Anglicanismo: história da religião criada por Henrique VIII

O Anglicanismo foi criado pelo Rei da Inglaterra Henrique VIII, no século XVI. Isso porque, o Rei estava insatisfeito com algumas decisões tomadas pela Igreja Católica.

O anglicanismo foi criado pelo Rei da Inglaterra Henrique VIII, no século XVI. Isso porque o Rei estava insatisfeito com algumas decisões tomadas pela Igreja Católica.

Dessa forma, o anglicanismo fez parte do movimento reformista, que confrontava a Igreja Católica e que ficou  conhecido como Reforma Protestante.

Portanto, o anglicanismo é uma doutrina protestante, vertente do Cristianismo, criada pelo Rei Henrique VII por causa da sua insatisfação com a Igreja Católica.

Origem do anglicanismo

O anglicanismo foi criado em 1534 pelo Rei da Inglaterra Henrique VIII. O rei decidiu separar a Igreja da Inglaterra da Igreja Católica pois estava insatisfeito com algumas decisões da Igreja Católica.

Em resumo, as desavenças começaram quando o papa negou uma solicitação do rei.

Basicamente, o rei tinha pedido a anulação do seu casamento, já que ele estava com problemas com Catarina Aragão.

No entanto, o tio de Cataria estava auxiliando o sacerdote contra a crescente atuação dos luteranos no Sacro Império Romano Germânico.

Revoltado ao ver o seu pedido negado pelo papa Clemente VII, o rei obrigou o Parlamento britânico a instalar várias leis que fizessem com que a Igreja fosse submissa ao Estado.

Sendo assim, em 1534 o rei obrigou, por meio do Ato de Supremacia, que a Igreja Anglicana fosse criada. Por meio dela, ele sobrepôs o poder do Estado ao da Igreja.

Além disso, ele decidiu apreender várias propriedades da Inglaterra que estavam em posse da Igreja. O resultado disso foi que os nobres passaram a ter uma maior influência política.

Dessa forma, o rei passou a ter poder na nomeação dos cargos eclesiásticos. No fim das contas, o rei se tornou o principal representante religioso.

Reforma protestante

A Reforma Protestante foi um movimento que rompia as relações com a Igreja Católica. Desse modo, surgiram doutrinas que tinham características diferentes entre si.

Sendo que a 1ª doutrina protestante surgiu na Alemanha, em 1517. Essa doutrina é conhecida como Luteranismo, já que o seu precursor foi Martinho Lutero.

Em síntese, Martinho Lutero era um monge católico que discordava de várias práticas da Igreja Católica. Por exemplo, ele era contra o pagamento das indulgências em desagravo dos pecados cometidos pelas pessoas.

Sendo assim, o intuito de Lutero era reformar a igreja e não dividi-la. Logo, ele contestou vários pontos da doutrina cristã e os tornou públicos ao pregar um manifesto na porta da igreja de Wittemberg, na Alemanha.

Esse manifesto conhecido como 95 teses, propiciou a divisão da igreja. Além disso, o papa Leão X excomungou Lutero.

Posteriormente, surgiu o Calvinismo na França. Essa doutrina teve início com João Calvino, que em 1533 se converteu ao protestantismo e passou a defender essa doutrina.

Por fim, surgiu o anglicanismo, na Inglaterra. Neste caso, a doutrina foi criada por causa das desavenças entre o Rei Henrique VIII e o papa Clemente VII.

Diferenças entre o catolicismo e o anglicanismo

A Igreja Anglicana e a Católica se assemelham em relação às crenças, doutrinas e dogmas.

Por exemplo, os anglicanos também acreditam nas palavras da Bíblia e praticam os sacramentos da Eucaristia e do Batismo. 

Mas elas têm algumas diferenças. Por exemplo, os anglicanos não aceitam as imagens e não reconhecem a autoridade papal.

Igreja Anglicana e o Rei Henrique VIII

Desde cedo, Henrique VII já tinha muitas responsabilidades. Sendo que seus pais eram o Rei Henrique VII e Isabel Iorque.

Para você ter uma ideia, com apenas 2 anos de idade, Henrique VIII já era o Lorde Guardião dos Cinco Portos e Condestável do Castelo de Dover.

Ele teve seis irmãos, mas apenas três sobreviveram: Arthur, Margarida e Maria. No entanto, em 1502 Arthur morreu aos 15 anos de idade. Sendo que Arthur morreu apenas 20 dias depois de se casar com Catarina.

Como segundo filho, Henrique VIII não estava destinado ao trono. No entanto, com a morte de Arthur, as obrigações passaram para ele. Com isso, Catarina passou a ser sua esposa.

Posteriormente, quando seu pai morreu, ele foi coroado rei com apenas 18 anos de idade. Pouco depois de se casar com Catarina, ela engravidou.

Contudo, alguns meses depois do nascimento, a criança morreu. Quatro meses depois ela engravidou novamente, mas essa criança também não sobreviveu.

Alguns anos depois, Catarina teve um aborto e depois conseguiu dar a luz a Maria. Já em 1518 ela engravidou de outra menina.

Enquanto isso, o rei tinha várias amantes espalhadas pelo reino. Com uma das amantes ele teve um menino. Até então ele só tinha tido filhos com Catarine, mas desejava um menino.

Mesmo não sendo filho de uma relação oficial, o menino chamado Henrique FitzRoy, foi feito Duque de Richmond.

Casamentos do rei Henrique VIII

Depois de 20 anos de casamento, o rei ainda não tinha um herdeiro masculino e a sua relação com Catarina estava ficando difícil.

O rei então se apaixonou por Ana Bolena, irmã de uma das suas amantes. Ana resistiu aos encantos do rei, então ele decidiu pedir a anulação do seu casamento com Catarina, para poder se casar com Ana.

 Com isso, a briga com a Igreja Católica começou, já que o pedido de anulação do casamento foi negado. Sendo assim, Henrique VII se afastou da Igreja Católica e criou o Anglicanismo.

Dessa forma, o Rei conseguiu anular o seu casamento com Catarina Aragão e se casou com Ana Bolena. Ana Bolena ficou como rainha da Inglaterra por três anos.

Juntos eles tiveram Elizabeth I (1533-1603), que muitos anos depois se tornou uma das monarcas mais importantes da Inglaterra. 

No entanto, quando Henrique se cansou de Ana, ele a acusou de adultério e a decapitou em 19 de maio de 1536.

Depois ele se casou com Jane Seymour, que morreu pouco depois do nascimento de seu filho, Eduardo VI.

Três anos depois, com o intuito de criar uma aliança polícia com os príncipes protestantes do norte da Alemanha, Henrique casou-se com Anne de Clèves (1515-1557).

No entanto, o casamento durou menos de um ano. Depois disso, Henrique VIII se casou com Catherine Howard (1521-1542), filha do duque de Norfolk. 

Entretanto, pouco tempo depois ele mandou decapitá-la por sua suposta “imoralidade”. Por fim, o rei também se casou com Catherine Parr (1512-1548), filha de um nobre chamado Thomas Parr.

No Brasil e no Mundo

No começo, o anglicanismo foi difundido pelos países que eram colônias inglesas.

Contudo, a sua propagação não parou por aí e hoje a Igreja Anglicana é a terceira no ranking em número de seguidores cristãos em todo o mundo.

Sendo assim, ela está apenas atrás da Igreja Católica Apostólica Romana e da Igreja Ortodoxa. Sendo que, no total, ela tem cerca de 80 milhões de fiéis.

No Brasil a Igreja Anglicana existe legalmente desde 2009. Em síntese, o responsável pela difusão do anglicanismo no Brasil foi o Tratado de Comércio e Navegação entre Portugal e Inglaterra.

LEIA MAIS

O que foi a Contrarreforma? Origem, causas e consequências

Cisma do Ocidente – História, conflitos e a origem do Antipapa

Império Bizantino – Suas leis, sua cultura e a divisão da Igreja

O que é Teologia: história, ligação com filosofia e abordagens

Você conhece a Igreja do Bacon? Ela já tem mais de 12 mil integrantes

Papa Francisco diz que Big Bang e Teoria da Evolução são compatíveis com a igreja católica

Fontes: Educa mais Brasil e Toda Matéria.

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.