História

Império Português, o que foi? Contexto histórico e colonizações

O império Português surgiu no século XV e só terminou em 1999. Ele marcou o colonialismo no mundo e fez a língua portuguesa ser conhecida.

Continue lendo após a publicidade

O Império Português surgiu através do Colonialismo de Portugal que, durante cinco séculos, colonizou diversos lugares ao redor do mundo. O seu Império só teve fim no final do século XX.

A princípio, ainda no século XIII, Portugal foi o primeiro país europeu a ser unificado com o Estado Nacional. Nesse sentido, tal acontecimento fez com que os portugueses tivessem vantagens comerciais em relação aos outros países que ainda estavam fragmentados.

Nesse ínterim, logo surgiu a vontade e o interesse comercial em focar em navegação, para assim ter novos mercados. Posteriormente, em 1415, o Império Português conquistou Ceuta, sendo a primeira conquista de Portugal como Império.

Do século XV em diante, Portugal se tornou o primeiro e mais longo império colonial do mundo, que expandiu seus domínios ao redor do mundo através das grandes navegações.

Continue lendo após a publicidade

Contexto Histórico

Antes de mais nada, é preciso conhecer o contexto histórico do grande Império Português. Dessa forma, vamos começar falando do século 10 a.C, época em que os povos celtas chegaram à Península Ibérica, atual localização Portugal.

Lusitanos
Os lusitanos

Com a junção entre os povos do local e os celtas, surgiram os celtiberos. Dessa forma, os que mais se destacavam eram os lusitanos.

Atualmente, os portugueses também são conhecidos como lusitanos, isso é oriundo a esse período, pois os lusitanos habitavam a região que Portugal ocupa nos tempos atuais. Por isso, estes povos são considerados a primeira identidade cultural dos portugueses.

Contudo, gregos e fenícios foram adentrando o território e montaram postos comerciais por todo o litoral mediterrânico. Entretanto, a inserção dos mesmos na Península Ibérica era somente com interesses econômicos, não interferindo na cultura.

Continue lendo após a publicidade

Posteriormente, no final do século 3 a.C, o local foi dominado por Roma que, ao contrário dos outros povos, implantaram o Império Romano. Com isso, trouxeram a língua latim, que foi implantada na Península Ibérica.

Influência de outros povos

Invasão de Roma
Templo Romano de Évora em Portugal

Os povos celtiberos relutaram muito, mas no final acabaram perdendo a batalha, permitindo assim que a região fosse dominada por Roma.

Entre as principais heranças do Império Romano para o Império Português, pode-se citar a religião cristã, oriunda da expansão da religião cristã, e a língua, que era o latim.

Com isso, a língua portuguesa foi criada a partir da língua lusitana com o latim vulgar, que era o latim popular falado em no território romano.

Continue lendo após a publicidade

Depois, o Império Romano, já no século IV e V, foi novamente invadido por outros povos. Os suevos ocuparam uma parte do território, mas não alteraram a cultura local. Posteriormente, os árabes invadiram também Portugal, implantando o Império Muçulmano.

Igualmente com os suevos, os árabes não fizeram alterações culturais, apenas políticas e econômicas. Por isso, foi possível conservar o latim vulgar no território português, apesar das invasões.

Logo mais, no século XIII, Portugal já estava independente, com uma identidade nacional, que era língua portuguesa, e já pensando na expansão marítima.

Expansionismo do Império Português

O Império Português, o que foi? Contexto histórico e colonizações
Expansão do Império Português através das Grandes Navegações

A princípio, a expansão do Império Português começou por questões militares e religiosas, mas foram ampliando a visão e desenvolvendo interesses comerciais. O Oriente foi o local pioneiro de atração dos portugueses, motivado por desejo pelas suas especiarias. Logo, uma rota foi criada para o Oriente.

Continue lendo após a publicidade

Todavia, o caminho escolhido fazia contorno pela África, um continente até então nunca navegado ou conhecido pelos portugueses. Tal fato justifica a demora e dificuldade de completar o percurso. Entretanto, os portugueses foram espertos e utilizaram o tempo para conquistar vários pontos no território africano.

Com isso, implantaram feitorias e exploram escravos e produtos locais. Depois de um longo período, chegaram ao Oriente e o percurso ficou conhecido como Périplo Africano, que marcou o início do Império Português.

Com o passar do tempo, em 1492, a Espanha se unificou com o Estado nacional e começou também as navegações em busca de novas terras.

Com isso, criou-se uma disputa entre Portugal e a Espanha, que resultou na divisão de terras marcado pelo Tratado de Tordesilhas. Nessa época, tais países eram as maiores potências e o colonialismo de Portugal e da Espanha era muito poderoso.

Continue lendo após a publicidade

Império Português no Brasil

O Império Português, o que foi? Contexto histórico e colonizações
Mapa dos avanços do Império Português

Portugal seguiu explorando vários locais na África, Ásia e América, até chegar no Brasil. Com isso, por conta das grandes riquezas encontradas no país do Pau-Brasil, o Império Português considerou o Brasil como uma colônia importante. E foi importante mesmo, pois foi a casa dos Portugueses e da Corte Real Portuguesa na época das ameaças napoleônicas.

Por muito tempo o Brasil foi colônia de Portugal e os portugueses aproveitaram muito disso. Além disso, o grande motivo da língua nativa brasileira ser a língua portuguesa é oriundo do colonialismo de Portugal .

Entretanto, em 1822 o Brasil tornou-se independente e o Império Português foi perdendo suas forças, não só no território brasileiro, mas sim ao redor do mundo todo. Os dias de glória de Portugal foram encerrados definitivamente no século XX.

Em suma, o Império Português deixou como herança a cultura portuguesa em vários países e foi responsável pela língua portuguesa ser a quinta língua mais falada no mundo nos dias atuais.

Continue lendo após a publicidade

Gostou? Leia agora: Pacto colonial, o que foi? Contexto histórico e sistema mercantilista

Fontes: Educação UOL e InfoEscola

Imagens: História Inteligente, Berço do Mundo, VortexMag, História Livre e Aventuras na História

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments