História

Quem provocou o grande incêndio de Roma? [Não foi Nero!]

O grande incêndio de Roma ocorreu no ano de 64 e consumiu boa parte da cidade, matando centenas de pessoas e deixando muitos desabrigados.

Continue lendo após a publicidade

O grande incêndio de Roma aconteceu nos dias 18 e 19 de julho de 64 d.C, sendo considerado uma tragédia da Antiguidade.

O grande incêndio devastou a cidade e cercanias, e deixou um saldo perverso de perdas materiais e humanas.

Ele queimou as regiões mais populosas e antigas, como Palatino e Suburra. Até hoje os historiadores não são concordes sobre sua causa.

Contexto histórico

No ano de 64 d.C., o Imperador Nero administrava o Império Romano, praticando atos que escandalizavam o povo e o Senado.

Continue lendo após a publicidade

Você sabe como começou e quais os danos do grande incêndio de Roma?

Além disso, avolumava-se o Cristianismo dentro do Império, o que causava descontentamentos, posto que mexia nas tradições romanas.

Por essa razão, os cristãos a princípio foram acusados de começar o fogo e mortos nas arenas romanas.

A nobreza era contra Nero, e esse pode ser um dos motivos de ele também ter sido acusado do incêndio.

Continue lendo após a publicidade

Nero se matou em 68, quando foi vítima de um golpe de Estado.

O grande incêndio de Roma

O grande incêndio de Roma começou no entorno do Circo Máximo, no subúrbio de um distrito ao sul do Monte Palatino.

Só que tragicamente ele logo se espalhou pelas áreas mais povoadas da cidade, onde as casas eram todas de madeira. Além do mais, os moradores usavam o fogo para cozinhar e se aquecerem.

Era comum pequenos incêndios em Roma, mas esse se alastrou e os ventos fortes ajudaram a espalhar as chamas.

Continue lendo após a publicidade

Houve relato de desespero porque as ruas eram estreitas e não havia para onde fugir. Também ocorreram grandes saques.

O fogo só foi controlado, entretanto, após quase três dias. O saldo da tragédia foi fenomenal.

Três dos 14 distritos de Roma foram completamente destruídos e centenas de pessoas morreram e milhares ficaram desabrigadas.

As causas do incêndio

O Imperador Nero passou para a história como o causador do grande incêndio de Roma, mas hoje essa tese é controversa.

Continue lendo após a publicidade

Você sabe como começou e quais os danos do grande incêndio de Roma?

É que achados recentes descobriram que Nero, na verdade, nem em Roma estava no dia. Ele se encontrava em sua residência de Ânico, a aproximadamente cinquenta quilômetros de distância.

Sabe-se que ao saber o incêndio, ele regressou rapidamente para prestar auxílio aos desabrigados, posto que recebeu os desamparados no palácio.

Pesquisas mostram que o clima seco da época explicaria o rápido alastramento do fogo e as várias destruições causadas.

Continue lendo após a publicidade

Você sabia?

Nero foi acusado de tocar sua lira enquanto Roma ardia em chama, posto que ele queria compor um poema.

Os cristãos também foram acusados de causar o incêndio e muitos foram perseguidos e mortos por isso.

A Roma antiga era uma grande cidade de mais de dois milhões de habitantes.

Você gostou de saber mais sobre o incêndio de Roma? Então não deixe de ler também sobre como foi que o reino dos Francos redesenhou o mapa da Europa.

Continue lendo após a publicidade

Fonte: Info Escola, Minas faz ciência, História do Mundo, Brasil Escola, História de Tudo, Seu History, Minas Faz Ciência.

Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments