História

Simbolismo: O que é, contexto, características, principais autores e obras

Em resumo, o Simbolismo foi um importante movimento literário do final do século. Ele foi iniciado na metade do século XIX a fim de ser uma resposta à tendência intelectual de matriz positivista e ao cientificismo.

Continue lendo após a publicidade

Em resumo, o Simbolismo foi um importante movimento literário do final do século. Primordialmente ele foi iniciado na metade do século XIX, a fim de ser uma resposta à tendência intelectual de matriz positivista e ao cientificismo.

Principalmente nessa época, ela foi representada pela busca do resgate de alguns valores do Romantismo, que como resultado acabaram sendo esquecidos pelo Realismo.

Primeiramente, a ideia principal que rondava era de que não apenas a arte mas também a literatura não deveriam ser retratadas apenas sob o ponto de vista da realidade. A saber, Baudelaire, Camilo Pessanha, Cruz e Souza foram alguns dos autores que reproduziram tal estética.

Aliás, assim como o parnasianismo, o simbolismo tem sua origem na França e seu principal poeta foi Mallarmè. Como resultado, as obras desse movimento literário transmitem emoções, pessimismos e imprecisões. Todavia mesmo na França, onde se originou, o simbolismo foi um movimento curto e conturbado.

Continue lendo após a publicidade

Características do simbolismo

Meisterdrucke

Eventualmente ao contrário dos parnasianos que reguardavam o rigor formal do verso, os simbolistas inesperadamente buscavam uma poesia voltada a efeitos sonoros, até com certa musicalidade. Por isso, figuras de linguagem eram comuns. Certamente os poetas simbolistas rejeitavam o rigor e a disciplina parnasiana.

Ademais, algumas das principais características da linguagem simbolista são:

  • Subjetivismo;
  • Misticismo, religiosidade;
  • Pessimismo, dor de existir;
  • Uso de figuras de linguagem;
  • Antimaterialismo e anti-racionalismo;
  • Retomada de elementos do Romantismo;
  • Transcendentalismo;
  • Interesse pelas zonas profundas da mente humana e pela loucura;
  • Cultivo de formas fixas para o poema, especialmente do soneto;
  • Linguagem simbólica, sugestiva.

Simbolismo em Portugal

A princípio a publicação da obra Oaristos (1890), de Eugênio de Castro foi certamente o marco do simbolismo lusitano e surge num momento de crise política e econômica em Portugal. Apesar de ser bastante criticado, Eugênio se tornou um dos maiores nomes do Movimento Simbolista de Portugal.

Eugênio de Castro

Simbolismo - O que é, características, principais autores e obras
Escritor Eugênio – Fonte: clubepatrimoniogeniosdecastro

Inegavelmente, Eugênio de Castro foi pioneiro no Movimento do Simbolismo em Portugal. Todavia as suas maiores obras foram: Cristalizações da morte e Horas tristes.

Continue lendo após a publicidade

Em suma, o movimento Simbolismo em Portugal inegavelmente está intimamente relacionado com o momento de depressão que dominava aquela época. Afinal naquele momento haviam crises tanto da monarquia como também crises econômicas.

Todavia, leia agora uma poesia de Eugênio:

Um Sonho 

Na messe, que enlouquece, estremece a quermesse…

Continue lendo após a publicidade

O sol, o celestial girassol, esmorece…

E as cantilenas de serenos sons amenos

Fogem fluidas, fluindo à fina flor dos fenos…

As estrelas em seus halos

Continue lendo após a publicidade

Brilham com brilhos sinistros…

Cornamusas e crotalos,

Cítolas, cítaras, sistros,

Soam suaves, sonolentos,

Continue lendo após a publicidade

Sonolentos e suaves,

Em suaves,

Suaves, lentos lamentos

De acentos

Continue lendo após a publicidade

Graves,

Suaves… (…)

Camilo Pessanha

Simbolismo - O que é, características, principais autores e obras
Camilo Pessanha – Fonte: blogdocastorp

Igualmente, Camilo Pessanha também foi bem influente no movimento, pois foi considerado por muitos o escritor que escreveu os melhores conjuntos de poemas do simbolismo.

A saber, exerceu até uma grande influência na geração de Orfeu do Modernismo. Acima de tudo, sua principal obra foi conhecida como Clepsidra.

Continue lendo após a publicidade

Da mesma forma, leia Caminho, do autor Camilo Pessanha:

Caminho 

Tenho sonhos cruéis; n’alma doente

Sinto um vago receio prematuro.

Continue lendo após a publicidade

Vou a medo na aresta do futuro,

Embebido em saudades do presente…

Saudades desta dor que em vão procuro

Do peito afugentar bem rudemente,

Continue lendo após a publicidade

Devendo, ao desmaiar sobre o poente,

Cobrir-me o coração dum véu escuro!…

Porque a dor, esta falta d’harmonia,

Toda a luz desgrenhada que alumia

Continue lendo após a publicidade

As almas doidamente, o céu d’agora,

Sem ela o coração é quase nada:

Um sol onde expirasse a madrugada,

Porque é só madrugada quando chora.

Continue lendo após a publicidade

Simbolismo no Brasil

Cruz e Sousa

Simbolismo - O que é, características, principais autores e obras
Cruz e Sousa – Fonte: jornalggn

Assim como em Portugal, no Brasil também houveram grandes autores como: Cruz e Sousa e Alphonsus de Guimaraens.  Em princípio, o simbolismo no Brasil surgiu em 1893 com a publicação de “Missal” e “Broquéis“, de Cruz e Souza.

Aliás, o movimento do simbolismo no Brasil surgiu como influência para o teatro e as artes plásticas, além da literatura. Como resultado, Cruz e Sousa foi um dos precursores do Movimento do Simbolismo no Brasil. Suas principais obras foram: Broquéis, Faróis e Últimos sonetos.

Leia o soneto A Morte:

A Morte

Continue lendo após a publicidade

Oh! que doce tristeza e que ternura

No olhar ansioso, aflito dos que morrem…

De que âncoras profundas se socorrem

Os que penetram nessa noite escura!

Continue lendo após a publicidade

Da vida aos frios véus da sepultura

Vagos momentos trêmulos decorrem…

E dos olhos as lágrimas escorrem

Como faróis da humana Desventura.

Continue lendo após a publicidade

Descem então aos golfos congelados

Os que na terra vagam suspirando,

Com os velhos corações tantalizados.

Tudo negro e sinistro vai rolando

Continue lendo após a publicidade

Báratro a baixo, aos ecos soluçados

Do vendaval da Morte ondeando, uivando…

Alphonsus de Guimaraens

Simbolismo - O que é, características, principais autores e obras
Alphonsus de Guimaraens – Fonte: oglobo

Inesperadamente Alphonsus de Guimaraens tinha uma característica própria. A saber, em seus textos continham características místicas e envolvimento com a religiosidade católica. Aliás, sua poesia quase toda era voltada acima de tudo para o tema da morte da mulher amada.

Além disso, mesmo que preferisse o verso decassílabo, às vezes ele chegou a explorar outras métricas, particularmente a redondilha maior, de tal forma que fosse terminado em sete sílabas métricas. Em suma, suas principais obras foram: Câmara ardente, Dona Mística e Mendigos.

Continue lendo após a publicidade

Leia Dona Mística:

Dona Mística

Piedosa: o olhar nunca baixou à terra

Fitava o céu, porque era pura e santa …

Continue lendo após a publicidade

Tinha o orgulho fidalgo de uma Infanta

Que entre escudeiros e lacaios erra.

Deusa nenhuma, por mais alta, encerra

Em si, talvez, misericórdia tanta:

Continue lendo após a publicidade

Ainda hoje na minha alma se alevanta

Como uma cruz no cimo de uma serra.

Foi-lhe a vida um eterno mês-de-maio.

Cheio de rezas brancas a Maria,

Continue lendo após a publicidade

Que ela vivera como num desmaio.

Tão branca assim! Fizera-se de cera …

Sorriu-lhe Deus e ela que lhe sorria,

Virgem voltou como do céu descera.

Continue lendo após a publicidade

Enfim, gostou de conhecer mais sobre o Simbolismo? Com toda certeza você vai eventualmente gostar de ler ainda mais sobre o Pré-Modernismo, o que é, características e os autores que brilharam.

Fontes: InfoEscola, BrasilEscola, MundoEducação

Fonte da imagem destaque: EstudoPratico

Imagem: Meisterdrucke

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments