Língua Portuguesa

Conjunções – O que são, como usá-las, tipos e exemplos

Conjunções são termos invariáveis que conectam duas ou mais orações. Além disso, estabelecem relação de complemento ou dependência nas orações

Continue lendo após a publicidade

Quem aí já ficou em dúvida sobre as regras da Língua Portuguesa? São tantas normas, classes gramaticais, diversidade de elementos que se confundir é fácil. Hoje vamos mergulhar nos conhecimentos sobre as conjunções.

Desta maneira, conjunções são palavras que fazem ligação entre duas orações. Assim, são ligações entre orações ou palavras com o intuito de estabelecer precisão e clareza. Logo, as orações estabelecem relações de coordenação ou de subordinação.

Um ponto importante a ser destacado é que não se dividem em gênero e número e são invariações. Assim, podem ligar termos de uma oração ou ligando orações diferentes.

Tipos de conjunções

Em resumo, as conjunções podem ser classificadas como coordenativas e subordinativas, estabelecendo assim relação de coordenação e subordinação. Dessa forma, as orações coordenativas são aquelas em as frases existem de forma independente. Ou seja, fazem sentido completo independente da conjunção.

Continue lendo após a publicidade

Por outro lado, as conjunções subordinadas são aquelas em que as orações não existem de maneira independente. Ou seja, as orações precisam das conjunções para se complementarem e terem sentido completo.

Abaixo você confere, com detalhes, as diferenças entre cada uma delas.

Conjunções coordenativas

Conjunções - O que são, classificação, principais tipos e exemplos
Fonte: Clube do Português

Assim, são classificadas como coordenativas quando essas possuem sentido completo, ou seja, a existência de cada oração é independente.

Dessa modo, podem se dividir em cinco grupos:

Continue lendo após a publicidade

Coordenativas aditivas

São as que possuem ideia de adição à frase. Logo, alguns exemplos são:

  • e;
  • nem;
  • também;
  • bem como;
  • não só…mas também e etc;

Exemplo: Hoje eu não vou à escola e nem à aula de francês.

Coordenativas adversativas

Como o nome sugere, sugerem ideia de oposição. Assim, podemos citar:

  • mas;
  • porém;
  • contudo;
  • todavia;
  • entretanto;
  • no entanto;
  • não obstante;

Exemplo: Eu gosto de escrever, mas nem sempre tenho ideias.

Continue lendo após a publicidade

Coordenativas alternativas

Conjunções - O que são, classificação, principais tipos e exemplos
Exemplo de conjunção alternativa. Fonte: O tal do português

Em resumo, possuem ideia de alternância. Assim, são exemplos:

  • ou;
  • ou…ou;
  • já…já;
  • ora…ora;
  • quer…quer;
  • seja…seja;

Exemplo: Gosto de ir ao parque ou ao cinema.

Coordenativas conclusivas

São as que possuem ideia de conclusão. Logo, os exemplos mais utilizados são:

  • logo;
  • pois;
  • portanto;
  • assim;
  • por isso;
  • por consequência;
  • por conseguinte;

Exemplo: Hoje estou cansada, por isso não vou sair para festa.

Continue lendo após a publicidade

Coordenativas explicativas

Passam a ideia de conclusão dentro de uma oração. Assim, os exemplos mais utilizados são:

  • que;
  • porque;
  • porquanto;
  • pois;
  • isto é;

Exemplo: Não entendi porque você falou baixo.

Conjunções subordinativas

As conjunções subordinativas são aquelas que ligam duas orações que não são independentes.

Conjunções - O que são, classificação, principais tipos e exemplos
Fonte: Mundo Educação

Assim, precisam de uma conjunção para se complementar e ter sentido completo. Dessa maneira, podem se dividir em dez grupos:

Continue lendo após a publicidade

Subordinativas integrantes

São orações que agem como sujeito, objeto direto, objeto indireto e predicativo, além de outros exemplos. Dessa forma, dão o sentido para que a frase se torne completa. Logo, podemos citar como exemplo:

  • que;
  • se.

Exemplo: Espero que eu tire nota boa na prova.

Subordinativas adverbiais causais

Conjunções - O que são, classificação, principais tipos e exemplos
Fonte: Blog Divertudo

Possuem o sentindo de causalidade, apresentando o motivo/causa do acontecimento referente à primeira oração. Logo, podemos citar como exemplo:

  • porque;
  • que;
  • porquanto;
  • visto que;
  • uma vez que
  • já que;
  • pois que;
  • como;

Exemplo: Eu não vou à escola já que a professora cancelou a aula.

Continue lendo após a publicidade

Subordinativas adverbiais consecutivas

São conjunções que estabelecem função de apresentar a consequência do acontecimento da principal oração. Logo, podemos citar:

  • que;
  • tanto que;
  • tão que;
  • tal que;
  • tamanho que;
  • de forma que;
  • de modo que;
  • de sorte que;
  • de tal forma que;

Exemplo: Assisti tantas séries que meus olhos começaram a arder.

Subordinativas adverbiais finais

São as conjunções que apresentam o fim ou o conceito de finalidade referente à oração principal. Assim, os exemplos mais utilizados são:

  • a fim de que;
  • para que;
  • que;

Exemplo: Lavei o carro para que ele ficasse limpo.

Continue lendo após a publicidade

Subordinativas adverbiais temporais

Conjunções - O que são, classificação, principais tipos e exemplos
Exemplo de conjunção subordinativa adverbial temporal. Fonte: Atividades de Português

São aquelas que introduzem sentido de circunstância de tempo em relação à oração principal. Logo, são exemplos:

  • quando;
  • enquanto;
  • agora que;
  • logo que;
  • desde que;
  • assim que;
  • tanto que;
  • apenas;

Exemplo: Quando eu fui ao mercado, estava fechado.

Subordinativas adverbiais condicionais

Apresentam a condição de realização ou não do acontecimento referente à oração principal. Logo, podemos citar:

  • se;
  • caso;
  • desde;
  • salvo se;
  • desde que;
  • exceto se;
  • contando que;

Exemplo: Caso eu termine minhas atividades, poderei assistir ao filme na TV.

Continue lendo após a publicidade

Subordinativas adverbiais concessivas

Apresentam ideia de contraste e contração do acontecimento em relação à oração principal. Assim, os exemplos mais comuns são:

  • embora;
  • conquanto;
  • ainda que;
  • mesmo que;
  • se bem que;
  • posto que;

Exemplo: Ainda que eu tire nota boa na prova, não vou parar de estudar.

Subordinativas adverbiais comparativas

Conjunções - O que são, classificação, principais tipos e exemplos
Fonte: Estudos de Ana Luísa

São aquelas que apresentam sentido de comparação em relação ao acontecimento da oração principal. Logo, podemos citar como exemplo:

  • como;
  • assim como;
  • tal;
  • qual;
  • tanto como;
  • do que;

Exemplo: Minha irmã é melhor em matemática do que eu.

Continue lendo após a publicidade

Subordinativas adverbiais conformativas

São aquelas que apresentam relação de conformidade com o acontecimento da oração principal. Assim, os exemplos são:

  • conforme;
  • como;
  • consoante;
  • segundo;

Exemplo: Segundo a minha mãe, minha comida favorita é bolo de cenoura.

Subordinativas adverbiais proporcionais

Conjunções - O que são, classificação, principais tipos e exemplos
Fonte: Centro de Mídias

São aquelas que apresentam ideia de proporcionalidade em relação ao acontecimento da oração principal.

  • à proporção que;
  • à medida que;
  • ao passo que;
  • quanto mais… mais;

Exemplo: À medida que eu ficava doente, meus  amigos se afastavam.

Continue lendo após a publicidade

Conjunções e locuções conjuntivas

São classificadas como locuções conjuntivas aquelas em que duas ou mais palavras se juntam e formam sentido de conjunção. Assim, as locuções conjuntivas estabelecem sentido de ligação nas orações.

Todavia, um detalhe a ser lembrado é que grande parte das locações conjuntivas terminam em que. Assim, os exemplos mais utilizados são:

  • visto que;
  • dado que;
  • posto que;
  • sem que;
  • até que;
  • antes que;
  • já que;
  • desde que;
  • ainda que;
  • por mais que;
  • à medida que;
  • à proporção que;
  • logo que;
  • a fim de que;
  • se bem que;
  • contanto que;

A Língua Portuguesa é surpreendente, não é? Se gosta de aprender sobre o português, confere essas outras matérias sobre Morfologia, o que é? – Estrutura, formação e classificação das palavras e Aonde e onde – Entenda a diferença, situação em que usar e exemplos.

Fontes: Norma Culta, Toda Matéria, Português

Continue lendo após a publicidade

Fonte imagem destaque: The school run

Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments