Lenda: o que é, para que serve, características e exemplos

Lenda é uma história oral narrada de geração em geração que contêm fatos reais e irreais produzidos pela imaginação humana.

Você provavelmente já deve ter ouvido histórias ou estórias, principalmente de pessoas mais velhas, e pensado “será que são verdade?”. Algumas são de deixar os cabelos arrepiados, enquanto outras contam com um toque de mistério. Esse tipo de história é chamado de lenda. Cada região do Brasil possui um arsenal delas.

Em síntese, as lendas são narrativas contadas de geração em geração e possuem a característica de se moldar conforme o tempo. Assim, os detalhes vão aumentando, a cultura e a tradição popular entram e tornam as descrições mais caprichadas.

Mas afinal, como surgiram as lendas?

Um pouco de história

Lenda é uma palavra que vem do latim e significa “o que deve ser lido”. Antigamente, o termo era relacionado às histórias de santos. Porém, foram adquirindo características específicas até se tornarem o que são hoje. Assim, as lendas narram sobre a cultura e a tradição popular.

Com isso, cada região do Brasil possui lendas diferentes que contam sobre a história e aspectos singulares da sabedoria popular. Portanto, são relatos que incluem fatos históricos mesclados com fantasia. Além disso, explicam situações que, normalmente, não podem ser explicadas cientificamente.

Lenda, o que é? Definição, características, classificação e exemplos
Saci Pererê, figura conhecida no folclore brasileiro

Dessa forma, são narrativas que viajam com o tempo e adquirem, cada vez mais, detalhes de uma geração. Incluem medos, dúvidas e questões incompreendidas, regadas por muita imaginação. São, além disso, classificadas como folclóricas e urbanas.

Lenda x Mito

Em suma, a lenda e o mito são facilmente confundidos, ou seja, muita gente pensa neles como sinônimos. Porém, as duas nominações possuem significados diferentes, apesar de ambas explicarem situações que a ciência não consegue alcançar.

Dessa forma, quando falamos sobre a origem do mundo e a história dos homens, por exemplo, estamos nos referindo ao mito. Isso porque, são relatos que utilizam da simbologia, de deus e heróis para compor as explicações sobre questões incompreendidas. Além disso, o mito utiliza valores e histórias sagradas para compor a realidade.

Demonstre

Por outro lado, a lenda é uma narrativa fantasiosa passada de geração em geração. Logo, carrega aspectos culturais baseados em fatos históricos e reais com a mistura de fatos produzidos pela imaginação.

Lendas folclóricas

Comemorado no dia 22 de agosto, o folclore brasileiro está presente nas cinco regiões que formam o Brasil. A palavra “folclore” possui etimologia inglesa e significa “conhecimento de um povo”. Dessa forma, as lendas folclóricas são histórias que assumem características específicas de acordo com a cultura e tradição de cada povo.

Dessa forma, de Norte ao Sul do país, é possível encontram uma variedade de lendas caracterizadas pela peculiaridade regional. Na região Norte, por exemplo, são comuns lendas como a do boitatá, da caipora, da curupira, da Iara, do lobisomem, do pirarucu e a famosa lenda do saci pererê.

Em contrapartida, na região Sul, você vai ouvir histórias sobre o negrinho do pastoreiro, da gralha azul, de João de barro e da procissão das almas.

Lendas folclóricas do Curupira e Cuca

A porca dos sete leitões é uma lenda característica da região Sudeste. Por outro lado, no Nordeste, a lenda do vaqueiro misterioso, da cuca e do bicho homem são bem conhecidas. Enquanto isso, na região Centro-Oeste as histórias da mãe do ouro, arranca línguas, pai do mato e da onça da mão torta são bem comuns.

As lendas, de modo geral, não são histórias mentirosas. Porém, ninguém as considera verdades absoluta, justamente pela falta de comprovação. Entretanto, para que os relatos se sustentem ao longo do tempo, eles possuem, no mínimo, um tantinho de realidade.

Lendas urbanas

As lendas urbanas ou contemporâneas, assim como as folclóricas, são relatos fantasiosos transmitidos de geração à geração. Porém, as lendas urbanas são histórias modernas, com um teor de terror. Além disso, explicam acontecimentos sobrenaturais e misteriosos, geralmente, que ocorrem nas cidades.

Dessa maneira, se difere um pouco das lendas folclóricas, mas a narrativa segue o mesmo objetivo. Ou seja, explicar fatos que a ciência não conseguiria. Assim, as lendas urbanas espalham-se pelas regiões do país e caracterizam-se como um folclore moderno.

O Vale

Afinal, quem nunca ouviu sobre a famosa loira do banheiro, não é mesmo? Pois bem, essa é um tipo de lenda conhecida por todo o país. Além disso, a mulher de branco, a missa dos mortos, o homem do saco e o boneco Fofão fazem as pessoas viajarem nos mistérios e no medo.

História pela Brasil

As lendas são uma forma de transmitir cultura e a tradição dos povos. Como resultado disso, algumas delas estendem-se por todas as regiões e despertam mistério e medo nas pessoas. Por fim, confira as lendas brasileiras mais conhecidas:

Região Norte

  • Açaí
  • Bicho-papão
  • Boitatá
  • Boto
  • Caipora
  • Capelobo
  • Cobra Grande (Cobra Honorato)
  • Curupira
  • Iara
  • Lobisomem
  • Lua
  • Mandioca
  • Mapinguari
  • Matinta Perera
  • Muiraquita
  • Mula-Sem-Cabeça
  • Peixe-Boi
  • Pirarucu
  • Saci Pererê
  • Vitória-Régia

Região Nordeste

  • Alamoa
  • Bicho Homem
  • Cabeça de Cuia
  • Cuca
  • Negro d’água
  • Vaqueiro Misterioso

Região Centro-Oeste

  • Arranca Línguas
  • Pai do Mato
  • Onça da Mão torta
  • Mãe-do-Ouro

Região Sul

  • Gralha Azul
  • João-de-barro
  • Negrinho do Pastoreiro
  • Pé-de-Garrafa
  • Procissão das Almas

Região Sudeste

  •   Porca dos Sete Leitões

Curiosidades

  • Entre o final do século XIX e início do século XX, folcloristas franceses elaboraram a pesquisa etnográfica sobre as narrativas populares. Dessa forma, contos e lendas passaram a ser estudados pela antropologia;
  • Mesmo que considerem-se as lendas folclóricas brasileiras como algo tradicional, vale ressaltar que a colonização cultural modificou muitos detalhes nas mesmas;
  • Embora seja tida como uma narrativa fantasiosa, a lenda sempre trás um fundo de verdade e apresenta uma origem histórica.

E então, o que achou da matéria? Pois bem, se gostou, confira também o que são Símbolos Nacionais e como são caracterizadas as Constelações.

Fontes: Escola Educação, Só História, Toda Matéria e Só História 

Bibliografia:

  • RENARD, J.-B. (2008). Um gênero comunicacional: os boatos e as lendas urbanas. Revista FAMECOS14(32), 97-104. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2007.32.3421
  • COELHO, Maria do Carmo Pereira. AS NARRAÇÕES DA CULTURA INDÍGENA DA AMAZÔNIA: lendas e histórias. 223 f. Tese (Doutorado) – Curso de Linguística, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2003. Disponível em: https://url.gratis/XbZxW0.
  • PUCCINELLI ORLANDI, E. (2015). Once upon a time there were bodies and legends: versions, transformations, memory. RiCOGNIZIONI. Rivista Di Lingue E Letterature Straniere E Culture Moderne2(4), 235-245. https://doi.org/10.13135/2384-8987/1105

Imagens: Educação e TransformaçãoNDmais, Demonstre, O Vale

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.