Principal » História » Revolução Cubana, o que foi? Origem, liderança e fim da Emenda Platt

Revolução Cubana, o que foi? Origem, liderança e fim da Emenda Platt

A Revolução Cubana derrubou o governo ditatorial de Fulgêncio Batista, deu fim a Emenda Platt e implantou o regime socialista.

Revolução Cubana, o que foi? Origem, liderança e fim da Emenda Platt

Em meados de 1952, a ditadura de Fulgêncio Batista foi instalada em Cuba por meio de um golpe militar. No entanto, esse governo era extremamente corrupto, perseguia seus opositores e impunha a censura no país. Assim, um movimento guerrilheiro chamado Revolução Cubana surgiu para derrubar Fulgêncio.

A princípio, Fidel Castro foi um dos nomes de liderança dos grupos de ataques que, mais tarde, conseguiram mudanças consideráveis em Cuba. Além disso, o regime socialista foi implantado e a ilha do Caribe se tornou vinculada à União Soviética, tanto de forma política, quanto economicamente.

Dessa forma, vamos aprender um pouco mais sobre a Revolução Cubana, suas causas, lideranças de guerrilhas e consequências. Ademais, os Estados Unidos mantiveram relações com os cubanos, mesmo com ações de sabotagem ao governo, por isso, acabou sendo trocado pelos soviéticos.

Ditadura de Fulgêncio Batista

A independência de Cuba foi conquistada em 1898, mas, antes disso, a Espanha é que comandava a ilha caribenha até o final do século XIX, quando os Estados Unidos entraram em guerra com os espanhóis.

Sobretudo, essa intervenção americana foi crucial para que essa liberdade acontecesse.

Revolução Cubana
O Castendo

Por outro lado, Cuba estava nas mãos dos americanos, visto que essa ajuda custou muito caro. A partir disso, surgiu o tratado da Emenda Platt, o documento estabelecia que os Estados Unidos teria liberdade para intervir em Cuba quando julgasse necessário.

Além disso, as bases americanas seriam desenvolvidas no país e, como resultado, os EUA exploraria carvão à vontade. Nesse meio tempo, o governo de Cuba continuou servindo aos interesses americanos até a metade do século XX.

Na época, quem governava era Fulgêncio Batista, este que ficou conhecido pela corrupção e o golpe militar contra Carlos Prío Socarrás, no dia 10 de março de 1952.

Nesse sentido, Fulgêncio manteve a ditadura militar em Cuba, perseguindo e censurando opositores, ao passo que, governava para atender ao interesses dos EUA.

Assim, a Revolução Cubana foi montada para combater a exploração dos EUA e derrubar Fulgêncio. A partir disso, Fidel Castro surgiu liderando a guerrilha revolucionária, visto que o movimento era totalmente nacionalista.

Revolução Cubana

Antes de tudo, a Revolução Cubana atacou o Quartel de Moncada no dia 26 de julho de 1953. A saber, a guerrilha de Fidel Castro tinha pouco mais de 100 homens. Desse modo, o movimento foi um fiasco, visto que esperavam provocar uma mobilização nacional, o que não aconteceu.

Guerrilheiros
ABC

Além disso, diversos guerrilheiros foram mortos ou presos, como também Fidel Castro foi condenado a 15 anos de prisão. Após dois anos do ocorrido, o governo de Fulgêncio decidiu soltar os presos envolvidos no movimento, entre eles Fidel Castro. Assim, todos ficaram exilados no México, onde organizaram um novo ataque pela Revolução Cubana.

Nesse meio tempo, Fidel conheceu Che Guevara, um revolucionário argentino que adotou a luta dos cubanos. Ao passo que, criaram o Movimento 26 de Julho, uma homenagem ao ataque anterior, que havia fracassado. Contudo, todos os preparativos foram feitos para o retorno à Cuba.

Ao chegar a Cuba de Iate, os revolucionários vindos do México foram duramente atacados pelo exército cubano. Como resultado, foram derrotados novamente. Assim, resolveram se esconder na Sierra Maestra com o objetivo de reorganizar a guerrilha.

Nesse ínterim, os revolucionários lutaram novamente contra os exércitos cubanos e conseguiram apoio da população rural e urbana, entre 1956 e 1959. Dessa forma, a queda de Fulgêncio Batista foi considerada oficial em 1° de janeiro de 1959, quando ele fugiu de Cuba.

O motivo da fuga seria porque havia um desgaste no governo, como também a atuação forte dos guerrilheiros, que incentivou a revolta da população. Posteriormente, o novo governo se estabeleceu com Manuel Urrutia como presidente provisório de Cuba e Fidel Castro como primeiro-ministro.

Consequências da Revolução Cubana

Em contrapartida, os Estados Unidos romperam com a Emenda Platt, visto que as reformas impostas, em 1959, deram fim as relações entre Cuba e os americanos.

Revolução Cubana
Tormento Pabulum

Ainda assim, houve tentativas de sabotagem por parte dos EUA, uma delas foi a Invasão da Baia dos Porcos, em 1961. Isto colocava em evidência a oposição americana frente às medidas tomadas pelo novo governo de Cuba.

Por conseguinte, a ilha caribenha se associou com a União Soviética, esta que era a grande inimiga dos americanos.

Assim, com a tentativa de atingir a economia cubana, os EUA realizaram uma série de medidas em 1960. Do mesmo modo, todas as tentativas foram por água a baixo, resultando no rompimento formal das relações diplomáticas com a Cuba, em 1961.

Em suma, Cuba se aproximou cada vez mais da União Soviética, resultando na adoção do comunismo como ideologia de governo. Por consequência, em 1962, aconteceu a Crise dos Mísseis em Cuba, considerado um dos capítulos mais tensos da Guerra Fria.

Em 1965, Fidel Castro fundou o Partido Comunista Cubano (PCC), além disso, a transformação da Revolução Cubana para o socialismo movimentou o mundo na década de 60. Ao passo que, Che Guevara seguiu sua vida indo para a Bolívia, onde foi assassinando em 1967.

Fidel Castro foi primeiro-ministro de Cuba entre 1959 e 1976. Em seguida, tornou-se presidente do país de 1976 a 2008, sendo sucedido por seu irmão, Raul Castro. Por fim, Fidel faleceu em 2016.

Por fim, o que achou dessa matéria sobre a Revolução Cubana? Aliás, confira essa outra aqui também: Revolução Chinesa – História, antecedentes, conflitos e consequências

Fontes: Brasil Escola, Toda Matéria e História do Mundo

Imagens: Guia do EstudanteO Castendo, ABC e Tormento Pabulum

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.