Geografia

Solo arenoso: o que é, características e como aumentar produtividade

O solo arenoso é pobre em vida animal e vegetal por conta da facilidade com que a água escoa e leva junto os nutrientes essenciais à vida.

Continue lendo após a publicidade

O solo arenoso (ou solo leve) é um dos tipos que existem de solo, entrando em sua maior composição a areia.

Pela facilidade de infiltração da água entre os grãos, há pouco acúmulo de nutrientes, por isso poucas plantas ali sobrevivem. Também os organismos animais sentem dificuldade em se desenvolverem ali.

É um tipo de solo que ocorre bastante na Região Nordeste do Brasil e caracteriza sua paisagem.

Você sabia que no solo arenoso a água escoa rápido e leva os nutrientes?

Continue lendo após a publicidade

Características do solo arenoso

Na composição do solo arenoso entram por volta de 70% de areia e 15% de outros materiais, a exemplo da argila. Apresenta uma textura que é leve e ao mesmo tempo possui granulações, por onde escorre a água.

Inclusive o escoamento de água entre os grãos de areia é uma das dificuldades de sobrevivência nesse tipo de solo. É que, ao escoar assim facilmente, a água leva quase todo sal mineral e empobrece o solo de nutrientes.

Outro fator a ser observado é que, além de escoar água com rapidez, ele seca na mesma velocidade. Bastante presente na Região Nordeste brasileira, nele se desenvolvem algumas espécies de plantas e também micro-organismos.

Observe-se inclusive que o solo arenoso é deficiente em cálcio e apresenta o PH ácido, isso também explica o baixo teor de matéria orgânica.

Continue lendo após a publicidade

Esse solo tem alta possibilidade de erosão, assim pela água como pelo vento, fator que se intensifica na ausência de plantação.

Você sabia que no solo arenoso a água escoa rápido e leva os nutrientes?

A utilização do solo arenoso

No uso para a agricultura, o solo arenoso requer alguns cuidados especiais, a fim de preservá-lo por ser mais sensível. Umas das técnicas de conservação é a estratégia de manejo sustentável.

Deve ser empregado também o sistema de plantio direto, a rotatividade de culturas, a utilização de adubação orgânica e aplicação do revezamento lavoura e pecuária. Isso evita o grande mal desse tipo de solo, que é a erosão.

Continue lendo após a publicidade

A carência de nutrientes pode ser suprida com a aplicação de resíduos vegetais e adubos orgânicos, a exemplo do bagaço de cana e do esterco de gado. Outros minerais que podem ser aplicados é o fósforo e o potássio, que contribuem para sua melhoria.

Deve ser dada atenção, no entanto, ao índice de acidez desse solo, que pode ser controlada com a adição de calcário. Esse mineral estabiliza o PH, deixando-o mais alcalino, o que favorece o cultivo.

Você sabia que no solo arenoso a água escoa rápido e leva os nutrientes?

Cuidados que devem ser tomados

Algumas cautelas dever ser observadas no trato com os solos arenosos. Não se deve construir em terrenos assim próximo aos lençóis freáticos, evitando-se dessa forma rachaduras na estrutura.

Continue lendo após a publicidade

Se for plantar grama, deve-se irrigar levemente mas de forma frequente, o que evita o desperdício de água. Importante igualmente aguardar que a grama sinta necessidade de água, com sinais de ressecamento.

Há inclusive a possibilidade de se manter a umidade no solo arenoso, que é o tratamento realizado com a turfa. Trata-se de material de origem vegetal e que tenha sofrido parcial decomposição, formado por juncos, árvores etc.

Achou interessante saber sobre os solos arenosos? Leia também sobre a constatação de que 20% da superfície da Terra é composta por desertos.

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments