República de Weimar, o que foi? Contexto, características e nazismo

A República de Weimar foi uma forma de governo instalada na Alemanha, logo após a Primeira Guerra Mundial, que perdurou de 1919 a 1933.

A República de Weimar se instalou na Alemanha entre 1919 e 1934, logo após o declínio do Império Alemão na Primeira Guerra Mundial. O Império Alemão havia se destacado como a principal potência durante o conflito, mas no final acabou derrotado pelos países da Tríplice Entente. 

No decorrer da Primeira Guerra, a Alemanha possuía um dos exércitos mais bem treinados e preparados. Entretanto, os países da oposição conseguiram driblar as forças alemãs com diversas sanções que acabaram o domínio da Alemanha, como o Tratado de Versalhes

Assim, com o final da guerra, a Alemanha estava devastada e a forma encontrada para se reerguer foi a criação de uma nova forma de governo, conhecida como República de Weimar, iniciada no dia 6 de fevereiro de 1919. 

Contexto histórico da República de Weimar

Com o fim da Primeira Guerra Mundial e a derrota da Tríplice Aliança, a Alemanha entrou em crise. Isso porque o país era a principal potência da época, com um dos exércitos mais bem preparados e modernos. 

República de Weimar, o que foi? Contexto, características e nazismo
Brasil Debate

Porém, a derrota na guerra fez os alemães se desestabilizarem, por conta das sanções que foram impostas pelos países da Tríplice Entente. O acordo que mais marcou o período foi o Tratado de Versalhes, onde a Alemanha se viu humilhada frente aos demais países europeus

Sem recursos, e com a economia e política em crise, o país precisou encontrar formas de se reerguer frente ao colapso em que o país se encontrava. Uma das formas encontradas foi a criação de uma nova forma de governo, que ficou conhecida como República de Weimar. 

Basicamente, a República de Weimar teve início no dia 6 de fevereiro de 1919, após a realização de uma assembleia constituinte na cidade de Weimar, na Alemanha. Uma das principais características da assembleia foi a definição de como a república funcionaria. 

República de Weimar

Durante a assembleia foi decidido que a República de Weimar seria composta com base no modelo bicameral. Isso significa que a forma de governo seria pautada em casas legislativas, ou seja, o Reichstag (o Parlamento) e o Reichsrat (a Assembleia). 

República de Weimar, o que foi? Contexto, características e nazismo
La Vanguardia Digital

Além disso, a república seria composta por dois chefes. O primeiro deles, o chanceler – conhecido também como chefe de governo – seria responsável por administrar de forma geral. Já o segundo, o presidente – também chamado de chefe de Estado – estava encarregado de cuidar das questões de Estado, como as forças armadas, a diplomacia, dentre outras funções. 

O primeiro presidente eleito da República de Weimar foi o político e social-democrata, Friedrich Ebert. Porém, antes mesmo que Friedrich iniciasse o mandato de chefe de Estado, a Alemanha passou, entre 1918 e 1919 pela Revolução Alemã, também conhecida como revolta espartaquista. 

Porém, a revolta – que pretendia implantar na Alemanha a forma de governo que era utilizada na Rússia – não surtiu efeito. Logo, a república continuou seu caminho, mesmo enfrentando dificuldades e a rivalidade de grupos políticos contrários ao governo que se instalava no país. 

Ao mesmo tempo em que a República de Weimar se instalava na Alemanha, outros grupos políticos, como o Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães (NAZI), também passaram a ganhar projeção.

Inclusive, o NAZI foi o partido político que deu origem ao movimento nazista, liderado por Adolf Hitler, que faria grandes vítimas durante a Segunda Guerra Mundial.

Avanços políticos

Em vigor, a República de Weimar conseguiu avanços significativos na Alemanha. A economia, que estava em crise após a Primeira Guerra Mundial, conseguiu se estabilizar de forma relativa, em 1923, graças às ações do chanceler Gustav Stresemann. 

República de Weimar, o que foi? Contexto, características e nazismo
El País

Os bons resultados econômicos foram seguidos por Heinrich Brüning, chanceler que governou após Gustav. Em 1925, Marechal von Hindenburg, reconhecido pelos alemães como herói de guerra, foi eleito presidente, em 1925, logo após a morte de Friedrich Ebert. Em 1931, Marechal foi reeleito como presidente de Estado. 

As expectativas dos alemães eram grandes em relação à administração de Marechal. Porém, o então presidente e seu primeiro chanceler, Franz von Papen, não conseguiram manter os mesmos resultados econômicos dos anos anteriores. Um dos motivos para a queda foi a quebra da Bolsa de Nova York, que ocorreu em 1929 e deixou diversos países em crise. 

Por fim, a crise, consequentemente, fez outros partidos se destacarem, como no caso do partido nazista. Na época, o partido, que mais tarde seria liderado por Adolf Hitler, prometia reerguer a economia e romper com as sanções estabelecidas após a Primeira Guerra, como o Tratado de Versalhes. 

Fim da república

A influência de Adolf Hitler estava cada vez mais maior e, por conta disso, o então presidente da República de Weimar, Hindenburg, nomeou Hitler como chanceler no lugar de Papen, no início dos anos 1930. 

El Confidencial

Em 1934, Marechal von Hindenburg faleceu e Hitler viu na ocasião a oportunidade perfeita para tomar o poder. Portanto, Hitler, além das ações como chanceler, passou a liderar a Alemanha como chefe de Estado. Assim, se tornou chefe das forças armadas, além de estabelecer na Alemanha o totalitarismo do III Reich. 

Com isso, a República de Weimar teve fim, o Partido Nazista se tornou um dos principais polos de poder da Europa, dando início à Segunda Guerra Mundial, que só terminaria em 1945. 

Então, o que achou da matéria? Se gostou, confira também o que é Ludismo e como surgiu o Projeto Manhattan 

Fontes: História do Mundo, Mundo Educação, El País, Toda Matéria e Brasil Escola 

Imagens: La Vanguardia Digital, Brasil Debate, La Vanguardia Digital, El País e

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.