Invasões Holandesas – História, invasões no Brasil e consequências

As invasões holandesas no Brasil foram ocasionadas por diversas variáveis que vão desde as grandes navegações até a União Ibérica.

Embora atualmente Espanha, Portugal e Holanda sejam nações com territórios muito bem delimitados, a situação era bem diferente no século XVII. Como resultado da expansão marítima e da descoberta do “Novo Mundo”, esses reinos europeus disputaram entre si por áreas em outros continentes. Assim, ocorreram as invasões holandesas.

No entanto, tais incursões e disputas territoriais não aconteceram da noite para o dia. Na verdade, para compreender todo esse processo, é necessário revisitar o passado e relembrar o contexto histórico.

Logo abaixo você pode conferir uma reunião de informações sobre esse evento histórico e mergulhar no que ficou conhecido como “Nova Holanda”.

Contexto histórico

Apesar de estar datado no século XVII, o período das invasões holandesas no Brasil é resultado de um processo iniciado no século XV. Através das grandes navegações, ocorreu uma expansão marítimo-comercial europeia e Portugal e Espanha foram as nações pioneiras nesse processo de exploração intercontinental.

Invasões Holandesas - História, invasões no Brasil e consequências
Durante o século XVII a Espanha ampliava seu domínio pela Europa e pelo mundo

Visto que eram as duas maiores potências da época, os reinos luso-espanhol estavam lutando pela divisão das terras recém descobertas. Dessa forma, acordos como a Bula Inter Coetera e o Tratado de Tordesilhas foram firmados, dividindo assim o mundo entre ambos.

Porém, entre a segunda metade do século XVI e primeira metade do século XVII, houve uma crise na dinastia de Avis. Com a morte de d. Henrique, rei de Portugal que não deixou herdeiros diretos, Felipe II, rei da Espanha que pertencia à mesma linhagem familiar, ocupou o trono português.

Como resultado disso, as coroas portuguesa e espanhola foram unificadas, formando a União Ibérica. Consequentemente, as relações diplomáticas entre Portugal e Holanda foram amplamente afetadas.

Enquanto os ricos mercadores holandeses haviam firmado relações comerciais com Portugal, investindo na produção açucareira do Brasil, os Países Baixos, região na qual está situada a Holanda, tentavam fugir do domínio da Espanha e estavam em guerra por sua independência.

Contudo, a formação da União Ibérica pôs fim às chances da Holanda de conquistar sua autonomia. Ao impedir que os holandeses continuassem comercializando o açúcar brasileiro, a Espanha tentou sufocar economicamente a Holanda e impedir sua autonomia, o que provocou uma grande reação por parte da última.

Início das Invasões Holandesas

Em 1598, os holandeses realizaram suas primeiras incursões em terras sob domínio da Espanha. Assim, o navegador Oliver Van Noord tentou saquear a Baía de Guanabara, sem muito sucesso.

As navegações holandesas foram direcionadas para o Brasil

Entretanto, em 1621, os holandeses criaram a Companhia das Índias Ocidentais, que tinha como objetivo recuperar o controle do açúcar brasileiro e monopolizar sua demanda no mercado europeu.

Assim, em 1624, ocorreu a primeira invasão holandesa propriamente dita no Brasil. Sob o comando de Jacob Willekens, aproximadamente 1500 homens invadiram a cidade de Salvador. Todavia, no ano seguinte, uma poderosa esquadra luso-espanhola reconquistou o território.

Porém, em 1630, os holandeses notaram uma vulnerabilidade na região de Pernambuco. Sem muito esforço, eles conseguiram tomar Olinda e se estabeleceram em uma rica capitania. Apenas cinco anos depois, o número de holandeses armados já era bastante significativo, o que resultou na tomada da região.

A conquista desse território foi um grande marco neste período de invasões, e diante da necessidade de centralizar seu poder político e militar, os holandeses trouxeram uma importante figura para a Nova Holanda.

Holandeses no Brasil

Estabelecendo um controle que se estendia do Sergipe ao Maranhão, a Companhia das Índias Ocidentais holandesa nomeou um governador para seu território recém conquistado, conhecido como Brasil-holandês.

Invasões Holandesas - História, invasões no Brasil e consequências
O conde Maurício de Nassau desempenhou um importante papel na Nova Holanda

Chegando ao Brasil em 1637, o conde João Maurício de Nassau trouxe consigo inúmeros profissionais liberais, como médicos, arquitetos, cientistas e artistas. Além disso, visto que as defesas militares de Olinda eram consideradas fracas, a cidade de Recife passou a ser a sede da Nova Holanda.

Consequências dessas invasões

No ano de 1640, Portugal conseguiu sua independência da Espanha e assinou um tratado de paz de dez anos com a Holanda. Como resultado disso, os holandeses consolidaram sua dominação, bem como estenderam seus limites.

Mapa da região de Pernambuco invadida pelos holandeses

Durante a administração de Maurício de Nassau houve um forte estímulo à retomada da produção de açúcar, bem como ao processo de urbanização de Recife, algo que notavelmente impactou o desenvolvimento da região.

Além de estabelecer uma boa relação com os senhores de engenho da região, Maurício de Nassau estimulou a participação política da população em questões de interesse local. Ademais, os cientistas trazidos por ele também promoveram diversos estudos sobre a fauna e flora local e estudaram as doenças que acometiam a população.

Em 1643, após entrar em desacordo com a Companhia das Índias Ocidentais, Maurício de Nassau regressou à Europa. Assim deu-se início à decadência da colônia holandesa no Brasil.

O fim das Invasões Holandesas

Inicialmente a insatisfação partiu dos próprios senhores de engenho e habitantes locais que ficaram descontentes com a administração. Consequentemente, esses aborrecimentos acabaram resultando na Insurreição Pernambucana de 1645. A partir dela, junto com o auxílio militar de Portugal e Inglaterra, houve o início da expulsão dos holandeses.

A Insurreição Pernambucana foi o estopim para a expulsão dos holandeses do Brasil

Após o fim de seu armistício com a Holanda, Portugal deu início aos confrontos diretos contra as invasões holandesas no nordeste brasileiro. Houveram várias batalhas contra os holandeses, sendo a do Guararapes e Campina de Taborda as mais importantes. Em 1654, os luso-brasileiros conseguiram expulsar definitivamente os holandeses do Brasil.

A expulsão dos holandeses teve um impacto negativo sobre a economia local, já que os mesmos levaram seus conhecimentos e técnicas sobre a produção de açúcar para as Antilhas, após sua expulsão do Brasil. Assim, passaram a concorrer diretamente com o açúcar brasileiro pelo mercado europeu.

E então, o que achou da matéria? Se gostou, confira também: João Maurício de Nassau – Biografia, ocupação do Brasil e últimos anos.

Fontes: Brasil Escola, Toda Matéria, UOL Educação.

Imagens: Reddit, Expresso, Crotos, Literário, Conheça História, Protestantismo.

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.