Geografia

Movimentos da terra, quais são? Quando ocorrem, tipos e consequências

Rotação e Translação são os principais movimentos da Terra, pois provocam alterações e produzem conceitos fundamentais como os fusos horários.

Continue lendo após a publicidade

O planeta Terra, assim como os demais corpos celestes, não é estático, ou seja, está em constante movimento. Estudar os movimentos da Terra, portanto, é de fundamental importância.

Isso porque é possível entender como funcionam os fenômenos astronômicos, como se formam o dia e a noite ou qual o motivo de fazer calor ou frio em determinada época do ano na região em que você vive.

A Terra realiza diversos movimentos, porém apenas dois devem ser ressaltados, uma vez que produzem mudanças significativas no cotidiano dos seres vivos. São eles: os movimentos de rotação e translação.

Sem dúvida, você já deve ter estudado sobre ele em algum momento da sua vida escolar. Porém, o que eles significam? Quais mudanças produzem sobre nós? Com que frequência ocorrem? Vamos conferir!

Continue lendo após a publicidade

O movimento de rotação da terra

O planeta Terra realiza uma série de movimentos em torno de si mesmo, ao redor do Sol, em conjunto com a Via Láctea e com o universo. Contudo, apenas dois deles têm impacto direto sobre nós, sendo o primeiro o movimento de Rotação.

Rotação é o movimento que a Terra realiza em torno de si mesma ou de seu próprio eixo. Essa alteração acontece diariamente a um período de aproximadamente 23 horas, 56 minutos e 4 segundos, com uma velocidade de 1666 km/h.

Sendo assim, a rotação ocorre no sentido anti-horário, ou seja, de oeste para leste. Em contrapartida, o movimento do sol se dá em sentido contrário, nascendo no leste e se pondo ao oeste.

Movimentos da terra: quais são, principais conceitos e efeitos
A incidência dos raio solares determina, junto ao movimento de rotação, os dias e as noites.

Dessa forma, a principal consequência do movimento de rotação da Terra é a formação dos dias e das noites. Mas você já tinha parado pra pensar por que ainda é dia no Brasil, enquanto em Tóquio, por exemplo, já é noite?

Continue lendo após a publicidade

É justamente por causa desse movimento de rotação, em que parte do planeta fica iluminado por raios solares e a outra não, que países do lado ocidental e oriental do globo terrestre se encontram em diferentes horários e períodos de um mesmo dia.

Os fusos horários

Também chamados de zonas horárias, os fusos horários são critérios estabelecidos pelos países que se localizam em regiões distintas do globo. O objetivo é facilitar o reconhecimento das horas e padronizar as diferentes metodologias usadas por cada país em seus contextos geográficos.

Nesse sentido, foram estabelecidos 24 fusos horários em diferentes lugares do mundo a partir de uma reunião composta por vinte e cinco países, em 1884, na capital americana de Washington.

A metodologia utilizada nessa definição tomou como base a constatação de que o movimento que a Terra faz é de cerca de 15° a cada uma hora, uma vez que em 24 horas ela completa sua rotação total de 360°.

Continue lendo após a publicidade

Primeiramente, o fuso utilizado como referência para a determinação dessas horas é aquele que fica localizado no centro da Terra, o Meridiano de Greenwich. Portanto, a partir dele é que são determinados os outros limites de fusos.

Ao redor do mundo existem 24 fusos horários

Logo, de acordo com o movimento anti-horário de rotação, os países a leste de Greenwich têm suas horas adiantadas, enquanto os fusos a oeste têm suas horas atrasadas.

O movimento de translação da terra

Por sua vez, o movimento de translação é aquele a Terra realiza ao redor do Sol e conta com uma duração de 365 dias, 5 horas e 48 minutos a uma velocidade de 107.000 km/h. Ao fim desse movimento, diz-se que passou um ano.

Ambos os movimentos da terra, rotação e translação, ocorrem simultaneamente. Contudo, a velocidade do movimento de translação muda conforme a aproximação ou distanciamento da Terra em relação ao Sol.

Continue lendo após a publicidade
Movimentos da terra: quais são, principais conceitos e efeitos
A translação determina as estações do ano, de acordo com a época de maior ou menor incidência da luz solar nos hemisférios

Quando estão mais afastados, ocorre o afélio com uma distância equivalente a cerca de 152 milhões de quilômetros. Similarmente, ocorre o periélio quando há uma aproximação de 147 milhões de quilômetros. Dessa forma, o movimento é menor no primeiro e maior no segundo.

Se a rotação determina dias, noites e fusos horários, a translação é responsável por dar origem a definição do ano civil e das estações do ano, que surgem devido a inclinação do eixo do planeta. Essa inclinação também ocasiona o surgimento de dois fenômenos: os solstícios e os equinócios.

Curiosidades e outras definições

Os movimentos da Terra, em especial a translação, determina o que chamamos de estações do ano, períodos similares de mudanças climáticas que ocorrem ano a ano e variam de acordo com o hemisfério. Para saber um pouco mais sobre o tema, trouxemos algumas características de cada estação.

Assim, o Verão é a época marcada por temperaturas elevadas e dias mais longos que noites. Em seguida há o Outono, estação marcada por queda nas temperaturas e também das folhas das árvores, que apresentam tons amarelados.

Continue lendo após a publicidade

Há também o Inverno, estação mais fria do ano e que conta com noites mais longas que dias, em alguns lugares aparecem até geadas e nevascas. Por fim, a Primavera apresenta temperaturas amenas, dias mais longos e aumento das chuvas.

A Primavera é uma das estações mais bonitas e é facilmente identificada por conta da sua beleza

Lembrando que as estações são definidas por dois fenômenos astronômicos. O Solsticio diz respeito ao posicionamento solar, que incide com maior intensidade sobre um dos hemisférios Norte ou Sul.

Dessa maneira, o evento determina o início do Inverno (menor incidência) e Verão (maior incidência) duas vezes ao ano, uma em cada hemisfério e de modo inverso.

Todavia, o Equinócio corresponde ao movimento médio do Sol sob a Terra, marcando o início do Outono e da Primavera. Nesse caso, ambos os hemisférios recebem a mesma iluminação e, por isso, têm dias e noites com a mesma duração.

Continue lendo após a publicidade

Por fim, outros movimentos da Terra são a precessão, a nutação e o deslocamento do periélio. Contudo, não possuem influência sobre os hábitos da humanidade.

O que achou da matéria? Leia também sobre o Planeta Terra.

Fontes: Brasil Escola, Toda Matéria, Mundo Educação, Mundo Educação, Brasil Escola

Imagens: Olhar Digital, Educa Mais Brasil, Cola da Web, Slide Player, Tribuna do Paraná. 

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments