Principal » Física & Química » Propriedades da matéria, o que são? Conceito e classificações

Propriedades da matéria, o que são? Conceito e classificações

As propriedades da matéria contribuem no reconhecimento das substâncias. Além disso, elas estão divididas em gerais e específicas.

Propriedades da matéria, o que são? Conceito e classificações

Antes de tudo, é necessário entender o que é matéria. A matéria é definida como algo que possui massa e ocupa um espaço. Além disso, cada matéria possui características próprias, as quais são definidas através das propriedades da matéria.

A princípio, as propriedades da matéria são capazes de entender os comportamentos e transformações das matérias. Além disso, elas facilitam no estudo da Química, pois possui relação com diversas matérias.

As propriedades da matéria são divididas em física e química e entre gerais e especificas. Todavia, as divisões auxiliam a identificar as diferenças e semelhanças entre os materiais.

Como exemplo, água e óleo não se misturam mesmo no mesmo estado físico, isso pode ser explicado por propriedades como solubilidade e densidade. As propriedades físicas são as que não necessitam alterar a composição química da substância. Dessa forma, pode-se dividir em gerais e específicas.

Propriedades gerais da matéria

As propriedade da matéria são divididas em 10 partes quando se trata de características gerais.

Em suma, tais características são as mais comuns de serem observadas nas substâncias e se aplicam em todas, independente da constituição ou estado físico. Por isso, não identifica qual matéria está sendo utilizada.

Propriedades da matéria, o que são? Conceito e classificações
Exemplo de Compressibilidade

Portanto, em termos gerais, as propriedades da matéria são: A Massa, que está relacionada com a medida da inércia.

Sendo assim, é a quantidade de partículas que há em uma matéria. A segunda é o Volume, que se refere ao espaço que a matéria ocupa em qualquer estado físico.

Nesse interim, a Inércia também é uma das propriedades da matéria. É ela que define se a substância se encontra em repouso ou em movimento.

Já a Impenetrabilidade, está relacionada a dois materiais não poderem ocupar o mesmo local ao mesmo tempo. Nesse sentido, pode-se citar a água e o ar da garrafa, o ar sai quando a garrafa está cheia de água.

Outra das características da matéria é a Divisibilidade, que se resume em uma matéria que pode ser quebrada em diversos pedaços menores. Já a Compressibilidade, ocorre quando há uma força/pressão sobre a matéria que faz com que ela se comprima.

Em contrapartida, a Elasticidade é a característica da matéria retornar ao seu volume inicial após a ação da força cessar. A Indestrutibilidade é a propriedade geral que não acredita em destruição ou criação da matéria, e sim em transformação.

Já a Extensão, se refere à todo material que ocupa um lugar no espaço. A última desse grupo de propriedades da matéria é a Descontinuidade, que, em resumo, significa que a olho nu nem tudo da matéria pode ser visível.

Propriedades específicas da matéria

Já as propriedades da matéria de forma específica, como o próprio nome indica, são as que definem características próprias para cada substância. Sendo assim, é possível diferenciar  uma determinada matéria da outra.

Elas são divididas em Químicas, Físicas, Organolépticas e Funcionais.

Propriedades químicas da matéria

Propriedades químicas
Principal característica

Esta primeira das propriedades da matéria específicas, tem como característica a transformação da matéria em uma outra, através do fenômeno químico.

Na maioria das vezes, tal fenômeno ocorre quando a substância é colocada em condições especificas. Entretanto, uma matéria só se transforma em outra que tenha alguma característica química em comum.

As propriedades são: Combustível, que reage com oxigênio e libera energia. Oxidante, que é capaz de tirar elétrons do material. Corrosivo, que em resumo uma reação química pode desgastar a matéria.

Além disso, explosivo, que pode explodir e liberar ondas de pressão e calor. Efervescência, que é a produção de gás e distribuição no estado líquido. Por último, a Fermentação, que transforma a matéria orgânica afim de produzir energia.

Propriedades Físicas específicas

Ao contrário das propriedades químicas, as propriedades físicas da matéria não são dependentes de transformações. Sendo assim, são: Ponto de fusão, que é mudança do sólido para o líquido. Ponto de ebulição, que altera do líquido para o gasoso.

Ponto de fusão
Gráfico com o Ponto de Fusão e Ponto de Ebulição

Além da Densidade, que é o tanto de matéria em um volume. A Solubilidade, que determina se a substância se dissolve ou não em um líquido. A Condutividade elétrica, que determina se é condutor, semicondutor ou isolante. A Maleabilidade, que molda a matéria.

Por fim, A Ductilidade, que define qual a capacidade que o material suporta. A Dureza, que mostra a resistência do material quando é aplicado uma força. Por último, a Viscosidade, que determina qual é a resistência de um fluido ao escoamento.

Propriedades Organolépticas

Propriedades da matéria, o que são? Conceito e classificações
A propriedade de matéria tem relação com os cinco sentidos

Este grupo das propriedades da matéria tem relação com os sentidos do corpo e dos órgãos. Dessa forma, a primeira delas é o Som, vibrações que entram pelo ouvido.

A segunda é a Textura, que determina a forma que é a superfície de uma material. Sendo assim, pode ter como característica ser liso ou áspero, como exemplo.

Na mesma ideia, o Brilho refere-se à absorção ou não da luz que reflete sobre o material. A Cor é a que vemos através da visão. O Sabor pode variar, podendo ser doce, amargo, azedo ou salgado. Por fim, o Odor é o cheiro e pode ser sentido pelas células olfativas. Entretanto, há substâncias que não possuem odor.

Propriedades funcionais

A característica desta propriedade da matéria é a junção de materiais que pertencem a um mesmo grupo funcional. Sendo assim:

  • Ácidos: liberam íons H+ e são azedos;
  • Bases: liberam íons OH-;
  • Sais: apresentam um cátion diferente de H+ e um ânion diferente de OH-;
  • Óxidos: binários, ou seja, dois elementos e um deles é o oxigênio.

Mudanças do estado físico da matéria

A matéria pode ser encontrada no estado líquido, gasoso ou sólido. Dessa forma, existe um nome especifico para cada tipo de mudança do estado físico que ocorre.

Mudança de estado físico
Tabela ilustrativa que mostra como ocorre as mudanças físicas da matéria

A passagem do sólido para o líquido é chamado de fusão. Já o contrário, do líquido para o sólido, é solidificação. Do líquido para o gasoso é chamado de vaporização ou ebulição. Bem como, o seu inverso é chamado de condensação ou liquefação.

Por último, existe a sublimação, que é a passagem do estado sólido para o gasoso, sem que seja necessário passar pelo estado líquido. O caminho inverso, ou seja, do gasoso para o sólido, é denominado da mesma forma.

O que achou da matéria? Se gostou, leia agora: Minerais, o que são? Classificação, características e curiosidades

Fontes: Mundo Vestibular, Toda Matéria, Brasil Escola e Manual da Química

Imagens: Universo Racionalista, Indagação, Conhecimento Científico, Quero Bolsa, Vale do Sinos, DocPlayer- Prof. Marcelly e Educação Globo

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.