Biologia

Planárias: tudo sobre as características dos vermes achatados

As planárias são um grupo de vermes achatados do filo platelminte. Além disso elas apresentam o forte poder de regeneração

Continue lendo após a publicidade

Planárias são vermes que pertencem ao filo Platelmintos, que abriga a classe de animais invertebrados. Para identificar uma planária é só verificar a estrutura de seu corpo com dorso achatado. No entanto, esses bichinhos não têm distinção com a cabeça e o restante do seu organismo.

Sua simetria, portanto, é bilateral. O seu tamanho, por outro lado, pode variar de milímetros para centímetros. Esse animal gosta de viver, sobretudo, em lugares úmidos como lagos, córregos e locais com essas características. Sua existência no planeta data de 600 milhões de anos e estende-se até os dias atuais.

Aliás, hoje em dia é possível encontrar planárias habitando corpos de água doce e salgada ao redor do mundo. Em contrapartida, a espécie também conta com indivíduos terrestres que sobrevivem em locais extremamente úmidos, como florestas tropicais. Ademais, logo abaixo é possível conferir outras informações sobre essa espécie de verme.

Regeneração das planárias

Planárias: Tudo sobre esse verme
Fonte: Mega curioso

Sua peculiaridade, a princípio, é a regeneração. Cientistas notaram que uma planária feridas, ou cortada em parte, era capaz de se autorregenerar. Portanto, para efetuar esse milagre, o verme cria outros vermes completos. O machucado é coberto por uma epiderme responsável por fechar o ferimento.

Continue lendo após a publicidade

Após o fechamento do ferimento, um célula blastema compõe, por fim, uma outra camada que consegue diferenciar as parte faltantes e se refazer.

Reprodução do platelminto

Em sua fase adulta, a planária apresenta, no entanto, características hermafroditas, ou seja, masculino e feminino. Por possuírem os dois órgãos reprodutores a sua proliferação se dá de forma sexuada, ou assexuada. Na primeira a copulação acontece com a introdução peniana e na troca genética entre os dois reprodutores.

Os espermas atingem, por fim, os órgãos femininos e os dois vermes adultos devem permanecer intactos durante cerca de 50 minutos. O interessante é que os ovos formados não ficam em seu interior, não há uma gravidez. Quando ambos se soltam os ovinhos são trazidos para o exterior e cada ovo carrega um embrião.

Planárias: Tudo sobre esse verme
Fonte: Só biologia

Ao contrário do modo sexuado, a planária que se reproduz assexuadamente não precisa de uma copulação, ou se espermas masculinos. Ela simplesmente se divide em duas parte e essas duas formações se alto regeneram e se transformam, sobretudo, em uma planária completa.

Continue lendo após a publicidade

Sistema digestório

Planárias: Tudo sobre esse verme
Fonte: Só biologia

Ademais, o sistema digestivos da planária é bem peculiar. Sua boca é localizada no seu ventre e não é uma composição completa. O mesmo lugar que os vermes comem é o local onde liberam as suas fezes. A base da sua alimentação são moluscos, outros vermes da sua espécie, porém mortos, e outros tipos de cadáveres.

Locomoção das planárias

Para que as planárias possam, enfim, se movimentarem elas segregam mucos e mantém o corpo bastante umedecido. Os cílios, sobretudo, são os maiores responsáveis para a locomoção desses vermes. Há, no entanto, algumas planárias que carregam uma estrutura muscular em ondas.

E então, aproveitou a leitura? Pois bem, provavelmente irá gostar da nossa matéria sobre o reino animal, características e classificações da animalia.

Fontes: Qualibio, Só biologia, Colégio web, InfoEscola, Blog Planárias, Cola da web. Brasil Escola, Estratégia Vestibulares.

Continue lendo após a publicidade

Bibliografia:

  • PELLETTIERI, J., Fitzgerald, P., Watanabe, S., Mancuso, J., Green, D.R. and Alvarado, A.S., 2010. Cell death and tissue remodeling in planarian regeneration. Developmental biology338(1), pp.76-85.
  • SHOMRAT, T. and LEVIN, M., 2013. An automated training paradigm reveals long-term memory in planarians and its persistence through head regeneration. Journal of Experimental Biology216(20), pp.3799-3810.
  • TAN, T.C., RAHMAN, R., JABER-HIJAZI, F., FELIX, D.A., CHEN, C., LOUIS, E.J. and ABOOBAKER, A., 2012. Telomere maintenance and telomerase activity are differentially regulated in asexual and sexual worms. Proceedings of the National Academy of Sciences109(11), pp.4209-4214.

Fontes imagens: Só biologia, Mega curioso, Mozaweb.

Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments