Principal » Física & Química » Moléculas polares – O que são, características e processo de polarização

Moléculas polares – O que são, características e processo de polarização

Moléculas polares são aquelas que possuem polos diferentes, um positivo e outro negativo, apresentando diferença de eletronegatividade.

Moléculas polares - O que são, características e processo de polarização

As moléculas polares são classificadas como aquelas que possuem diferença de eletronegatividade entre os átomos, ou seja, possuem um polo positivo e outro negativo.

Para entender o que são estes tipos de moléculas, é necessário compreender que uma molécula se constitui como um agrupamento de dois ou mais átomos, que podem ser iguais ou diferentes. Neste caso, os átomos se unem por meio de ligações covalentes.

Quando as moléculas conseguem se unir sem que haja diferença de eletronegatividade entre os átomos, dizemos que são moléculas apolares. Agora, quando há diferença de eletronegatividade, então temos moléculas polares.

Além disso, a polaridade entre as moléculas também pode ser determinada, além da eletronegatividade, pelo número de nuvens eletrônicas e ligantes do átomo central, especialmente quando é formada por mais de um elemento químico.

Moléculas polares

As moléculas polares são aquelas que possuem polos diferentes, ou seja, um positivo e outro negativo. São moléculas formadas por átomos diferentes, que possuem diferença de eletronegatividade. Entretanto, esta diferença não determina se uma molécula será polar ou apolar.

Moléculas polares - O que são, características e processo de polarização
Química Geral

Isso significa que, além da eletronegatividade, outros fatores influenciam na classificação das moléculas. Sendo assim, apenas a partir da geometria das moléculas que é possível identificar a polaridade, ou seja, se são apolares ou polares.

A geometria molecular diz respeito aos seguintes aspectos:

  • solubilidade: caso uma substância seja composta por moléculas polares, é provável que ela dissolva uma substância polar ou que se dissolva em uma substância polar;
  • Ponto de fusão e ponto de ebulição: neste caso, a polaridade pode ser vista na mudança de temperatura que pode ocorrer quando as moléculas modificam o estado físico;
  • forças intermoleculares: representam a força que une as moléculas. Nas moléculas polares, esta força é maior se comparada às moléculas apolares, e influencia diretamente no estado físico da substância no ambiente.

Além disso, para que uma molécula possa ser identificada como polar ou apolar, é necessário observar o átomo mais eletronegativo da molécula, a quantidade de ligamentos no átomo central, bem como a quantidade de nuvens eletrônicas ligadas ao átomo do centro.

Como identificar moléculas polares?

Além do quesito eletronegatividade, ou seja, presença de polos negativos e positivos, é possível identificar a polaridade das moléculas observando a ligação dos átomos.

Moléculas polares - O que são, características e processo de polarização
Químitrônica

Isso porque compostos iônicos, por exemplo, que são formados por ligação iônica, apresentam moléculas polares, já que são constituídos por íons (cátion e ânion).

Por exemplo:

  • CaO (Ca é um metal, e O é um ametal);
  • NaCl (Na é um metal, e o Cl é um ametal);
  • MgS (Mg é um metal, e S é um ametal).

Além disso, quando uma molécula for formada por dois ou mais átomos, automaticamente temos uma molécula polar. Neste caso, levamos em consideração a quantidade de nuvens ligantes e não ligantes que formam a molécula, presentes no centro do átomo. 

As nuvens ligantes podem ser simples, duplas ou triplas, dependendo da quantidade de elétrons dispostos em cada camada de valência. Já as nuvens não ligantes são aquelas onde os pares de elétrons não participam das ligações na camada de valência. 

Sendo assim, ao observar as nuvens na camada de valência, é possível verificar se uma molécula é polar quando o átomo central da molécula possui um número diferente dos átomos iguais ligados a ele.

Moléculas apolares

Diferente das moléculas polares, as moléculas apolares são aquelas que possuem compartilhamento de elétrons entre os átomos, já que estes átomos se uniram por meio de ligações covalentes.

Moléculas polares - O que são, características e processo de polarização
O metano e o butano são moléculas apolares.

Sendo assim, as moléculas apolares não apresentam diferença de eletronegatividade entre os átomos. Vale lembrar que eletronegatividade representa a capacidade do átomo em atrair elétrons durante uma ligação, que, em seguida, formam os polos das moléculas.

Quando uma molécula se forma a partir dos átomos de um mesmo elemento químico, então a diferença de eletronegatividade é nula, ou seja, a molécula é apolar. Além disso, para identificar a polaridade das moléculas, é necessário analisar a geometria molecular de cada substância.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também o que são Funções Oxigenadas e quais as características dos Alcanos.

Fontes: Mundo Educação, Toda Matéria, Brasil Escola e Brasil Escola 

Imagens: Fundep, Química Geral, Químitrônica e Mundo Educação

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.