Literatura

Parnasianismo no Brasil: Origem, ideias e principais influências

O parnasianismo no Brasil foi um estilo literário que focou no retorno aos clássicos, se estruturando de maneira diferente do realismo.

Continue lendo após a publicidade

O parnasianismo no Brasil foi um estilo literário que focou no retorno aos clássicos. Portanto, esse estilo se estruturou de maneira diferente do realismo e do  naturalismo que eram voltados para a crítica de realidade.

Neste sentido, foi um movimento focado na poesia do período clássico. Assim, esse  movimento da literatura brasileira começou por volta de 1880 e se estabeleceu como oposição ao romantismo e ao naturalismo.

Porém, o parnasianismo no Brasil traz todos os ingredientes da poesia clássica: o princípio do belo na arte e a busca do equilíbrio e da perfeição formal. No entanto, na obra de Olavo Bilac, além desses ingredientes, era possível ver traços de sensualidade e patriotismo.

Origem da palavra parnasianismo

Basicamente, o parnasianismo no Brasil apresentou-se como um estilo novo, mas que em sua essência era algo muito antigo. Neste sentido, este estilo não se destacou na Europa. Contudo, teve muita repercussão no Brasil, a partir de 1880.

Continue lendo após a publicidade

Assim, o parnasianismo surgiu depois da revolução romântica que tinha imposto novos valores artísticos e novos parâmetros. Portanto, como uma oposição a outras estéticas, formou-se no Brasil um grupo de poetas com intuito de restaurar a cultura clássica.

Parnasianismo no Brasil: Origem, ideias e principais influências
Poemese

A poesia clássica fora desprezada pelos românticos, diante desse cenário, esses poetas propunham uma poesia objetiva de grande nível vocabular, racionalista, bem-acabada do ponto de vista formal. Portanto, essa poesia deveria estar voltada para temas universais.

A palavra “parnasiano” associa-se ao parnaso grego, que segundo a lenda, era um monte na Fócida na Grécia central. No entanto, esse monte era consagrado a Apolo e às musas. Assim, esse nome revelava claramente a intenção de voltar à cultura clássica.

Neste sentido, acreditava-se que voltando à cultura clássica era possível combater os exageros do romantismo em relação à emoção e fantasia. Além disso, nesse mesmo sentido, podiam adquirir o equilíbrio almejado.

Continue lendo após a publicidade

Porém, toda roupagem clássica não ia além de referências à mitologia e de um esforço de um equilíbrio formal. Assim, o parnasianismo no Brasil, não mostrava um conteúdo consistente. Basicamente, esse conteúdo não passava de um verniz sobre o verdadeiro objetivo de atingir um público consumidor mais letrado.

As ideias do parnasianismo no Brasil

Parnasianismo no Brasil: Origem, ideias e principais influências
Beco das Palavras

As principais ideias parnasianas já vinham sendo difundidas no Brasil desde a década de 1870. Contudo, no final desta década, travou-se uma polêmica literária no jornal Diário do Rio de Janeiro. Assim, essa polêmica reuniu de um lado os adeptos do romantismo e de outro, os adeptos do realismo e do parnasianismo.

A polêmica ficou conhecida como a batalha de parnaso. Apesar de tudo, o saldo dessa polêmica foi positivo para os parnasianos por terem suas ideias amplamente divulgadas nos meios artísticos e intelectuais do país.

A propósito, vale lembrar que a primeira obra realmente parnasiana foi a obra “Fanfarras” (1882), de Teófilo Dias. Entretanto, o movimento foi solidificado pelos seguintes escritores: Alberto de Oliveira, Raimundo Correia, Olavo Bilac, Vicente de Carvalho e Francisca Júlia. Contudo, esse grupo implantou e definiu melhor os contornos de seu projeto estético.

Continue lendo após a publicidade

Olavo Bilac e o parnasianismo no Brasil

Parnasianismo no Brasil: Origem, ideias e principais influências
Queridos para sempre

Olavo Bilac (1865-1918) nasceu no Rio de Janeiro, estudou medicina e direito, mas não concluiu nenhum desses cursos. Além disso, também exerceu atividade de jornalista inspetor escolar. No entanto, colocou boa parte de seus escritos na educação e foi defensor da instrução primária.

Por outro lado, foi também defensor da educação física, e do serviço militar obrigatório. Como era um escritor de grande patriotismo, escreveu a letra do Hino à Bandeira e dedicou-se a temas de caráter nacionalista e histórico.

No entanto, sua primeira obra publicada foi “Poesias” (1888), nessa obra ele revela sua inclinação parnasiana,  isso se comprova também em seu poema “profissão de fé”.

Porém, esse poema possui um grau tão grande de formalismo que nem o próprio Bilac seguiu. Contudo, as obras que mais se destacam de Bilac são; Via láctea, Sarça de Fogo e o Caçador de Esmeraldas e, em parceria com Manoel Bomfim, escreveu “Através do Brasil”, coletânea de textos literários voltados para o público escolar.

Continue lendo após a publicidade

Raimundo Correia e sua pesquisa da linguagem

Parnasianismo no Brasil: Origem, ideias e principais influências
Recanto do Poeta

Raimundo Correia (1860-1911) é um dos poetas que formam a tríade parnasiana, junto com Olavo Bilac e Alberto de Oliveira. Raimundo era de origem maranhense e estudou direito em São Paulo, foi magistrado em vários estados do país.

Basicamente, a sua poesia representa um momento de descontração e investigação em relação ao movimento parnasiano. No entanto, ela é dividida em três fases:

  • Fase romântica: esta fase é representada por “Primeiros Sonhos” (1879), influenciada por Casimiro de Abreu e Fagundes Varela
  •  Parnasiano propriamente dita: Representadas pelas obras “Sinfonia” (1883) e Versos e Versões (1887), marcada pelo pessimismo de Schopenhauer.
  • Pré-simbolista: Nessa fase o pessimismo da condição humana, busca refúgio na metafísica e na religião, enquanto a linguagem apresenta musicalidade e sinestesia.

Alberto de Oliveira (1857-1937)

Parnasianismo no Brasil: Origem, ideias e principais influências
Grupo Escolar

Antônio Mariano Alberto de Oliveira (1857-1937), mais conhecido pelo pseudônimo Alberto Oliveira figura como líder do parnasianismo no Brasil, participou da famosa “Batalha Parnaso” juntamente com Teófilo Dias, Artur Azevedo e Valentim Magalhães.

Pública sob encomenda dos leitores, “Sonetos e poemas” (1895). No entanto, depois de quatro livros publicados é convidado por Machado de Assis para a fundação da academia brasileira de letras em 1897.

Continue lendo após a publicidade

Teófilo Dias (1854-1889)

Parnasianismo no Brasil: Origem, ideias e principais influências
Palavra de Ateop

Foi advogado, jornalista e poeta brasileiro, era sobrinho de Gonçalves Dias e patrono da Academia Brasileira de Letras. Em 1978, participou também da batalha do parnaso contra o romantismo sob a influência de Alberto de Oliveira.

Teófilo foi professor de francês e filosofia e gramática no colégio Aquino. Por outro lado, também exerceu o jornalismo no jornal Província de São Paulo e A República.

Algumas obras suas de maior destaque são: Flores e Amores (1874), Fanfarras (1882), a comédia dos Deuses (1887), Lira dos verdes  anos (1878) etc.

Parnasianismo português

Parnasianismo no Brasil: Origem, ideias e principais influências
Reddit

Baseado no parnasianismo francês, foi esse movimento de Portugal que seguia o lema arte pela arte. Assim, seus maiores representantes foram: João Penha ( 1838-1919), considerado o introdutor desse ideal literário no país.

Continue lendo após a publicidade

Porém, outros escritores também se destacaram como Gonçalves crespo ( 1846-1883), Antônio Feijó ( 1859-1917) e Cesário verde ( 1855-1886)

A propósito, é importante lembrar que a essência do parnasianismo em um aspecto geral é poética. Ele teve sua origem na França e sempre foi oposto aos ideais românticos.

Neste sentido, ele surge em um cenário de profundas transformações na Europa ligado à revolução industrial e os avanços tecnológicos.

Cenário social do parnasianismo no Brasil

Parnasianismo no Brasil: Origem, ideias e principais influências
Históra do mundo

Os movimentos sociais que mais marcaram o surgimento do parnasianismo no Brasil, foram o movimento abolicionista e o republicano.

Continue lendo após a publicidade

Além disso, havia grandes crises internas originadas pelo desgaste da monarquia em decorrência da guerra do Paraguai. Neste sentido, essas crises resultaram na abolição da escravatura e na Proclamação de República.

A revolução industrial também chegou ao Brasil influenciando a estética junto com os ideais republicanos. As noções de objetividade na arte parnasiana se relacionam também com o ideário positivista que estava embasando a Revolução Industrial.

Vale lembrar que a maioria das mudanças sociais, políticas e artísticas brasileiras estavam muito conectadas com o que acontecia na Europa. Portanto, as mudanças sociais como a abolição e proclamação da república também foram influenciadas por interesses externos.

Gostou da matéria? se gostou, leia também, Literatura Brasileira – Definição, história, divisão e principais características

Continue lendo após a publicidade

Fontes: Toda Matéria, Brasil Escola, Educa Mais Brasil, Portugues, Mundo Educação

Imagens: Rtbf, Poemese, Beco das Palavras, Queridos Para Sempre, Recanto do Poeta, Grupo Escolar, Palavra de Ateop, Reddit, História do Mundo

Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments