História

Pero Vaz de Caminha, quem foi o narrador da descoberta do Brasil?

Pero Vaz de Caminha foi o escrivão da esquadra de Cabral que redigiu um documento importantíssimo, já que foi o primeiro relato sobre o Brasil.

Continue lendo após a publicidade

Pero Vaz de Caminha foi o encarregado de relatar à Coroa de Portugal as impressões de viagem. Ele era um escrivão oficial, inclusive chegou a compôr a frota de Cabral que aportou no Brasil.

Descoberto o Brasil, Caminha foi encarregado de escrever uma carta ao Rei de Portugal. Nela ele narra sua impressão sobre a terra, assim como dos nativos que encontrou.

Essa descrição feita por Caminha é considerada a Certidão de Nascimento do Brasil, posto ser o primeiro documento sobre o local. Pertence também ao Período Quinhentista, já que está integrada à chamada literatura de informação.

A vida pessoal

Acredita-se que Pero Vaz de Caminha tenha nascido no ano de 1450, na cidade do Porto, Portugal. Sabe-se que era filho de Vasco Fernandes de Caminha, um Cavaleiro do Duque de Bragança, assim como que foi Mestre da Balança da Casa da Moeda.

Continue lendo após a publicidade

Ocupou igualmente o cargo de escrivão e tesoureiro, inclusive foi vereador do Porto em 1497. Foi casado com Dona Catarina, e com ela teve a filha Isabel.

A viagem de Cabral

Pero Vaz de Caminha: veja a história do narrador da descoberta do Brasil

Em março de 1500, Caminha embarcou na frota de Pedro Álvares Cabral na função de escrivão-mor. Aportaram no Brasil em 22 de abril de 1500, instante em que escreveu o relato oficial do grande feito.

Suas impressões sobre a descoberta foram enviadas ao Rei Dom Manuel I, no que ficou conhecida como “A Carta de Pero Vaz de Caminha”. O documento seguiu em uma nau que retornou a Portugal, posto que os demais viajaram para as Índias.

Continue lendo após a publicidade

Pero Vaz de Caminha: veja a história do narrador da descoberta do Brasil

Quando chegaram a Calicute, entretanto, após certa amistosidade foi travada uma terrível batalha pela feitoria que ali já estava instalada. Nessa disputa Caminha foi ferido e morreu em 15 de dezembro de 1500.

A Carta de Pero Vaz de Caminha

O famoso documento recebeu um título, tendo sido chamado de “Carta a el- Rei Dom Manoel sobre o achamento do Brasil”. Ela foi redigida no dia 1.° de maio de 1500, posto que sua intenção era narrar as impressões mais fortes que tivera da nova terra.

Sendo sua meta contar sobre o lugar que descobriram, a descrição seguiu certo critério. É que ele falou da paisagem e da natureza, assim como dos nativos. Foi a primeira menção ao Brasil, motivo pelo qual a Cata de Caminha é tão preciosa.

Continue lendo após a publicidade

Pero Vaz de Caminha: veja a história do narrador da descoberta do Brasil

Por seu valor literário e histórico, foi acrescentada ao Período Quinhentista, visto que se trata de literatura de informação. No Quinhentismo há a predominância das crônicas de viagem, além de documentos informativos e descritivos.

Você sabia?

Apesar de sua importância história, a Carta de Pero Vaz de Caminha foi mantida em sigilo por Portugal? Foi descoberta pelo Padre Manuel Aires e publicada em sua “Corografia Brasílica” apenas em 1817.

Leia também sobre o Brasil pré-cabralino: o Brasil antes dos portugueses.

Continue lendo após a publicidade

Fonte: Wikipédia, Toda Matéria, Sua Pesquisa, Ebiografia, Educação, Horizonte, KD Frases, Uma Galeria Teimosa, Diário do Nordeste.

Fonte das imagens: DFeitosa, Curioso e Cia, Wikipédia, Correio IMS.

Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments