Principal » Filosofia » Catarse – Significado, aplicações em diversos ramos e curiosidade

Catarse – Significado, aplicações em diversos ramos e curiosidade

Na religião, medicina, filosofia e em outras áreas do conhecimento, a catarse está presente, por meio da libertação e purificação do ser.

Muito provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre catarse em algum contexto, certo? No entanto, ela vem acompanhada de diversos sentidos e explicações dependendo da área de conhecimento. Contudo, a palavra catarse vem do grego (kátharsis), que significa purificação, libertação ou purgação. Nesse sentido, era utilizada como libertação do corpo ou da alma de algo ruim, que perturbava ou corrompia o ser.

Embora muito usado com teor filosófico, catarse é também um conceito muito amplo e abrangente, que pode ser encontrado entre os mais variados ramos do conhecimento. Entre eles, as artes, a psicologia, a medicina, a religião entre outros.

Portanto, hoje iremos conhecer um pouco mais sobre o conceito de catarse em diversos campos do conhecimento. Confira.

Catarse na Filosofia

Primeiramente o que é catarse dentro da filosofia. Entre os gregos antigos, Platão e Plotino foram os filósofos que mais abordaram reflexivamente esse conceito.

Sendo assim, para Platão, catarse era a dissociação entre o melhor e o pior, onde o melhor é mantido, e o pior é desprezado. Portanto, ele aborda o tema de duas formas interligadas. Sendo a primeira a libertação do ser em relação aos prazeres e a segunda, a libertação da alma em relação ao corpo.

  • Quanto à purificação em relação aos prazeres, Platão afirma que só é possível alcançar o conhecimento da verdade na medida em que se purifica do contato com o corpo e de tudo o que lhe é próprio. Ou seja, das sensações e dos prazeres.
  • Já a purificação da alma em relação ao corpo acontece como um avanço da purificação em relação aos prazeres. Sendo assim, acontece somente quando a alma está totalmente separada do corpo, ou seja, na morte. Então, é quando o conhecimento puro é possível.

Para Plotino, catarse era especificamente a separação entre a alma e o corpo. Ele, como um seguidor da doutrina platônica, acreditava que as virtudes que purificam a alma de todos os desejos e emoções. Sendo assim, a separação da alma em relação ao corpo, faz com que a alma passe a se dedicar somente a si mesma, não estando mais sobre a influência do corpo.

Catarse segundo Aristóteles

Aristóteles também teve a sua parcela de contribuição para a definição do conceito filosófico de catarse. Para ele, era o teatro que tinha o poder de libertação. Isso, porque quando se deparava com as paixões representadas, conseguia finalmente se libertar delas.

Sendo assim, a tal purgação ou purificação era provocada nas pessoas durante e após a representação de uma tragédia grega. Isso porque todas as emoções transmitidas ali, poderiam purificar a alma do expectador. Nesse sentido, Aristóteles aproxima o conceito de catarse às artes.

Contudo, com o passar do tempo, esse conceito se expandiu e hoje está presente em vários campos do saber. Porém, todos eles derivam da concepção apresentada por Aristóteles.

Catarse no teatro.

Catarse nas Artes

Nas artes, esse conceito é o equivalente à sensação de limpeza, leveza, renovação e purificação que o ser alcança quando entra em contato com uma obra artística. Sendo assim, podemos citar a pintura, a música, o cinema, o teatro, a dança entre outras formas de expressão artística.

Em outras palavras, o catarse nas artes é o mesmo que a libertação da tensão emocional. Ou seja, é por meio de fortes emoções que surge o sentimento de alívio.

Álbum de música Catarse: Lado A, feito por Daniela Araújo.

Catarse na Literatura

A literatura é outra forma de expressão, onde por meio das palavras é capaz de transmitir a sensação de purgação ou purificação da qual estamos falando.

Sendo assim, ao ler ao algum texto literário que provoca no leitor uma grande emoção e reflexão, é possível se encontrar em um processo catártico.

Catarse na Pedagogia

Muito além, o conceito de catarse também é visto no campo da educação e nos processos de aprendizagem. O que faz total sentido, uma vez que o conhecimento é uma forma de libertação.

Sendo assim, o processo catártico dentro da pedagogia acontece quando os alunos absorvem e adquirem conhecimento necessário para agirem como cidadãos. E também uma forma de refletir a respeito das práticas sociais, coletivas e individuais.

Catarse na Religião

Dentro da religião, o conceito se encontra no estado de purgação espiritual, que acontece por meio da confissão, por exemplo.

Sendo assim, as emoções manifestadas dentro de um ritual religioso, são demonstrações da purificação da alma.

Catarse na Psicologia e na Medicina

Já na psicologia, esse conceito está intimamente relacionado com a liberdade e a cura dos traumas, medos e doenças. Nesse sentido, os processos catárticos acontecem quando os pacientes superam um trauma, ou seja, se libertam daquilo que os fazia mal.

Por outro lado, no campo da medicina, catarse é um termo usado para configurar um esvaziamento do intestino.Foi Sigmund Freud, o psicanalista austríaco, quem trouxe esse conceito para a psicanálise, que nesse caso significa quase o mesmo que na psicologia, ou seja, uma cura. Assim,  sendo alcançada através da expressão verbal de experiências traumáticas.

Curiosidade

Se você colocar na busca do seu navegador a palavra catarse, o primeiro resultado não será nem uma explicação filosófica. Isso porque o termo é o nome de um site de crowdfunding muito popular.

Nesse site, as pessoas podem contribuir financeiramente para a concretização de vários projetos de outras pessoas. Pode ser um álbum, um livro, ou qualquer outra coisa.

Catarse – Significado, aplicações em diversos ramos e curiosidade

Enfim, o que você achou desse conceito filosófico? Que tal conhecer mais sobre Complexo de Édipo?

Fontes: Significados, InfoEscola, Toda Matéria

Fonte Imagem Destaque: Z1 Portal

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.