Língua Portuguesa

As origens da Língua Portuguesa e sua história

A origem da Língua Portuguesa deriva da dominação do Império Romano sobre a Península Ibérica, que deu início à formação de Portugal.

Continue lendo após a publicidade

O Português ocupa atualmente a posição de quinto idioma mais falado em todo o mundo, com mais de 250 milhões de adeptos. Porém, nem sempre foi assim. A origem da Língua Portuguesa provém do latim falado no Império Romano, que dominou toda a Península Ibérica a partir do século III a.C., território que formou Portugal e Espanha.

Além disso, essa língua sofreu influência também de outras nações que colonizaram a península, com destaque para a atuação dos árabes e celtas. Por exemplo, a palavra carro deriva dos celtas, enquanto arroz e açúcar provêm dos árabes.

A seguir, conheça mais sobre como se originou a Língua Portuguesa e saiba também algumas das palavras de origem estrangeiras mais utilizadas em nosso idioma.

Como teve origem a Língua Portuguesa?

Para entender como se originou a Língua Portuguesa, é preciso saber acerca do surgimento de Portugal e, mais especificamente, quais povos dominaram a região em seus primórdios, influenciando diretamente no modo como as pessoas se comunicavam.

Continue lendo após a publicidade

Dessa forma, a região noroeste da Península Ibérica, próxima ao rio Minho, foi onde surgiram os países de Portugal e Espanha, que sofreram o domínio dos romanos por mais de 2 mil anos.

Origem da Língua Portuguesa: início, como se formou e curiosidades
Jornal Grande Bahia

Ademais, a região portuguesa era conhecida como Condado Portucalense, cedida pelos espanhóis ainda durante as guerras territoriais contra os mulçumanos.

A partir dessa formação territorial e sob a influência dos romanos, passou-se a adotar na península o latim vulgar como forma de comunicação oral. Essa denominação, vulgar, era utilizada pois a língua que se expandia era utilizada, sobretudo, pelos mais pobres e “sem cultura”.

Ao mesmo tempo, a invasão dos árabes proporcionou uma forte influência cultural e literária na região que, posteriormente, originou o galego português.

Continue lendo após a publicidade

As fases de consolidação da Língua Portuguesa

A origem da Língua Portuguesa pode ser dividida em três fases: a Pré-histórica, Proto-histórica e Histórica. Em seguida, conheça cada uma delas.

Pré-Histórica

A fase pré-histórica foi a primeira que deu origem à Língua Portuguesa, anteriormente ao século X, enquanto Portugal era um condado. Esse período abarca desde a dominação da Península Ibérica por cretas, árabes e romanos até a formação dos “romanços”, isto é, primeiros idiomas originados do latim vulgar e influenciado pelos demais países dominadores.

O curioso é que os árabes chegaram à Península Ibérica antes dos romanos, apesar destes últimos terem influenciado mais diretamente na formação dos dialetos.

Proto-Histórica

A segunda fase da origem da Língua Portuguesa é caracterizada pela maior organização do galego-português enquanto principal língua do território, o que ocorreu entre os séculos XI e XIII. Prova disso é a utilização de palavras e expressões próprias do romanço e que são utilizadas até hoje, tais como artigo (artigulo) e coelho (conelio).

Continue lendo após a publicidade

O principal dialeto sofreu uma separação, que duraria até o século XIV. O galego seria falado, posteriormente, apenas em Galiza, na Espanha, enquanto o português sofreria uma uniformização e se expandiu além das terras europeias, graças às expansões marítimas que colonizaram diversas terras na América e África.

Histórica

Por último, a fase histórica é a mais importante, já que marca a evolução da língua para a escrita, tendo um importante destaque por meio da literatura e da criação das prosas, inclusive reunindo características conhecidas como métrica e rima.

Tais processos influenciaram também na pronúncia das palavras, na acentuação e no processo de separação silábica, entre outros elementos.

Sendo assim, a Língua Portuguesa passaria a se estabelecer como um dos principais idiomas da Idade Moderna junto a outros, como o italiano e o francês.

Continue lendo após a publicidade

Contribuíram para isso importantes romancistas como Luís de Camões, com Os Lusíadas, e Fernão de Oliveira com a publicação da primeira Gramática da Língua Portuguesa, em 1536.

Palavras da Língua Portuguesa derivadas de outros idiomas

A origem da Língua Portuguesa, assim como a formação sociocultural brasileira, originou-se por meio da miscigenação de vários povos e conta com diversas variações em suas formas de falar e escrever, graças a influência de outros povos.

Em primeiro lugar, obviamente, a influência maior no Brasil foram os portugueses, que colonizaram o país a partir de 1500 e por aqui viveram por mais de 300 anos, até a Proclamação da República, em 1822.

Apesar disso, são muitas as diferenças gramaticais existentes entre o português do Brasil e de Portugal, assim como nos sete países restantes que compõem a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Por exemplo, o café brasileiro é conhecido como bica entre os portugueses, enquanto o suco é chamado de sumo.

Continue lendo após a publicidade

De maneira similar, as derivações também são muito utilizadas por aqui. Além dos já citados no início desse texto, podemos destacar o termo papagaio (proveniente de babaga) e sofá (originado de suffa) como palavras de origem árabe. Já de derivação latina, está o lato sensu e o stricto sensu, conceitos utilizados na pós-graduação.

Ademais, há inúmeras outras línguas que influenciaram o modo como falamos atualmente, como a africana e o tupi-guarani.

E então, o que achou da matéria? Se gostou, confira também o que é preconceito linguístico

Fontes: Brasil Escola, Norma Culta, Letras UFG, Babbel, Universo Traduções, Clube do Português

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments