Artes

O que é pintura? Técnicas, tintas, suportes e história

Para sabermos o que é pintura é preciso ter em mente que o conceito de pintura é muito amplo, envolvendo a arte, cultura, história.

Continue lendo após a publicidade

Para sabermos o que é pintura é preciso ter em mente que o conceito de pintura é muito amplo. Portanto, envolve a arte e cultura em suas variadas épocas e civilizações.

Porém, pode também não envolver só arte. Assim, pode ser aplicado para pintura em  obras imobiliárias, automóveis artesanatos e muitas outras atividades humanas com pintura.

Contudo, para toda atividade humana em torno da pintura é exigido no mínimo uma técnica. Neste sentido, ela é a técnica de aplicação de um pigmento que pode possuir formas pastosa, líquida ou em pó. A aplicação pode ser feita em uma superfície, atribuindo-lhe cores e matizes e aperfeiçoando com texturas e tons.

O que é pintura?

Tanto quanto o conceito de pintura, os objetivos e técnicas são infinitos. No entanto, podemos afirmar que os objetivos estão intrinsecamente relacionados com a técnica a ser aplicada.

Continue lendo após a publicidade
O que é pintura? técnicas, tintas, suportes e história
Pinterest

O material da superfície a ser pintada também se relaciona com a técnica a ser utilizada. Pois, cada material demanda certo tipo de técnica.

Neste sentido, a pintura enquanto ação artística se configura como um diálogo dos materiais com o artista. Assim, ele vai descobrindo um caminho por meio de vários materiais.

As técnicas também foram sendo consolidadas ao longo do tempo, desde as pinturas rupestres até nossos dias. Neste sentido, podemos definir que a  pintura é um amplo conceito em que o artista expressa, por meio de várias técnicas, os seus sentimentos espirituais.

Pintura no período paleolítico

As pinturas pré-históricas estão espalhadas pelo mundo, em paredes de cavernas. Contudo, a função dessa arte primitiva é ainda muito discutida.

Continue lendo após a publicidade

Alguns estudiosos, arqueólogos, antropólogos e paleontólogos, construíram hipóteses sobre as pinturas serem utilizadas ritualmente para a caça, ou estabelecimento de contato com algumas divindades míticas.

A propósito, são marcantes os exemplos que foram descobertos, nas cavernas de Altamira (Espanha), Lascaux (França), Escoural (Portugal) e no Parque nacional da Capivara (Brasil).

Basicamente, essas pinturas eram feitas com pigmentos retirados de argila e água. O acesso para estas cavernas em algumas delas era muito estreito. Isso configura, a intenção ritualística, pois as imagens eram guardadas em um espaço sagrado que nem todos poderiam entrar.

A pintura a óleo

Basicamente, todo tipo de pintura é composto por pigmento e aglutinante. Contudo, a tinta a óleo, na sua primeira utilização, consistia na aglutinação de pigmentos de cor e um óleo vegetal, o que já se vê em pinturas indianas.

Continue lendo após a publicidade

A partir do século XII, a tinta a óleo foi utilizada sobre madeira. Depois de dois séculos, sobre a tela como superfície de suporte.

O que é pintura? técnicas, tintas, suportes e história
Toda Matéria

Portanto, os retábulos da Idade Média que eram compostos de histórias e figuras bíblicas, eram pintados com tinta a óleo.

Porém, nas épocas posteriores, a sua utilização foi tecnicamente melhorada, tanto na execução dos artistas como também na fabricação das tintas. Contudo, vale lembrar que muitas vezes os artistas eram os próprios produtores de tinta.

Origem da tinta a óleo

Artistas de grande renome utilizaram a pintura a óleo no decorrer da história da arte. Leonardo da Vince, Picasso, Botticelli entre muitos outros.

Continue lendo após a publicidade

Esta técnica pictórica foi, e ainda é, muito utilizada. Portanto, essa técnica também é considerada como uma das mais tradicionais. A sua origem é anterior à arte europeia.

Isto deve-se ao fato de ser muito utilizada no oriente, China, Índia, e em pinturas budistas do século V e X.

A propósito, vale lembrar que essa técnica também era usada no Afeganistão no século VIII. Neste período, a mistura era feita a base de nozes e sementes de plantas. Logo, a técnica ganhou notoriedade no meio artístico europeu a partir do século XV.

A partir dessa época, os artistas fabricavam suas tintas com vernizes, seladores, pigmentos etc. Contudo, hoje a tinta é fabricada por meio da mistura do pigmento com um óleo, como o de linhaça e do processo de moagem.

Continue lendo após a publicidade

A pintura em aquarela

Esta pintura começou a ser usada no século XVIII, na Inglaterra. Basicamente, a tinta é composta de pigmentos de textura muito fina e solução de goma. Sendo assim, é um tipo de pintura, utilizada mais especificamente no papel.

O que é pintura? técnicas, tintas, suportes e história
Meisterdrucke

A propósito, hoje há vários tipos de papéis, com gramaturas (espessura) diferentes, quanto a sua textura eles se dividem em grana fina (menos textura) ou grana alta (mais textura).

Contudo, os papeis que têm mais porcentagem de algodão na sua fabricação, são os melhores e mais caros. Neste sentido, o algodão possui maior  absorção, o que melhora os resultados estéticos. Vale lembrar que a característica básica dessa técnica de pintura é a transparência das cores.

O nome dessa técnica de pintura é relacionado à água, pois a tinta é diluída em água. Portanto, com menor ou maior quantidade de água se consegue maior transparência e opacidade.

Continue lendo após a publicidade

A propósito, com relação às tonalidades das aquarelas, os tons claros se destacam primeiro e os escuros depois.

Artistas e a aquarela

Albrecht Durer (1471-1528), foi um grande artista do final da idade média que utilizou a aquarela. Oriundo da Noruega, foi considerado o mais famoso artista do renascimento nórdico. Portanto, ele utilizou a técnica da aquarela em pinturas populares como a obra Feldhaus (lebre) de 1502.

A propósito, o material usado nessa técnica era prático e portátil, e muitos artistas podiam elaborar sua arte ao ar livre.

Neste sentido, ela foi muito utilizada em todas as épocas tanto para trabalhos preliminares e estudos de obras que seriam consolidadas posteriormente. Contudo, foi  também um material decisivo em obras primas.

Continue lendo após a publicidade

Assim, podemos ver um grande exemplo de inovação artística na aquarela no artista inglês William Turner. Este artista fundamentava seus temas em tempestades, nevoeiros, ventanias e chuvas e transmitia por meio da aquarela uma atmosfera luminosa muito particular.

Outro artista que também utilizou a aquarela em sua trajetória criativa foi o escultor francês Auguste Rodin, que realizou uma série de aquarelas eróticas com grande beleza inventiva.

Arte abstrata

Podemos afirmar que toda arte é abstrata, dentro da questão “o que é pintura”. Isso acontece porque a arte é criação artística  e transformação mágica e todo seu conceito está embasado em um abstracionismo.

Portanto, seus conceitos são elementos abstratos porque não estão somente relacionados ao fenômeno óptico, mas estão conectados com a intenção abstrata do pintor e o modo de recepção abstrato do espectador.

Continue lendo após a publicidade

Contudo, existem artes que carregam na sua intencionalidade a proposta não figurativa. Portanto, nesse viés, a arte abstrata não se relaciona com a figuração como forma de imitação do mundo.

Alguns artistas integrados a essa estética buscam a emancipação da arte em face da arte acadêmica.

Casa Vogue

Neste sentido, buscam na pintura abstrata a liberdade e autonomia artística sem a tutela política e religiosa. Contudo, os primeiros artistas mais representativos desse movimento estético foram: Kandinsky, Piet Mondrian e Paul Klee.

A pintura contemporânea – novos suportes

Vamos perceber que surgiram novos suportes para a pintura, se perguntarmos o que é pintura na atualidade. A propósito, vale lembrar, que o suporte em uma pintura, se resume na superfície em que esta é pintada e exposta.

Continue lendo após a publicidade

Neste sentido, vimos até aqui vários suportes que foram utilizados ao longo da história na arte da pintura. Estes suportes são as paredes das cavernas, madeira, tela (Linho), papel (algodão) e outros que podemos encontrar em várias civilizações, como o corpo, em povos originários.

Porém, na atualidade muitos outros suportes e materiais não imaginados anteriormente entraram para esse rol, como: a imagem digital, o pixel, o polímero e o vídeo. Contudo, vale lembrar, que os suportes antigos ainda continuam a ser usados, o que aconteceu foi uma assimilação de novos suportes.

Pintura e computador

Atualmente as pinturas são feitas com a imagem digital. Como pinturas virtuais, denominadas também como web arte. Além disso, muitos artistas utilizam essa estética para estabelecer conexões entre ciência e arte.

Contudo, um exemplo disso é o artista Georg Nees, acadêmico alemão que foi pioneiro em arte computacional e gráfico generativo. Este artista estudou matemática, física e filosofia, foi consultor do jornal científico semiosis de semiótica e estética.

Continue lendo após a publicidade

Por outro lado, o brasileiro Waldemar Cordeiro antecipa a arte virtual manipulada e transcodificada para a produção artística contemporânea. Neste sentido, ele utiliza a linguagem do computador para programar uma estética concretista.

Grafite

Atualmente, modificou bastante o conceito do que é pintura com o grafite. Essa arte dialoga e interage com o público urbano de uma forma múltipla. Assim, são utilizados muitos elementos, como frases, desenhos e pinturas murais na marcação do espaço urbano.

Cada grafiteiro tem a sua marca com intenção de singularizar o seu perfil, eles utilizam tags e cores intensas para a composição de seu estilo em uma espécie de assinatura.

Pinterest

Contudo, dentre muitos outros, os artistas que começaram e se destacaram nessa pintura, foram Keith Haring em 1970 na cidade de Nova Iorque e posteriormente Jean Michel Basquiat na mesma cidade.

Continue lendo após a publicidade

Por outro lado, existem alguns artistas brasileiros que se destacam no mundo por meio dessa arte como: Speto, Os Gêmeos e Kobra. Material utilizado no grafite: Spray, tinta látex, stencil e pincéis.

Gostou da matéria? Se gostou, leia também, Arte Abstrata – Origem, características, suas vertentes e principais artistas

Fontes: Brasil Escola, Toda Matéria, Cultura Genial

Imagens: DH gate, Pinterest, Toda matéria, Meiterdrucke, Casa Vogue

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments