História

Você sabia que o Brasil combateu na Primeira Guerra Mundial?

O que poucos sabem é que o Brasil participou ativamente como combatente na Primeira Guerra Mundial, tanto na Europa quanto da Costa Africana.

Continue lendo após a publicidade

Por um Decreto de 26 de outubro de 1917, o Brasil declarou guerra ao Império Alemão, iniciando sua participação na Primeira Guerra Mundial.

Essa decisão brasileira foi tomada porque nossos navios mercantes foram alvejados pelos alemães. E o interessante é que, antes desses incidentes, os dois países mantinham boas relações diplomáticas.

O Brasil enviou para a guerra médicos, soldados, esquadrilha e a esquadra, que foi usada no esforço antissubmarino.

Contexto Histórico

Brasil e Alemanha sempre mantiveram uma boa relação diplomática e comercial. Tanto que o Exército brasileiro enviava soldados para treinamento na Alemanha, da mesma forma que comprava suas armas de fogo. Além disso, a Região Sul estava repleta de imigrantes germânicos que aqui vieram trabalhar.

Continue lendo após a publicidade

Dessa forma, quando começou a Primeira Guerra Mundial (28 de julho de 1914), logo o Brasil se declarou neutro. Essa foi a mesma posição adotada pelos Estados Unidos num momento inicial.

Você sabia que Brasil combateu na Primeira Guerra Mundial?

Mas a cordialidade entre os dois países foi interrompida, inesperadamente, quando submarinos alemães atacaram o navio Paraná e mataram três marinheiros. Esse era o maior vapor da marinha mercante brasileira e estava carregado de café, navegando próximo ao cabo Barfleur, na França.

Foi só a notícia do ataque chegar ao Brasil e começaram as manifestações apoiando a entrada na guerra. Um ministro de origem alemã renunciou, posto que o povo atacou comércios de quem tinha qualquer relação com o Império Alemão.

Continue lendo após a publicidade

O Brasil declara guerra ao Império Alemão

Forçado pela nova realidade, o governo brasileiro rompeu relações diplomáticas com a Tríplice Aliança (Impérios Alemão, Austro-húngaro e Otomano). Era o dia 11 de abril de 1917 e pouco mais de um mês depois outro submarino alemão afundou o navio brasileiro Tijuca.

A resposta do Brasil foi prender 42 navios alemães que se encontravam em portos brasileiros, para garantir futura indenização de guerra.

Você sabia que Brasil combateu na Primeira Guerra Mundial?

Durante o ano de 1917, os ataques a navios mercantes brasileiros não cessavam. Em 26 de maio foi bombardeado o vapor Lapa. Em 18 de outubro, foi a vez do Macau. Nos dias 1 e 3 de novembro, respectivamente, os navios Acari e Guaíba foram torpedeados por um submarino alemão

Continue lendo após a publicidade

Após tantos navios mercantes brasileiros afundados e diante da pressão popular, o Presidente Venceslau Brás declarou Estado de Guerra. Era o dia 26 de outubro de 1917, data em que o Brasil entrou na Primeira Guerra Mundial.

As operações na guerra

Na América do Sul, apenas o Brasil participou da guerra como combatente. Alguns apenas romperam relações diplomáticas com a Tríplice Aliança, enquanto que outros ficaram simplesmente neutros.

O Brasil entrou na guerra ao lado da Tríplice Entente, formado pelo Império Britânico, a França e o Império Russo. Começou abrindo os portos como apoio militar e depois a esquadra brasileira passou a patrulhar o Atlântico Sul.

Você sabia que Brasil combateu na Primeira Guerra Mundial?

Continue lendo após a publicidade

Em Gibraltar, a Divisão Naval em Operações de Guerra, comandada pelo contra-almirante Pedro Max Fernando Frontin, se incorporou à esquadra britânica.

O Brasil também enviou médicos para atuar em hospitais de campanha na Europa e soldados para combaterem junto ao exército francês. A Esquadrilha Nacional se uniu à Real Força Aérea britânica e nossa Esquadra participou de conflito antissubmarino.

Marinheiros morrem de gripe espanhola

Oito navios de nossa esquadra foram enviados para a guerra, a fim de atuar sob as ordens dos britânicos. Participaram de diversas missões de patrulhamento, além de batalhas navais que resultaram na destruição de um submarino alemão. Um dos nosso navios, no entanto, foi avariado.

Usando a costa africana como base, os marinheiros brasileiros contraíram a gripe espanhola e centenas morreram da doença. Quando se encontrava em patrulhamento no Mar Mediterrâneo, a frota brasileira soube do final da guerra.

Continue lendo após a publicidade

Indenizações pagas pelo governo alemão

O Governo Brasileiro obteve uma indenização pelas sacas de café apreendidas em portos alemães ou perdidas nos naufrágios. Foi-lhe autorizado também ficar com os navios confiscados, como indenização pelas embarcações que afundaram.

O Brasil também ajudou a fundar a Liga das Nações, que antecedeu à Organização das Nações Unidas (ONU).

Você sabia?

Ao todo o Brasil enviou 92 médicos para trabalharem em hospitais de campanha no fronde de batalha.

Num primeiro momento da guerra o Brasil perdeu com a exportação do café. Mas logo viu oportunidade de investir em indústrias para tentar lucrar, posto que o número de fábricas aumentou quatro vezes. Foi usada a mão de obra dos imigrantes que fugiam da guerra e muitos produtos antes importados passaram a ser produzidos aqui.

Continue lendo após a publicidade

Achou interessante saber da participação do Brasil na Primeira Guerra Mundial? Pois então leia também sobre a Crise dos Mísseis, o momento mais tenso da Guerra Fria.

Fonte: Sua Pesquisa, Wikipédia, Toda Matéria, Info Escola, BBC, Brasil Escola, Mundo Educação, Aventuras na História, Racha Cuca, História do Mundo.

Fonte das imagens: O SabicãoPoder Naval, Wikipédia, Acesse Piauí.

Continue lendo após a publicidade
Próxima página »

Comentários

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments