Biologia

Urodelos, o que são? Classificação, características e curiosidades

Urodelos são anfíbios caracterizados por manterem a cauda após a metamorfose, além disso, eles podem ser tanto aquáticos quanto terrestres.

Continue lendo após a publicidade

Pertencentes ao filo dos cordados, os urodelos são animais que integram a classe dos anfíbios e constituem a ordem dos caudados. Aliás, essa é sua característica mais marcante dentre os demais componentes de sua classe. Enquanto anuros possuem membros adaptados para o salto e perdem sua cauda após a metamorfose, os urodelos não.

Inclusive, o nome urodelo é uma junção de dois termos gregos: “uros” que significa “cauda” e “delos” que significa “visível”. Portanto, o que torna esses animais inconfundíveis com os outros anfíbios é sua causa e seu corpo esguio. Juntamente com os anuros e urodelos, os ápodes ou gimnofionos completam a classe anfíbia.

Sendo assim, os urodelos ou caudados se tratam de salamandras, tritões, sirenídeos e proteus. Logo abaixo você pode conferir mais detalhes sobre essa ordem do reino animal.

Características dos urodelos

Assim como reforçado acima, os urodelos mantêm sua cauda durante a vida. Eles contam com três fases distintas, que variam entre o estado embrionário (ovo), larval (filhote) e adulto. Esse processo é resultado de uma fecundação interna – contrária ao que vemos nos anuros.

Continue lendo após a publicidade
Urodelos são anfíbios esguios, com corpo alongado, quatro patas e cauda

Surpreendentemente, apesar do tipo de reprodução, o macho não conta com um pênis. Sendo assim, ele apenas transfere para o corpo da fêmea uma cápsula com seu esperma. Já no ovo, o embrião se alimenta com substâncias ali existentes e, após a eclosão, eles passam pelo desenvolvimento indireto da fase larval.

Enquanto larvas, os urodelos contam com uma anatomia esguia e longa que conta com causas e notáveis brânquias externas. Em seguida, as larvas passam por um processo de metamorfose e assumem a forma adulta. Após esse processo, muitas espécies perdem as brânquias e adquirem pulmões, pois migram para a terra firme.

Anatomia desses animais

Urodelos, o que são? Classificação, características e curiosidades
Alguns urodelos perdem as brânquias após a metamorfose, outros permanecem com elas

Além do já mencionado corpo esguio, alongado e caudado, os urodelos contam com quatro membros adaptados para caminhar ou nadar. Embora muitas espécies migrem para ambientes terrestres e percam suas brânquias, passando assim a respirar por pulmões e pela própria pele, algumas permanecem aquáticas e mantém suas brânquias.

Ademais, os urodelos contam com uma incrível capacidade de regeneração de membros. Isso significa que caso eles percam a causa ou outra parte do corpo, a mesma será organicamente restaurada. Além disso, esses animais contam com cabeça e olhos pequenos e têm o olfato como sentido primordial, aquele que usam para encontrar alimentos.

Continue lendo após a publicidade

Os urodelos chamam atenção por sua coloração. Muitos deles apresentam cores vibrantes que, no mundo animal, indicam perigo. Apesar de alguns deles realmente contarem com toxinas, a maioria dos anfíbios caudados não produzem toxinas nocivas.

Onde habitam?

Costumam habitar regiões de bosques, onde podem se acomodar sob rochas e troncos

Visto que os urodelos podem ser tanto terrestres quanto aquáticos, é difícil generalizá-los como habitantes de uma região específica. No entanto, eles costumam habitar regiões de bosques, onde podem se acomodar sob rochas e troncos. São majoritariamente encontrados na Europa e na região sudeste e central da Ásia.

Todavia, isso não significa que não existam urodelos em outras áreas do globo. Afinal, espécies dessa ordem também podem ser encontradas nos Estados Unidos, México, América Central, e até mesmo no Brasil, na Floresta Amazônica.

Como eles se alimentam?

Urodelos, o que são? Classificação, características e curiosidades
Sua alimentação é majoritariamente constituída por seres-vivos de menor porte

Os urodelos são carnívoros, portanto, se alimentam de outros seres vivos. Visto que seu olfato é seu sentido principal, eles são atraídos pelo odor dos mesmos. No entanto, apesar de não muito desenvolvida, sua visão auxilia na caça. Apesar de precisarem se alimentar, eles podem passar longos períodos sem buscar comida.

Continue lendo após a publicidade

Isso acontece porque os urodelos não são muito ativos, logo não gastam e precisam repor grandes níveis de energia. Além disso, sempre que há abundância de alimento, eles conseguem armazenar uma reserva que os auxilia na sobrevivência quando a comida é escassa.

Surpreendentemente, até mesmo as larvas dos urodelos são carnívoras. Algumas, inclusive, chegam a se tornar canibais quando se desenvolvem mais rápido que as demais, devorando as larvas menores.

Curiosidades sobre os urodelos

A salamandra gigante é uma exceção entre os urodelos, podendo chegar a um metro e meio de comprimento

Apesar de geralmente não ultrapassem os 50cm de comprimento, há duas espécies de urodelos que chegam aos 1,60m. Denominadas salamandras gigantes, essas espécies habitam o Japão e a China. Ambas integram as 675 espécies de urodelos catalogados, até então.

Visto que são animais caudados e esguios de quatro patas, muitos confundem urodelos com lagartos. No entanto, ao contrário dos últimos, que são répteis, os urodelos não possuem escamas.

Continue lendo após a publicidade

Curiosamente, apesar de contar com uma vasta fauna, aqui no Brasil existe apenas uma espécie de salamandra. Esse urodelo habita a região amazônica e foi cientificamente denominado Bolitoglossa altamazonica.

E então, o que achou dessa matéria? Se gostou, confira também: Anuros, o que são: Classificação, características e importância.

Fontes: Blog do Enem, Toda Biologia, Portal São Francisco.

Imagens: Portal Melhores Amigos, Biologia Net, Infobae, Anfíbios, grinch-rp, Mega Curioso.

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments