Principal » Biologia » Criacionismo: o que é e como explica a origem da vida

Criacionismo: o que é e como explica a origem da vida

O criacionismo é uma teoria que explica a origem do universo e de tudo o que há nele. Isso com base na ideia de que um ser divino foi responsável pela sua criação.

Criacionismo: o que é e como explica a origem da vida

O criacionismo é uma teoria que explica a origem do universo e de tudo o que há nele. Isso com base na ideia de que um ser divino foi responsável pela sua criação.

Quem criou o universo?

O criacionismo é uma teoria que explica a origem do universo como obra de um ser divino. Ou seja, o criacionismo serve para explicar como surgiu o universo como um todo, inclusive a terra e os seres vivos.

De acordo com essa teoria, tudo teve início por meio da ação de uma entidade divina. Sendo assim, essa teoria é aceita, sobretudo, por doutrinas religiosas.

Isso porque o criacionismo está ligado de forma intrínseca às religiões, já que se baseia na existência de um ser com grandes poderes e conhecimentos divinos; um deus.

O exemplo mais conhecido está na doutrina cristã, que afirma que Deus criou o universo, o planeta Terra e todos aqueles que vivem nele. Você pode conferir essa ideia no livro de gênesis da bíblia.

De acordo com ela, que é o livro sagrado para os cristãos, Deus criou o homem a partir do barro, à sua imagem e semelhança.

Em suma, o criacionismo: 

  1. É uma teoria que visa explicar a origem do universo.
  2. Tem como base a ideia de um ser divino criador de tudo.
  3. A explicação do surgimento do universo pode variar de um povo para o outro.
  4. A ideia de que Deus criou o universo como está descrito na bíblia é o exemplo mais conhecido do criacionismo.
  5. É a teoria aceita por grande parte das doutrinas religiosas.
  6. O criacionismo é o oposto do evolucionismo.

Versões de criação do universo

Cada cultura e religião tem suas próprias versões de como o universo foi criado, de acordo com as mitologias de cada povo. Por exemplo:

1- Mitologia chinesa. A mitologia chinesa conta que o mundo foi criado a partir da solidão da deusa Nu Wa. Em síntese, a entidade teria notado sua sombra nas ondas de um rio e resolvido criar seres à sua semelhança.

2- Mitologia grega. A mitologia grega atribui a origem do homem aos titãs Epimeteu e Prometeu. Em uma das versões da história, Epimeteu teria criado os homens sem vida a partir de um molde de barro. Mas o seu irmão Prometeu teve compaixão deles e roubou o Fogo do Olimpo para dar vida aos humanos. Outra versão conta que Prometeu, a mando de Zeus, teria criado os homens, e depois roubado o Fogo do Olimpo para vê-los progredir.

Criacionista científico

Com o advento do protestantismo fundamentalista no século XX, surgiu o chamado criacionismo científico.

Em síntese, essa corrente defende a criação divina presente na bíblia. Desse modo, eles atacam os argumentos presentes no evolucionismo.

Evolucionismo

O evolucionismo é também conhecido como darwinismo, uma teoria que foi desenvolvida pelo naturalista britânico Charles Darwin (1809 – 1882), no século XIX.

Segundo o evolucionismo, os seres humanos surgiram por meio do processo de evolução de outras espécies que já foram extintas.

Além disso, a doutrina darwinista defende a ideia da seleção natural. Em resumo, a seleção natural é quando os ambientes selecionam os organismos mais adequados para habitar certo local. Portanto, o evolucionismo:

  1. É também conhecido como darwinismo.
  2. É uma teoria que explica o surgimento do universo.
  3. Tem como base as pesquisas científicas. 
  4. É o contrário do criacionismo.
  5. A teoria diz que os seres humanos surgiram por meio da evolução.
  6. A seleção natural ajuda a selecionar os mais aptos.

Criacionismo versus evolucionismo

Como você já sabe, o criacionismo é uma teoria que explica a origem do Universo.

Por outro lado, o evolucionismo defende a ideia de que a multiplicidade de organismos existentes é resultado da modificação lenta e progressiva de algumas espécies.

Dessa forma, as duas teorias são contrárias e, portanto, se diferem em relação a:

1- Criação. Para o criacionismo um ser divino criou o universo e tudo o que há nele. Em contrapartida, para o evolucionismo os seres vivos surgiram por meio do processo de evolução.

2- Evolução. Para a teoria da evolução, o homem e os outros seres vivos são o resultado de uma lenta transformação.

Por outro lado, para o criacionismo o homem foi feito de acordo com a vontade de Deus. Logo, ele não descende de primatas.

3- Fósseis. Os fósseis são de animais que não conseguiram embarcar na Arca de Noé. Portanto, não se salvaram do dilúvio. É isso o que o criacionismo defende.

Já o evolucionismo defende que os fósseis e a sua datação remota servem para confirmar que a extinção de espécies faz parte do processo evolutivo.

Outras diferenças

4- Inconsistência. O criacionismo diz que a teoria de Darwin não tem consistência. Isso porque, desde que foi criada, ela já foi revista.

O evolucionismo explica que apenas os detalhes científicos que não estavam claros na época de Darwin é que foram revistos. Contudo, a teoria ainda é válida há 145 anos.

5- Seres vivos. Para o criacionismo, um ser divino foi responsável por criar os seres vivos de acordo com um propósito e intenção.

Para o evolucionismo as transformações são causadas por mutações genéticas aleatórias expostas à seleção natural pelo ambiente.

6- Perfeição. O criacionismo defende que os seres vivos são perfeitos. Sendo assim, a criação de seres perfeitos indica a existência de um criador inteligente.

Em contrapartida, o evolucionismo diz que os seres vivos são complexos. No entanto, não são perfeitos. Por exemplo, o apêndice humano é uma estrutura residual que, hoje, não tem função.

E aí, gostou de aprender sobre o criacionismo? Outro texto que pode te interessar muito é: Neodarwinismo: o que é, conceitos, resumo

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.