma forma não homogênea de enxergar e interpretar o mundo. E, diante dessa multiplicidade de visões, ainda é possível transformar e ressignificar pensamentos ideológicos. Dessa forma, a única constante nessa equação é a inerência da ideologia ao ser social.

E então, gostou da matéria? Se interessa por temas sobre história, filosofia, geografia e outros? Então, confira essa e outras matérias como O que é anarquismo? Conheça a filosofia e o símbolo por trás dessa ideia e Comunismo, o que é? História, origem, características e curiosidades.

Continue lendo após a publicidade

Fontes: Significados, Significados, Brasil Escola, Mundo Educação.

Bibliografia:

  • Porto Editora – ideologia no Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora. Disponível em
  • PORFÍRIO, Francisco. “Ideologia”; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/filosofia/ideologia.htm.
  • MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. [Tradução: Luis Claudio de Castro e
    Costa]. 3ª Edição. São Paulo: Editora Martins Fontes, 2007.
  • SILVA, Sabrina Aparecida da. O CONCEITO DE IDEOLOGIA: Tracy, Marx, Engels e Gramsci. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE SERVIÇO SOCIAL, TRABALHO E POLÍTICA SOCIAL, 2015, Florianópolis.

Fonte imagem destaque: Usina da Cultura

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments