História

Península Arábica – História, principais características e islamismo

A Península Arábica é uma região formada por desertos e localizada no Oriente Médio. É também conhecida como berço do islamismo.

Continue lendo após a publicidade

A Península Arábica é uma região desértica localizada no Oriente Médio. As origens do povo árabe remontam a esse lugar, também considerado como berço do islamismo, uma das religiões mais importantes do mundo.

A princípio, a história da construção árabe é dividida em duas partes: uma fase anterior ao islamismo, conhecida como fase pré-islã e outra, já com a chegada dos ensinamentos e doutrinas da religião islâmica, conhecida como fase Arábia islâmica.

Todavia, os primeiros habitantes eram de origem semita e viviam divididos em cerca de 300 tribos. Vagando pelo deserto, os beduínos organizam atividade de pastoreio e eram politeístas, ou seja, adoravam vários deuses.

História da Península Arábica

Em 3500 a.C., o povo semita povoou a Mesopotâmia. Eles vieram depois dos sumérios e deram lugar aos povos assírios-babilônios, da Suméria. Por outro lado, em 2500 a.C., um grupo de semitas abandonou a Arábia, estabelecendo-se na costa oriental do mar Mediterrâneo.

Continue lendo após a publicidade
mapa arábia
Países da Península Arábica.

Muitos grupos passaram pela Península Arábica e as partes do sudoeste, mais favorecidas com água, viram três reinos antigos se estabelecerem por lá: o reino mineu, o sabeu e o reino dos himiarianos. Dessa forma, esses povos mantinham comércio com Egito, China e Índia.

A partir do século VII, o islamismo fundado por Maomé se difundiu por toda a Arábia. O grande império árabe se formou pela conquista militar imposta por esse povo a outras regiões que começavam a ter contato com o islamismo.

A princípio, o poder estava concentrado apenas na Península Arábica e aos poucos se expandiu para outras partes do império. Entretanto, no século XVI, os turcos instalaram o Império Otomano na Arábia, mas não conseguiram chegar na península Arábica.

Por outro lado, os britânicos dominaram grande parte das costas sul e leste da Arábia. Chefes árabes se juntaram aos britânicos para retirar os otomanos do local. No início do século XX, todos eles foram derrotados. Os britânicos, por sua vez, gradativamente foram deixando a região e em 1971, todos os países tinham alcançado a independência.

Continue lendo após a publicidade

Características da península

A Península Arábica está localizada na região sudoeste da Ásia e compreende a Arábia Saudita, os Emirados Árabes, Omã, Bahrein, Kuwait, Qatar e Iêmen. A Arábia Saudita é o maior país da região, com cerca de quatro quintos de ocupação.

Todavia, a Península Arábica é um grande planalto cercado ao leste e ao sul por montanhas. É uma zona desértica, com clima árido e presença de dois desertos: Rub´al Khali, ao sul, e an-Nafud, ao norte.

deserto an-nafud
Tripbucket

Região importante seu alto desenvolvimento econômico é resultado das enormes reservas de petróleo e gás natural do golfo Pérsico. A Península Arábica abriga cidades importantes, como Riad, Doha, Meca, Medina, Sana, Abu Zabi e Kuait.

Maomé e o islamismo

Antes do islã a Península Arábica era ocupada por várias tribos que vagavam pelo deserto. Esse povo era conhecido como beduínos, sem possuir unidade política e de base politeísta. Todavia, adoravam objetos sagrados, também as forças da natureza e acreditavam em espíritos maus.

Continue lendo após a publicidade

Contudo, a partir do século VII, o islamismo de Maomé conquistou a Península Arábica. Essa crença de natureza monoteísta surgia com a possibilidade de mudanças profundas na sociedade árabe.

arábia
O profeta Maomé recebendo visita de um anjo.

Todavia, o termo islamismo quer dizer submissão a Alá. A doutrina tem como base o livro sagrado do Alcorão e prega valores básicos como a crença em Alá e em Maomé como seu profeta, generosidade para com os pobres, além de envolver peregrinações à Meca e jejum religioso durante o mês do Ramadã, por exemplo.

Durante a expansão do islamismo, alguns comerciantes de Meca fizeram oposição à nova doutrina e dificultaram o comércio. Contudo, graças à organização militar dos primeiros convertidos, Maomé venceu a oposição dos comerciantes e restabeleceu o comércio.

O islamismo não abandonou as crenças já existentes e preservou a importância religiosa das cidades comerciais, usadas pelos beduínos que partiam em direção ao litoral para sacramentar negócios e visitar monumentos religiosos.

Continue lendo após a publicidade

O que achou da matéria? Se gostou, leia também: Palestina – História, características do Estado e questão palestina.

Fontes: Escola Britannica, Cola da Web, Brasil Escola, Sua Pesquisa

Imagens: iStock, Notícias ao Minuto, Tripbucket, A Filosofia Está no Ar

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments