História

Nômades: história, tipos de nômades e estilo de vida

Os nômades eram grupos de pessoas que viviam de forma itinerante, viajando de uma região à outra em busca de alimento para sobrevivência.

Continue lendo após a publicidade

A primeira forma que o ser humano encontrou para sobreviver foi o nomadismo. Os nômades, em suma, eram pessoas que não viviam fixas apenas em um lugar. Eles utilizavam dos recursos naturais como água e alimentos de um local e, quando acabava, mudavam para outra região.

Sendo assim, é por isso que, mesmo sendo considerado o berço da humanidade, o continente africano não foi o único a abrigar a espécie. Ou seja, os primeiros humanos, portanto, surgiram em algum ponto da África e, com essa forma de vida, se espalharam pelo mundo.

pré-história, aliás, foi um período marcado pelo nomadismo. Só para ilustrar, durante o Paleolítico e parte do Neolítico a humanidade viveu assim. Os nômades viviam da caça de animais pequenos e coleta de frutos. Contudo, com o desenvolvimento de novos utensílios, passaram a capturar animais de grande porte.

Dessa forma, ao passo que as possibilidades de sobrevivência do grupo foram melhorando, o nomadismo deixou de ser uma necessidade e, dessa forma, tipos de moradia fixas foram estabelecidas.

Continue lendo após a publicidade

História do nomadismo

Esse estilo de vida estava diretamente relacionado com condições climáticas e ritmo. Muitos acreditam que, por esses povos não terem deixado artefatos, não tinham cultura. Contudo, possuíam inteligência e raciocínio lógico para conseguir sobreviver, organizar o grupo e fazer as mudanças.

Nômades: Quem eram, tipos, como se baseava o estilo de vida itinerante
Império Retrô.

Posteriormente, aconteceu o desenvolvimento das primeiras técnicas agrícolas. Ou seja, com a possibilidade de retirar comida da terra, comunidades fixas começaram a aparecer. Conhecidas como sedentárias. A partir daí, relações mais complexas de trabalho e sociedade começaram a surgir, como as primeiras civilizações da Antiguidade.

Há 10 mil anos, a agricultura se espalhou pelo mundo e trouxe outras necessidades. Assim, era preciso dominar rios para conseguir ter um bom plantio. Depois surgiram as construções de obras públicas e, com isso, uma Revolução Urbana.

Todavia, mesmo com a diminuição do número de nômades, ainda existem grupos sociais que vivem dessa forma pelo mundo.

Continue lendo após a publicidade
Info Escola.

Tipos de nômades

O nomadismo, aliás, é dividido em três grupos principais: caçadores-coletores, pastores e mercadores-artesãos.

Caçadores-coletores

O primeiro tipo de nômades é de caçadores-coletores. Esses se deslocavam procurando animais para caçar, bem como plantas silvestres que servissem de alimento. Um exemplo são os índios do continente americano.

Pastores

O segundo grupo do nomadismo é o dos pastores. Esses, por sua vez, viajavam em busca de pastagem para seus animais. Só para ilustrar, na Mongólia, grande parte da população é migrante. Isso acontece porque sua tradição pastoril impulsiona a constante busca por novos locais com pastagem para seus animais.

A Bíblia, inclusive, descreve muitos desses povos, bastante comuns da Ásia Central, norte da África e Sibéria. No Cazaquistão, por exemplo, criavam ovelhas, cavalos, gado, cabras e camelos. E se mudavam de acordo com a época do ano, no verão iam para o norte buscar pasto.

Continue lendo após a publicidade
Nômades: Quem eram, tipos, como se baseava o estilo de vida itinerante
Alagoas no Brasil.

Mercadores-artesãos

Já, os nômades do terceiro grupo, são mercadores-artesãos. Em suma, eles viajavam vendendo seus produtos ou prestando serviços. Um bom exemplo que ainda continua firme atualmente são os ciganos. Contudo, algumas comunidades já se fixaram.

Nômades na atualidade

Embora o nomadismo tenha deixado de ser uma necessidade por volta de 10 mil anos atrás, alguns andarilhos do século XXI retomaram a peregrinação primitiva. De acordo com a psicóloga Déborah Levitan, existem muitos preconceitos em torno desse estilo de vida na atualidade.

Entretanto, ao contrário do que se imagina, o nomadismo contemporâneo, responsável por constituir as chamadas “famílias móveis”, é estável, adaptável e organizado. Além disso, uma vantagem é que os migrantes têm acesso a diversas culturas.

Ademais, uma forma emergente dessa prática é o nomadismo digital. Em suma, os nômades digitais são profissionais que trabalham remotamente, sem a necessidade de um escritório, cidade e até mesmo país fixos. Esse tipo de nomadismo está associado à autonomia do trabalhador e vem ganhando cada vez mais espaço.

Continue lendo após a publicidade

E então, o que você achou dessa matéria? Pois bem, se você gostou desse conteúdo, vem ler sobre Arte rupestre: o que é, quando, onde e por quem foi feita?

Fontes: Info Escola, Brasil EscolaBritannica Escola, Mundo por Terra, Go Outside.

Imagens: Paradise of History, Império Retrô, Info Escola, Alagoas no Brasil.

Bibliografia:

Continue lendo após a publicidade
  • Nômade. In Britannica Escola. Web, 2021. Disponível em: https://escola.britannica.com.br/artigo/nômade/482057.
  • PINSKY, Jaime. As primeiras civilizações. São Paulo: Contexto, 2011.
  • SOUSA, Rainer Gonçalves. “Nomadismo”; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/nomadismo.htm.
  • BAECKERT, Liliana Tinoco. Pesquisa mostra como vivem os nômades globais do século XXI. 2018. Artigo do blog “Suíça de portas abertas”. Disponível em: https://url.gratis/lGJZBF.

Próxima página »

Comentários

1 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments