Principal » Geografia » Massas de ar: o que são, tipos, como influenciam o clima

Massas de ar: o que são, tipos, como influenciam o clima

Massas de ar são grandes volumes horizontais de ar que têm características homogêneas de temperatura, umidade e pressão.

massas de ar

As massas de ar são grandes volumes de ar horizontais. Sendo que elas têm características homogêneas de temperatura, umidade e pressão.

Essas massas podem ter origem oceânica ou continental e são formadas em diferentes faixas latitudinais, podendo ser equatoriais, tropicais ou polares. No Brasil, apenas cinco massas influenciam o clima.

Enfim, no texto de hoje você vai conferir:

  • Resumo sobre massas de ar
  • O que são as massas de ar?
  • Tipos de massas de ar
  • Massas de ar no Brasil
  • Como as massas de ar afetam o clima?

Resumo sobre massas de ar

  • As massas de ar consistem em grandes volumes de ar com características homogêneas de pressão, temperatura e umidade.
  • As massas de ar têm origem em extensas superfícies homogêneas. Logo, é dessas superfícies que as massas obtêm suas principais características.
  • O nome da massa de ar depende do seu local de origem. Sendo assim, elas podem ser oceânicas ou continentais. Já em relação a latitude elas podem ser equatoriais, tropicais ou polares.
  • Por fim, o tempo e o clima do Brasil é determinado por cinco massas de ar.

O que são as massas de ar?

Em síntese, as massas de ar são grandes volumes de ar horizontais com características homogêneas em relação à:

  • Temperatura
  • Pressão
  • Umidade

Na prática, essas grandes porções da atmosfera se deslocam pela sua camada mais baixa, chamada de troposfera.

Em relação à sua origem, as massas de ar comumente são formadas sobre extensas superfícies com condições homogêneas de temperatura, pressão e umidade.

O fato das regiões terem condições homogêneas de temperatura, pressão e umidade faz com que o ar paire sobre elas e adquira as mesmas propriedades.

Portanto, as superfícies onde se originam esses corpos são consideravelmente regulares, e são áreas onde a circulação atmosférica ocorre com menor intensidade.

No fim das contas, as massas de ar formadas em certas superfícies têm as mesmas características que elas.

Tipos de massas de ar

As características das massas de ar variam de acordo com a sua região de origem. Sendo assim, é possível categorizar uma massa de ar de acordo com a latitude e a superfície.

Segundo a latitude ou região onde elas surgiram, elas podem ser equatoriais, tropicais ou polares. Por outro lado, de acordo com a superfície sobre a qual foram geradas, elas podem ser oceânicas ou continentais.

Portanto, os tipos são:

1- Equatoriais

As massas de ar equatoriais nascem nas regiões perto da Linha do Equador. De maneira geral, são massas quentes e geralmente estáveis.

Se as massas de ar forem formadas sobre os oceanos e as florestas tropicais, elas possuem muita umidade. Por outro lado, quando formadas em continentes ou áreas desérticas, a umidade é baixa.

Sendo assim, temos as massas equatoriais quentes e secas, de acordo com o local de origem.

2- Tropicais

As massas de ar tropicais são formadas em regiões próximas aos trópicos de Câncer (hemisfério Norte) ou de Capricórnio (hemisfério Sul).

Se as massas forem formadas sobre os oceanos, elas costumam ser quentes e úmidas, como é o caso da Massa Tropical Atlântica (mTa).

Em contrapartida, a Massa Tropical Continental (mTc) também é quente, contudo, ela tem um menor teor de umidade.

3- Polares

Por fim, temos ainda as massas polares. Em resumo, elas se originam nas regiões mais frias da Terra, em latitudes superiores a 50º Norte ou Sul.

Desse modo, se elas forem formadas em superfícies oceânicas, elas são bem frias e úmidas. Mas se forem formadas em superfícies continentais elas são frias e secas.

Massas de ar no Brasil

O Brasil tem a influência de cinco massas de ar. São elas:

1- Massa Equatorial Continental (mEc)

Diferente das outras massas que nascem em superfícies continentais, a Massa Equatorial Continental (mEc) é quente e úmida.

Isso porque ela tem origem sobre a Floresta Amazônica, que tem uma alta taxa de evapotranspiração. Isso aumenta os índices de umidade da porção da atmosfera que está imediatamente acima dela.

Além disso, a umidade derivada dos extensos cursos d’água que formam a bacia Amazônica afeta a massa.

Enfim, essa massa atua durante todo o ano na região Norte do Brasil. Contudo, ela ganha forças no verão e se movimenta para outras regiões.

2- Massa Equatorial Atlântica (mEa)

Essa é uma massa quente e úmida. Ela tem origem sobre as águas do oceano Atlântico. Sendo que a sua atuação ocorre, sobretudo, nos litorais Norte e Nordeste do Brasil, e ela ganha mais força no verão.

3- Massa Tropical Atlântica (mTa)

A Massa Tropical Atlântica (mTa) tem origem sobre o oceano Atlântico. Logo, ela carrega muita umidade.

A mTa atua sobre o litoral do Brasil nos estados das regiões Sul e Sudeste, e chega ainda em parte do Nordeste. Entretanto, a sua intensidade é reduzida no inverno, principalmente na região Sul do país.

4- Massa Tropical Continental (mTc)

Com origem próxima ao Trópico de Capricórnio, essa massa entra no território brasileiro a partir do sudoeste. Ela atua durante todo o ano nas regiões Centro-Oeste e Sul principalmente.

Enfim, essa é uma massa quente e de baixa umidade que acaba perdendo um pouco da sua força no inverno.

5- Massa Polar Atlântica (mPa)

Por fim, temos ainda a Massa Polar Atlântica (mPa), que é a principal massa de ar fria a atuar no Brasil, principalmente no inverno.

Além de ter uma baixa temperatura, essa massa tem altos teores de umidade. Sendo que a sua movimentação resulta na ocorrência de frentes frias em todo o território nacional.

Logo, isso causa a queda de temperaturas e chuvas frontais, que decorrem do encontro de uma massa fria com outra massa quente. Já na região Norte, ela é a responsável pela friagem.

massas de ar

Como as massas de ar afetam o clima?

As massas de ar se deslocam de forma horizontal pela estratosfera. Em outras palavras, as massas não são estacionárias, elas se movimentam.

Logo, elas carregam consigo as características de temperatura, umidade e pressão da região onde elas se originaram.

A movimentação das massas de ar ocorre das áreas de alta pressão atmosférica para as áreas de baixa pressão. Conforme elas se deslocam, as massas de ar afetam as condições de tempo das regiões por onde passam.

Ou seja, parte das suas características é transferida para as condições de tempo das regiões por onde elas passam. Portanto, ao se locomoverem, as massas de ar impactam nas temperaturas e na umidade relativa do ar.

Além disso, a sua movimentação, que inclui a interação entre diferentes massas, também impacta na composição e distribuição espacial dos climas.

Um detalhe importante é que uma massa de ar perde sua força e características, gradativamente, à medida que ela se desloca. Isso causa mudanças na forma de atuação da massa em diferentes regiões.

Leia mais

Enfim, gostou do texto? Então não deixe de conferir também o que é amplitude térmica.

Fonte: Brasil escola.

Escolhidas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.