Língua Portuguesa

Português de Portugal – Comparações fonéticas e de vocabulário

A Língua Portuguesa falada no Brasil possui algumas diferenças, em comparação com o português de Portugal, na fonética e no vocabulário.

Continue lendo após a publicidade

A Língua Portuguesa que falamos no Brasil possui algumas diferenças se comparada com o português falado em Portugal. Portanto, podemos definir três aspectos em que essas diferenças costumam aparecer: na fonética, no vocabulário e na sintaxe. A diferença fonética do português de Portugal, diz respeito aos sons das palavras e está mais relacionada com a pronúncia.

Basicamente, os brasileiros pronunciam a vogal de forma aberta, enquanto os portugueses a pronunciam de forma fechada. No entanto, essa dificuldade com a pronúncia não costuma ser recíproca. Os portugueses entendem sem nenhuma dificuldade o que nós, brasileiros, falamos.

Contudo, em relação ao português de Portugal, todas as diferenças fazem parte do léxico de ambas as línguas e não podemos esquecer que também existem diferenças dentro de um mesmo país, ou seja, os sotaques e os jargões regionais.

Sendo assim, para entender as diferenças do que é falado no Brasil e em Portugal, é preciso passar primeiro pela história da colonização portuguesa.

Continue lendo após a publicidade

Breve história da Língua Portuguesa no Brasil

Em síntese, a Língua Portuguesa foi trazida ao Brasil assim que os portugueses chegaram às nossas terras, em 1532. Porém, no Brasil, já existiam outros dialetos, falados principalmente pelos povos indígenas que aqui viviam.

Português de Portugal, o que é? Comparações fonéticas e de vocabulário
Pinterest

No contato com os povos nativos se estabeleceu uma relação que se tornou o léxico falado no Brasil. No entanto, esta relação, que se configura no português de Portugal e no Brasil, se deu em quatro períodos.

  • Início da Colonização: Convívio dos portugueses com as línguas indígenas, línguas gerais (tupi, falada pela maioria da população), língua holandesa, o que acabou gerando algumas transformações no vocabulário lusófono.
  • Saída dos Holandeses do Brasil (1654):  aqui começou a relação da língua portuguesa com as línguas gerais indígenas (tupi) e a língua africana dos escravos. Além disso, começou o declínio das línguas gerais (tupi).
  • Vinda da família Real (1808): chegada de 15 mil portugueses, a criação da imprensa no Brasil e a difusão da língua portuguesa. Neste sentido, teve início a unidade da língua portuguesa, adquirindo status de língua do rei e da corte.
  • Proposta do deputado José Clemente: para que os diplomas dos médicos brasileiros fossem redigidos em linguagem brasileira (1827). Todavia, se iniciaram as discussões pautadas no ensino da língua brasileira nas escolas. Ou seja, a utilização de uma gramática da língua nacional. Portanto, aconteceu a sobreposição da língua nacional (do Brasil) sobre a língua oficial (de Portugal).

Diferenças fonéticas do português de Portugal

Basicamente, na comparação do que é falado em Portugal e no Brasil com relação à fonética, apareceram duas variantes. Dessa forma, na primeira variação, que corresponde à velocidade da fala, os brasileiros adotaram um ritmo mais lento. No entanto, as vogais átonas quanto às vogais tônicas se tornaram claramente pronunciadas.

Português de Portugal, o que é? Comparações fonéticas e de vocabulário
Pexels

Contudo, em Portugal, os falantes começaram a eliminar as vogais átonas, pronunciando bem as vogais tônicas. Assim, podemos observar essa diferença em alguns exemplos:

Continue lendo após a publicidade
  • menino – m’nino
  • banana – b’nana
  • pedaço – p’daço

Vocabulário

Quanto ao vocabulário, existem diferenças lexicais, mórficas, e gráficas. Por exemplo:

  • Lexical: cave – porão
  • Mórfica: imanes – imãs; chuto-chute; ficheiro – fichário
  • Gráficas: Turquês – Torquês

Basicamente, a partir destas diferenças, a língua falada em Portugal possui diferentes significados para palavras utilizadas no Brasil e diferentes ordenações dos fonemas. Dessa forma, quando comparamos as duas línguas, percebemos essas variações. Assim, podemos observar essas variações nos seguintes exemplos:

  • Abridor = tira-cápsulas
  • Açougue = talho
  • Aeromoça = hospedeira de bordo
  • Açaime = Focinheira
  • Adepto = Torcedor
  • Babá = ama
  • Balança = Libra
  • Bica = Café Expresso
  • Carteira de identidade = bilhete de identidade
  • desporto = esporte
  • dobrado = dublado
  • faixa de pedestre = passadeira

Diferenças de sintaxe

Basicamente, as diferenças sintáticas entre o português de Portugal e do Brasil resumem-se em: colocações diferentes do pronome oblíquo; diferentes empregos de preposição; variação nas formas nominais do verbo.

Português de Portugal, o que é? Comparações fonéticas e de vocabulário
Pexels

O que podemos ver é a mudança de lugar do pronome. Por exemplo:

Continue lendo após a publicidade
  • Me dá um motivo (Brasil) – Dá-me um motivo (Portugal)
  • Me traga um refrigerante (Brasil)- Traga-me um refrigerante (Portugal)

Exemplos de variação do emprego da preposição. No entanto, ocorre a supressão da consoante “n”

  • Vou na Farmácia (Brasil) – Vou à farmácia (Portugal)
  • Vou na feira hoje (Brasil) –  Vou à feira hoje ( Portugal)

Variação nas formas nominais do verbo (infinitivo por gerúndio). Por exemplo:

  • Estou construindo o muro (Brasil) – Estou a construir o muro ( Portugal)
  • Estou redigindo o planejamento (Brasil) – Estou a redigir o planejamento (Portugal)

Português de Portugal e expressões

A princípio, existem diferentes expressões faladas no Brasil e em Portugal. Portanto, é sempre bom ficar atento para que a comunicação fique clara e não resulte em nenhum mal entendido. Além disso, essas diferentes expressões recaem na priorização de algumas palavras em relação a outras.

Desta forma, os brasileiros costumem dizer “oi”, “tchau”, nas chegadas e despedidas. Porém, o português dirá olá e adeus. Algumas expressões traduzidas para o português de Portugal, por exemplo:

Continue lendo após a publicidade
  • é legal – é fixe
  • fazer nas coxas – em cima do joelho
  • não estar nem aí para algo – estar-se nas tintas
  • horário de pico – hora de ponta
  • ir a algum bar beber algo – ir aos copos
  • está garantido – são favas contadas
  • moça ou moço – alguém que realiza um tipo de trabalho sujo ou de baixa instrução

Então, gostou da matéria? Se gostou veja também, Lusófonos, o que são? Definição, curiosidades e países pertencentes

Fontes: Só PortuguêsEurodicasTurista Profissional  

Imagens: Pexels    Pinterest

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments