Sovietes, o que eram? Contexto histórico e representação política

Os sovietes eram conselhos políticos formados pelas classes mais populares, que lutavam pela reforma agrária e direitos trabalhistas

O termo sovietes é a tradução russa para “conselho”, em português, isto é, órgão ligado aos trabalhadores e soldados russos que surgiu pela primeira vez durante a Revolução de 1905.

Nesse período, houve a primeira greve geral dos operários, a qual contou com a formação de um comitê central denominado “Conselho dos Deputados Operários”. A função desse conselho era participar dos poderes executivo e legislativo ao mesmo tempo, elegendo seus representantes.

Estes eram formados por operários e soldados eleitos nas fábricas e regimentos militares.

Porém, com o fracasso da Revolução de 1905, o conselho se desfez quando parte dos seus membros fugiu e outros foram exilados na Sibéria. Contudo, a eficácia do projeto foi tamanha que voltou a se reconfigurar, com mais força, em março de 1917.

Contexto histórico

Em março de 1917, diante da renúncia do czar e do grão-duque Miguel, o Parlamento mais uma vez se encontrava em situação de vulnerabilidade, abrindo espaço para o ressurgimento do conselho, agora denominado Conselho dos Deputados Operários e Soldados.

Desse modo, o Comitê da Duma (Parlamento) ou Governo Provisório, chefiado pelo menchevique Kerensky, não conseguiu atender as exigências do povo, expressa no slogan “Paz e Terra”, necessitando do auxílio dos soldados e operários sovietes.

Sovietes: conceito, representação e contexto histórico
Archivos de la Historia

Os principais pedidos consistiam na distribuição de terras entre os camponeses e na saída do país da Primeira Guerra Mundial. Todavia, como o Governo Provisório era composto basicamente pela burguesia e latifundiários, não houve qualquer interesse no cumprimento dessas medidas.

A partir de então, com o apelo de Duma aos Conselhos, passou a existir uma competição entre os detentores dos poderes. De um lado, estava o Governo Provisório (de capitalistas e donos de terras) e do outro os sovietes e membros dos Conselhos, formados por camponeses e soldados.

O poder é dos sovietes

Com o apoio de Lenin, líder do partido bolchevique e de viés comunista, os sovietes tiveram liberdade para alcançar o poder na revolução de 1917.

A partir de então, o Estado Socialista passou a atuar com o lema “Todo poder aos sovietes”, em apoio aos trabalhadores e contra a burguesia.

Sendo assim, o Soviete dos Deputados Operários e Soldados de Petrogrado continha cerca de 1.200 delegados, contando com sessões plenárias a cada duas semanas.

A Verdade

Esses delegados eram proporcionalmente representados de acordo com a quantidade de votantes da cidade. Dessa forma, a votação era no partido e não no candidato. Ademais, eles poderiam ser retirados do cargo a qualquer momento.

Dessa forma, o conselho nomeava um Comitê Executivo Central com 110 membros, de bairros e do centro da cidade, para discutir a administração dos setores urbanos. Esse sistema de governo era extremamente volúvel, uma vez que podia sofrer modificações a depender da vontade popular.

Em resumo, a função principal dos sovietes era defender e consolidar a Revolução. Esse movimento era dominado pela vontade das massas, inclusive no Congresso e em cada uma das seções regionais.

Em outras palavras, eram os interesses revolucionários que motivaram o funcionamento da República socialista e não os interesses particulares dos grupos. A organização desses grupos acabou por impulsionar a adoção de regime socialistas em outros países durante o século XX.

E aí, gostou de saber mais sobre os sovietes e a queda do Governo Provisório? Então, leia também sobre a Revolução Russa.

Fontes: Mundo Educação, Esquerda Net, Folha de São Paulo

Imagens: Medium, A Verdade, Archivos de la Historia.

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.