Principal » História » Salazar – História, carreira política, governo salazarista e como terminou

Salazar – História, carreira política, governo salazarista e como terminou

Salazar foi político, advogado e economista português. Responsável por criar o Estado Novo, período conhecido como salazarismo, em Portugal.

Salazar, quem foi? História, carreira política, Estado Novo e curiosidades

Antônio de Oliveira Salazar ficou conhecido no mundo quando instaurou, em Portugal, o chamada Estado Novo. O período também ficou conhecido como salazarismo. Advogado e professor universitário, Salazar foi presidente do Conselho de Ministro de Portugal por 35 anos.

Durante o período como presidente do Conselho, Salazar foi responsável pela consolidação dos seus ideais. Assim, colocou em prática o salazarismo, dando início ao chamado Estado Novo no país.

Antes mesmo de se tornar presidente do Conselho, Salazar teve os primeiros passos na política ainda em 1921, sendo deputado pelo partido católico. Em seguida, foi nominado Ministro das Finanças.

História de Salazar

Vindo de família simples, Salazar nasceu em 28 de abril de 1889. Seu pai era responsável pela negociação de propriedades na cidade de Vimieiro, Portugal.

Em síntese, o jovem que iniciou os estudos no primário e, ao terminar, deu os primeiros passos no seminário de Viseu decidiu seguir a vida laica. Assim, diferente dos ensinamentos do seminário, Salazar termina o período de estudos sendo laico e não seguindo a vida religiosa.

Salazar - História, carreira política, governo salazarista e como terminou
Salazar governou Portugal por quatro décadas. Fonte: Isto É

Após terminar os estudos no seminário, o jovem inicia o aprendizado de Direito na Universidade de Coimbra. Com a formação adquirida, o jovem começa a escrever diversos artigos inspirados nos ensinamentos de Papa Leão XIII (1810-1903) e nas obras do francês Charles Maurras (1868-1952).

Os escritos eram direcionados à jornais católicos. Além disso, Salazar também ministrava palestras. Tanto na escrita quanto nas palestras, o político defendia o direito dos católicos serem republicanos, além de criticar o socialismo e o parlamentarismo.

Por fim, o governo de Portugal ficou surpreso quando Salazar publicou artigos que demonstravam a realidade econômica do país. Assim, os artigos começaram a ser publicados quando o político foi aprovado como docente na Universidade de Coimbra. Logo, Salazar foi aceito como professor de Economia.

O início na política

Salazar foi nomeado deputado do partido católico em 1921. Porém, após assistir à uma sessão do parlamento, ele volta à Coimbra depois de três dias. Como professor de Economia, passa a escrever artigos para jornais e começa a ministrar palestras. Por conta disso, é nomeado como Ministro das Finanças, em 1926.  Entretanto, por conta de exigências que ele ainda não possuía, permaneceu no cargo por apenas cinco dias.

Salazar - História, carreira política, governo salazarista e como terminou
Salazar se reunindo com Francisco Franco, líder espanhol. Fonte: Folha de São Paulo

Porém, em 1928, à convite do presidente Oscar Carmona, Salazar volta ao cargo de Ministro das Finanças. Assim, fica responsável por elaborar os orçamentos dos ministérios do governo do atual presidente.

Com as experiências adquiridas na política, Salazar funda, em 1930, seu próprio partido. Dessa forma, denominado União Nacional, o partido foi o único aceito durante o salazarismo. Visto isso, a forma de governo adotada passa a incomodar de forma que os ideais eram guiados com base no governo militar e civil.

Governo salazarista

O salazarismo era adepto de ideias que eliminavam qualquer diálogo sobre parlamentarismo, liberais e comunismo. Assim, era um governo pautado em práticas autoritárias, com indícios do fascismo e catolicismo social.

Visto isso, o partido União Nacional era o único permitido durante o governo. Deste modo, greves e atos de protestos estavam estritamente proibidos. Além disso, o período foi regido pela Constituição de 1933, além de uma Assembleia Nacional e pela Câmara Corporativa.

Salazar - História, carreira política, governo salazarista e como terminou
Estado Novo foi um dos mais longos regimes autoritários da Europa. Fonte: Ncultura

O período de governo liderado por Salazar foi denominado salazarismo por conta da centralização do poder no líder e não no partido. Enquanto isso, governos como o de Hitler e Mussolini mantinham suas forças centralizadas em partidos.

Uma das características do governo salazarista era a censura aos meios de comunicação. Além disso, a liberdade de expressão também foi diminuída junto aos direitos civis. Assim, para que a ordem fosse cumprida, o governo criou a Polícia de Vigilância e de Defesa do Estado (PVDE), em 1933.

Entretanto, a organização mudou de nome em 1945, passando a se chamar Polícia Internacional de Defesa do Estado (PIDE). Com isso, os civis que desobedecem as regras podiam ser presos e condenados à seis meses de prisão.

Principais características do salazarismo

Alguns historiadores acreditam que as ideias defendidas durante o governo salazarista tenham sido influenciadas pelo fascismo. Entretanto, pesquisadores ainda não afirmam se o governo de Salazar realmente foi fascista ou não.

Salazar - História, carreira política, governo salazarista e como terminou
Fonte: Sputniknews

Logo, dentre as principais características do salazarismo estão:

  • Corporativismo: o Estado é o principal meio de comunicação entre patrões e empregados.
  • Perseguição aos partidos políticos e aos opositores: somente o partido do governo (União Nacional) tinha autorização para funcionar durante o governo salazarista.
  • Concentração de poder: o poder político em Portugal concentrava-se nas mãos do líder.
  • Censura: os meios de comunicação foram censurados e podiam transmitir apenas conteúdos que favoreciam o governo.
  • Anticomunismo: ideais comunistas eram fortemente combatidos.
  • Nacionalismo e colonialismo: o governo defendeu e lutou pela manutenção do império colonialista português.
  • Defesa de ideais conservadores sob o lema ” Deus , pátria, família”.

Economia e política exterior

Durante o governo salazarista alguns setores da economia cresceram. Dessa forma, o turismo se beneficiou devido às praias que atraiam diversos europeus. Além disso, o governo aderiu à férias subsidiadas aos funcionários. Assim, por liberação do Estado, os funcionários podiam viajar.

Salazar - História, carreira política, governo salazarista e como terminou
Revolução dos Cravos, movimento que colocou fim à ditadura portuguesa. Fonte: Causa Operária

A vida no meio rural era a forma de vida defendida pelo Estado. Entretanto, devido a Revolução Industrial, as famílias começaram a procurar oportunidades nos centros urbanos. Assim, nos anos 60, Portugal alcançou níveis de crescimento de 7% ao ano.

Em relação à política externa, o governo salazarista defendia medidas para livrar o país de acordos com países que defendiam o liberalismo. Além disso, Salazar cuidava para que não houvesse interferência de outros países nas tomadas de decisões internas.

Como acabou?

O regime que já passava por diversas crises econômicas começa, também, a se envolver em guerras coloniais. Além disso, Portugal era um país atrasado em relação aos de mais países europeus. Isso porque, Salazar adotava medidas rígidas em acordos externos e a economia do país permaneceu estagnada.

Por conta disso, as colônias de Portugal na África e na Ásia começaram a arquitetar formas de se tornar independentes. Assim, as guerras coloniais tinham o intuito de barrar a independência dessas colônias. Dessa maneira, as crises econômicas se intensificaram ainda mais devido a insatisfação por conta das guerras.

Salazar - História, carreira política, governo salazarista e como terminou
Salazar já debilitado pela idade. Fonte: Observador

Salazar foi substituído por Marcello Caetano no comando de Portugal. Isso porque, o ditador português estava fraco devido a idade. Por fim, Salazar faleceu, aos 81 anos de idade, em 1970.

Durante o período comandado por Caetano, os portugueses se revoltaram contra as ações salazarista que o governo ainda mantinha. Assim, em 1974, o então comandante de Portugal sofre um golpe denominado Revolução dos Cravos. Logo, a democracia foi estabelecida no país.

O que achou da matéria? Aproveita que já está aqui e confere quem foi o que foi o Partido dos Panteras Negras.

Fontes: Toda Matéria, História do Mundo e RTP Ensina

Fonte imagem destaque: Notícias ao Minuto

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.