Zulus: História, cultura e curiosidades sobre a tribo africana

Os zulus são um povo do sul da África que vive em territórios correspondentes à África do Sul, Lesoto, Suazilândia, Zimbábue e Moçambique.

Os Zulus são povos que vivem onde hoje se encontra a África do Sul, Lesoto, Suazilândia, Zimbábue e Moçambique. Antigamente, mantinham formas de sobrevivência baseadas em guerras.

Lutaram, por exemplo, contra a invasão dos britânicos e dos povos Bôeres, ainda no século XX. Hoje em dia, o poder político dentro da tribo funciona de forma restrita.

Em síntese, o povo Zulu corresponde a um total de 23,4%  da população da África do Sul. Isso significa, aproximadamente, 44,3 milhões de pessoas.

São um grupo hegemônico, falam o isiZulu, idioma mais falado no país depois do inglês. Nos outros países africanos, a população dos Zulus corresponde a um total de 400 mil pessoas.

Um dos costumes cultivados pelos Zulus se refere ao fato dos homens da tribo terem mais de uma mulher. Assim, os homens podem ter quantas mulheres quiserem, desde que possam sustentar cada uma delas.

Além disso, uma das formas de medir a riqueza dos homens é observando a quantidade de vacas que dispõe.

História dos Zulus

Os Zulus foi um clã fundado por Zulu kaNtombhela. Sendo assim, quando Chaka, em 1816, se tornou chefe da tribo, as ordens foram para que o poder se expandisse para outras tribos e clãs. Dessa forma, formou-se o Império Zulu.

Zulus - História, costumes, tradições e curiosidades sobre a tribo africana
Os ingleses precisaram de seis meses para vencer os zulus, no sul da África. Fonte: Aventuras na História

Entretanto, a tribo não tinha um exército, muito menos armas e poderio de guerra. Assim, como líder do clã, Chaka organizou formas de treinar e armar os guerreiros da tribo.

Dentre os armamentos feitos para os combates estavam grandes escudos produzidos a partir de camadas de pele de vaca.

Após treinamentos que incluíam pisar em espinhos, os guerreiros estavam prontos para os enfrentamentos. Desse modo, os Zulus se tornaram rápidos e silenciosos em seus ataques, pegando os inimigos de surpresa.

Contudo, a força adquirida pela tribo não foi suficiente para enfrentar os holandeses e ingleses. Portanto, em 1887, o povo Zulu foi dominado pelos britânicos que invadiram a Zululândia.

Costumes

Um dos costumes mais cultivados pelos Zulus está no fato de terem uma refeição e todas as pessoas comerem no mesmo prato.

O costume simboliza amizade, partilha e reciprocidade entre os povos da tribo. Além disso, o trabalho fica por conta das mulheres que produzem cerveja, artesanato e comida.

Ainda em relação às mulheres, existe uma divisão feita para identificar as virgens, comprometidas e as casadas.

Assim, as mulheres virgens andam com o peito nu, as comprometidas usam uma espécie de top de miçanga. Enquanto isso, as casadas cobrem o corpo com top maior, saia até o joelho e chapéu.

Zulus - História, costumes, tradições e curiosidades sobre a tribo africana
Tanda Wena é uma expressão Zulu, maior tribo da África do Sul, que significa “eu te amo”. Fonte: EHow

Um ponto interessante é que, antes do casamento, o casal se comunica por meio de um colar de miçangas, denominadas “Love Letter”.

Sendo assim, cada miçanga tem uma cor diferente, simbolizando a mensagem que deseja ser passada. Além disso, o ato de se beijar não é praticado pelos Zulus.

Em relação à maneira de se vestir, animais como a cabra e a vaca são usados para fornecer as vestimentas.

Dessa forma, peças de roupas são fabricadas a partir da pele desses animais que, depois de elaboradas, passam a ser finas e confortáveis. Sendo que o chefe usa uma pele de leopardo.

Características culturais

Uma característica cultural dos Zulus, é que uma moça não pode falar alto perto da sua sogra. Além disso, as mulheres casadas usam um penteado específico.

O penteado é feito com cola natural para que o cabelo fique esticado, com uma leve armação de madeira entalhadas. Para que o penteado fique intacto enquanto as mulheres dormem, o pescoço fica apoiado em uma curva de madeira.

As mulheres trabalham muito, já que são as responsáveis pelo artesanato, comida e cerveja. Por outro lado, os homens vivem para a caça e para a guerra.

Arte e religião

A miçanga é um artefato muito usado pelos Zulus. Com elas produzem desde vestimentas, artesanato e até a utilizam como forma de escrita. Dessa forma, as miçangas simbolizam para esse povo o ato de “falar”.

Nesse sentido, as cores representam diferentes significados. Por exemplo, para representar o amor eles usam o branco. Já o vermelho é a inspiração. Por fim, o amarelo representa a saudade.

Zulus - História, costumes, tradições e curiosidades sobre a tribo africana
A roupa tradicional dos Zulus é feita com fibras de palha e algodão, além de peles de animais. Fonte: Afro & África

Em relação à religião, os Zulus acreditavam em vários deuses. Entretanto, eles não tem uma religião específica e não são adeptos do Cristianismo.

Isso porque, eles acreditam que as ideias desenvolvidas dentro da religião são fortemente influenciadas pela política. Hoje em dia, é possível ver o comunismo como a ideologia seguida por eles.

Zulus e a dança

Para a cultura africana, a dança é uma forte representação cultural.

Os povos africanos, em especial os Zulus, usam desse meio artístico na caça, guerras, casamentos, trabalho e em comemorações consideradas mais simples. A dança sempre está presente.

Sendo assim, para os Zulus a dança significa, além de um rito, conquista, alegria e vitória. Além disso, faz parte de cerimônias fúnebres e em exorcismos.

Dessa forma, a dança faz parte de todas as formas de expressão da tribo, sendo, cada uma delas, representação de alguma mensagem.

LEIA MAIS

Quantos países tem a África? Quais são, quantos são, lista, mapa e capitais

Diáspora Africana, o que é? História, continente africano e escravidão

Apartheid: saiba o que foi e como dividiu a África do Sul entre negros e brancos

Mitologia africana: mito da criação, principais deuses e curiosidades

Périplo africano – História, características do comércio e escravidão

Escravidão Africana – contexto, como ocorreu e o destino dos cativos

África Pré-colonial: quais seus impérios, cultura e construções

A história da descolonização da África no século XX

O que foi a Conferência de Berlim e como ela dividiu a África

Fontes: Nota Positiva, Filo Cultural, Revista raçaEnsinar História.

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.