Geografia

Regionalização do mundo: Veja todos os critérios

Entenda o que é regionalização e como a formação de regiões pode ajudar na compreensão do espaço geográfico e do mundo em que vivemos.

Continue lendo após a publicidade

A regionalização é basicamente, uma forma de entender melhor os fenômenos que influem o ser humano de uma maneira geral. desta forma, a divisão do espaço geográfico considera os fenômenos físicos, sociais, naturais e políticos.

Por outro lado, regionalização está relacionada à divisão geográfica de pessoas de acordo com suas características. Os critérios envolvidos na separação são, basicamente, as semelhanças ou diferenças entre cada população. Essa reorganização regional é atribuída não só a um estado, ou país, mas também ao mundo.

Sobretudo fatores externos ditam as divisões. O clima, o relevo, o meio ambiente e até mesmo a vegetação são fatores que influencia no agrupamento. Além das ações anteriores, fatores históricos e econômicos também são levados em consideração. Neste sentido quando dividimos os biomas em cerrado, sertão, pradarias estamos fazendo uma regionalização física e biológica.

Por outro lado, quando utilizamos critérios ligados a ideologia, poderes e agrupamentos de países por questões econômicas, estamos falando de reginalizações políticas, ou geografia política.

Continue lendo após a publicidade

Conceito

O conceito de regionalizar é, antes de tudo, o inicio para compreender o porque ocorre um fenômeno, físico ou político, suas causas e consequências. Região é a divisão de territórios próximos que são demarcados em relação a outros lugares. Os critérios envolvidos na decisão das limitações territoriais podem ser internos e externos.

No entanto a reginalização é uma maneira de aproximar e agrupar características comuns entre regiões que podem não estar ligadas com o espaço físico, como é o caso do idioma, e a ideologia política, por exemplo.

Por outro lado, quando a reginalização ocorre dentro de um país pode estar atreladas a, por exemplo, a descentralização do poder. Esse modelo é o que mais ocorre no Brasil. O caso mais recente é Tocantins, que antes integrava Goiás. Devido sua extensão e as dificuldade administrativas, resolveram dividir e criar mais um Estado.

As transformações do espaço geográfico são constantes em todo mundo e envolvem muitas questões políticas. Consequentemente, não podemos subestimar essa questão tão importante.

Continue lendo após a publicidade

Regionalização no Brasil

Regionalização - O que é, conceito e classificação

No Brasil, temos uma extensão territorial muito grande, pois são 8.516.000 km² de terras. Em um espaço tão vasto, regionalização se faz, portanto, absolutamente necessária para melhor a administração da população. Tendo em vista a necessidade, somos mapeados da seguinte maneira:

Norte, onde está localizada os Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. As características específicas se concentram nas definições étnicas e a predominância são mestiços de brancos e indígenas, indígenas com negros e cafuzos.

O nordeste, por sua vez, abrange os Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Esses, de acordo com o norte, tem características étnicas semelhantes, porém sua população é muito mais numerosa.

Continue lendo após a publicidade

O sudeste é uma região com mais Estados litorâneos, portanto, tem a concentração populacional do Brasil em primeiro lugar no ranking. São cerca de 40% do total de pessoas habitantes do Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. A miscigenação aqui é muito mais intensa, devido os processos migratórios

O coração do país, o Centro-Oeste, abriga as regiões do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e a capital do Brasil, o Distrito Federal. A influências migratórias aqui são bem intensas, porque a construção de Brasília atraiu muitos olhares na época de sua fundação. Durante a projeção da cidade várias pessoas de várias regiões viera para cá.

O sul, por fim, abriga regiões normalmente geladas, os Estados são Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. As pessoas aqui são, em peso, descendentes de europeus, portanto, sua população é majoritariamente branca.

A regionalização do mundo

Regionalização - O que é e conceito

Continue lendo após a publicidade

No mundo, a regionalização é feita através de continentes. Há 540 milhões de anos atrás não existia essa divisão, éramos, portanto, um grande bloco de terra chamado de pangeia. Naturalmente, por questões físicas, as mudanças ocorreram e deu-se origem a regionalização física sem ainda delimitações políticas e territoriais.

vale lembrar, que a reginalização pode acontecer por algumas categorias. Neste sentido, podemos dividir a ação de reginalizar pelas seguintes categorias:

  • Espaciais: Clima, vegertação, relevo e vejetação
  • Sociais: idiomas, ideologia, cultura, etnias, religiões
  • Políticas: durante a guerra fria o mundo foi dividido entre paises comunistas e capitalistas. Porém, hoje o mundo está dividido por blocos econômicos como: União europeia, Brics, Capitalismo ocidental e capitalismo euroasiático.

Os processos migratórios também ocorreram em paralelo as divisões dos continentes. Hoje, a terra é dividida em 6 grandes continentes com características peculiares que envolvem línguas falas, dialetos, vegetação, climas diferentes, etnias e culturas variadas.

Cada local tem seu processos histórico de divisão que também acarretam as suas subdivisões em regiões como países e cidades. Assim como o Brasil, porque fazemos parte do continente Americano e estamos localizados na America do sul.

Continue lendo após a publicidade

Enfim, conheça alguns tipos de vegetação do Brasil e suas principais características.

Fonte: Estudo práticoMundo educação, Geografia no Vestibular, UniversiaEscola kids 

Fonte imagens: Cidinha coinete, Brasil escola

Imagem de destaque: Mundo educação

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments